archive-br.com » BR » A » ABRAFRIGO.COM.BR

Total: 460

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • CLIPPING DA ABRAFRIGO Nº 91 DE 17 DE AGOSTO DE 2015 | Abrafrigo
    fábricas A Justiça entendeu agora que não é aceitável correr risco de desabastecimento da vacina em função da paralisação Segundo o ministério os laboratórios que estavam impedidos de fabricar o produto são responsáveis por cerca de 60 da produção brasileira de vacinas contra aftosa A medida garante o abastecimento de vacinas contra a febre aftosa para as campanhas de novembro deste ano e de 2016 disse o Consultor Jurídico do Ministério Roger Leal A instrução normativa do Mapa dá prazo de 12 meses prorrogável por mais 12 para que todos os laboratórios do setor pudessem se adequar às normas de produção de vacinas estabelecidas pelo governo em 2012 Na época em que foi publicada essa instrução fiscais agropecuários se posicionaram contra a medida e emitiram nota afirmando que a regra do ministério representava um retrocesso à biossegurança e ameaçava o status sanitário do País Estadão Conteúdo Início das exportações de carne brasileira enfrenta obstáculos nos EUA O início das exportações de carne bovina in natura do Brasil aos EUA enfrenta obstáculos no Congresso americano depois de ter sido liberada no fim de junho pelo governo do presidente Barack Obama Iniciativas no Senado e na Câmara dos Deputados exigindo avaliações adicionais dos riscos da compra de carne do Brasil e da Argentina podem adiar potencialmente por anos a entrada do produto brasileiro no mercado dos EUA segundo avaliação do Escritório da Administração e Orçamento OMB da Casa Branca Resultado da pressão do lobby dos produtores americanos as comissões de dotação orçamentária do Senado e da Câmara dos Deputados incluíram emendas aos projetos que tratam dos gastos do Departamento de Agricultura dos EUA USDA no ano fiscal de 2016 requerendo medidas adicionais para verificar qual a possibilidade de a importação do produto brasileiro levar febre aftosa para os EUA A versão aprovada pela comissão da Câmara prevê até mesmo novas visitas do USDA a unidades de abate e processamento de carne no Brasil e na Argentina As propostas porém ainda precisam passar pelo plenário das duas casas e o tradicional impasse fiscal entre democratas e republicanos sugere que são grandes as chances de não haver um acordo sobre o orçamento para o próximo ano fiscal que começará no mês de outubro O lobby do setor pecuarista mostrou sua força ao conseguir que as comissões de dotação orçamentária do Senado e da Câmara incluíssem medidas que bloqueiam a implementação das regras que tornam possíveis as compras de carne do Brasil e da Argentina Segundo uma fonte que acompanha o assunto a alegação do risco de introdução da aftosa é protecionismo disfarçado já que a possibilidade é irrisória e o USDA fez várias visitas ao Brasil em 2002 2003 2006 2008 e 2013 para atestar a eficácia do programa brasileiro contra a doença Valor Econômico JBS Marfrig e Minerva fecharam 13 frigoríficos em 2015 A JBS a Marfrig e a Minerva fecharam ao todo 13 frigoríficos em 2015 A JBS liderou o processo de ajuste produtivo no País paralisando abates em seis fábricas Segundo o Presidente global da companhia Wesley Batista a decisão foi motivada por um cenário mais difícil em termos de exportação e também de oferta de gado A declaração foi dada a analistas do mercado financeiro durante teleconferência a respeito dos resultados trimestrais da empresa A JBS Mercosul possui 53 unidades industriais no Brasil mas o executivo não informou quantas continuam em operação nem quantos funcionários foram demitidos Já a Marfrig informa que fechou cinco fábricas no País em 2015 reduzindo em 29 a sua capacidade instalada Apesar dos fechamentos a companhia diz que não reduziu o volume de produção tendo realocado a demanda por carne bovina em outras fábricas para aumentar o uso da sua capacidade instalada que ultrapassou 95 nas últimas seis semanas O fim das atividades nas fábricas também foi motivado pela menor oferta de bois e fez a empresa demitir 2 346 pessoas Incluindo o programa de ganho de eficiência implementado pela Marfrig o número de demitidos sobe para 4 453 trabalhadores Por outro lado a Minerva encerrou abates em duas unidades no Brasil este ano mas diz que a decisão integra um replanejamento estratégico da companhia no País e não está relacionado à menor disponibilidade de bois no mercado Achamos que valeria a pena concentrar a produção em outras plantas que estavam com alguma capacidade ociosa e descontinuar ainda que temporariamente duas unidades afirmou o Diretor Financeiro da companhia Edison Ticle em coletiva de imprensa na semana passada Estadão Conteúdo Agropecuária deve injetar R 26 bilhões na economia de MS Valor recorde é puxado por pecuária bovina e soja Os produtos agropecuários devem proporcionar a soma de R 26 04 bilhões a Mato Grosso do Sul neste ano estimou o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento Mapa que divulgou na sexta feira 14 as projeções do Valor Bruto da Produção VBP para esta safra com base em dados do mês de julho O montante relativo ao Estado é recorde e completa uma sequência de seis altas consecutivas A maior participação vem das lavouras cujo VBP é de R 14 95 bilhões Já o valor a pecuária deverá totalizar R 11 094 bilhões Mesmo com a queda da produção frigorífica a pecuária bovina segue como principal atividade de Mato Grosso do Sul se considerado o VBP De acordo com o Mapa o montante a ser movimentado pelo segmento de bovinos deve alcançar R 8 819 bilhões neste ano incremento de 7 8 em relação aos R 8 18 bilhões contabilizados na safra do ano passado Isso significa que o avanço dos preços pesou mais que a produção reduzida na composição do VBP Ontem a arroba do boi gordo valia R 133 no Estado 12 maior que o do mesmo período de 2014 R 118 A segunda maior colaboração para o VBP agropecuário é da soja O valor do grão deve totalizar R 7 125 bilhões nesta safra segundo estima o Mapa O aumento é de 5 94 frente ao montante do ano passado de R 6 725

    Original URL path: http://abrafrigo.com.br/noticias-abrafrigo/clipping-da-abrafrigo-no-91-de-17-de-agosto-de-2015/ (2015-10-13)
    Open archived version from archive


  • CLIPPING DA ABRAFRIGO Nº 90 DE 14 DE AGOSTO DE 2015 | Abrafrigo
    Imea destaca que confinadores precisam estar atentos à nutrição dos animais ambiente disponibilidade de água qualidade dos tratos dentre outros fatores para um maior ganho de peso diário Das sete macrorregiões de Mato Grosso analisadas pelo Imea quatro reduziram a intenção de confinamento No Noroeste que possui o menor rebanho do Estado a perspectiva de confinamento avançou 60 de um levantamento para o outro para um total de 11 417 animais Já no Médio Norte onde produtores planejavam confinar 235 484 cabeças devem ser terminados a cocho bem menos animais 124 456 47 1 IMEA Inspeção federal apreendeu em 2014 mais de 47 mil carcaças bovinas contaminadas Mais de 47 mil carcaças bovinas com tuberculose caseosa ou cisticercose viva foram apreendidas pelo Serviço de Inspeção Federal SIF em 2014 numa prova da capacidade da fiscalização de retirar da cadeia produtiva produtos de origem animal impróprios para consumo humano informou na terça feira 11 8 o Coordenador Geral de Inspeção do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal Dipoa do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento Rafael Olivieri Filipputti Ele foi um dos palestrantes sobre os desafios de fiscalização e acompanhamento dos produtos de origem animal em debate para a reestruturação do Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal Sisbi POA por iniciativa do ministério e do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura IICA num encontro nacional que foi até esta quinta feira 13 8 na sede do IICA em Brasília Filipputti ressaltou também a garantia de saúde pública para todos os produtos de origem animal tanto para o mercado interno quanto para exportação de modo a não haver duas classes de consumidores Somos uma referência de fonte de informação para adequar as ações de políticas públicas de defesa sanitária animal e de rastreabilidade afirmou Os participantes da oficina apontaram como principal desafio a necessidade de adequar a frequência da fiscalização em estabelecimentos sob regime de inspeção periódica Disseram também que é preciso redistribuir os servidores e atualizar as técnicas de inspeção com base em processos de fiscalização com estimativa de risco Defenderam ainda o apoio laboratorial o controle de resíduos químicos e mecanismos de autofinanciamento para a geração de recursos decorrentes de fiscalização dos produtos GLOBO RURAL MPT investiga meio ambiente do trabalho em unidade da JBS no RS No primeiro dia de diligência houve auto interdição pela empresa de cinco serras fita na unidade do município de Frederico Westphalen O Ministério Público do Trabalho começou na terça feira 11 a quinta operação da força tarefa gaúcha que investiga meio ambiente do trabalho em frigoríficos de abate de bovinos e suínos A investigação está sendo realizada na unidade da JBS suínos em Frederico Westphalen município localizado na região Noroeste rio grandense a 434 km da Capital Porto Alegre A vistoria é organizada pelo Ministério Público do Trabalho MPT e tem apoio técnico da Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho Fundacentro vinculada ao Ministério do Trabalho e Emprego MTE do Centro Regional de Referência em Saúde do Trabalhador Cerest Macronorte com sede em Palmeira das Missões e do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado do Rio Grande do Sul CREA RS além da participação do movimento sindical dos trabalhadores Segundo o MPT nas primeiras horas da diligência a própria empresa decidiu interditar cinco serras fita da planta sendo quatro no setor da sala de corte e uma no setor de sequestro retalhos da carcaça devido ao grave e iminente risco à saúde e segurança dos trabalhadores O trabalho da força tarefa se estendeu até quinta feira A JBS em Frederico Westphalen tem 930 empregados e abate dois mil suínos diariamente GLOBO RURAL JBS resultado negativo com derivativo cambial derruba lucro no 2º tri Apesar do melhor desempenho na área operacional o resultado negativo com derivativos para proteção hedge cambial derrubou o lucro da JBS no segundo trimestre deste ano No período o lucro líquido da gigante global de carnes foi de R 80 1 milhões queda de 68 5 ante o lucro de R 254 3 milhões reportado em igual intervalo de 2014 A JBS teve uma perda de cerca de R 2 bilhões com derivativos no trimestre Conforme balanço divulgado no fim da noite de quinta feira a receita líquida da JBS totalizou R 38 905 bilhões no segundo trimestre avanço de 34 3 na comparação com os R 28 968 bilhões registrados no mesmo trimestre do ano passado O expressivo aumento da receita líquida reflete tanto o crescimento do volume vendas em algumas divisões de negócios e também a valorização do dólar sobre o real na comparação anual Como a maior parte das receitas da JBS é em dólar via operações no exterior ou exportações a moeda americana mais valorizada aumenta a receita líquida em reais No segundo trimestre o lucro antes de juros impostos depreciação e amortização Ebitda na sigla em inglês ajustado da JBS atingiu R 3 577 bilhões incremento de 47 em relação ao Ebitda de R 2 757 bilhões de igual período de 2014 Na mesma base de comparação a margem Ebitda da JBS cresceu 0 8 ponto base passando de 8 4 para 9 2 No lado financeiro porém a JBS teve forte perda No segundo trimestre o prejuízo financeiro da JBS mais do que dobrou na comparação anual atingindo R 2 3 bilhões Esse desempenho negativo foi determinado sobretudo pela maior diferença entre o resultado com derivativos negativo em R 2 005 bilhões e a variação cambial ativa e passiva que ficou positiva em R 361 4 milhões no segundo trimestre Com isso diferença ficou negativa em R 1 644 bilhões bem acima dos R 387 5 negativos do mesmo período do ano passado A perda com derivativos reflete a política de hedge da empresa que visa proteger 100 de sua exposição ao real O resultado financeiro mais negativo do que o esperado pelo mercado acabou ofuscando o desempenho operacional que foi superior em praticamente todas as divisões de negócios em especial nos

    Original URL path: http://abrafrigo.com.br/noticias-abrafrigo/clipping-da-abrafrigo-no-90-de-14-de-agosto-de-2015/ (2015-10-13)
    Open archived version from archive

  • CLIPPING DA ABRAFRIGO Nº 89 DE 13 DE AGOSTO DE 2015 | Abrafrigo
    do custo do boi cuja disponibilidade está restrita enquanto o consumo interno está reduzido pela crise econômica e queda do poder de compra do consumidor As exportações brasileiras de carne bovina também ainda estão menores que as registradas no ano passado até julho Secco disse que o custo do boi gordo no Brasil aumentou cerca de 20 no segundo trimestre em relação ao mesmo período do ano passado Apesar de o fechamento das cinco plantas da Marfrig ser tratado como temporário Secco disse não ver a reabertura das unidades no curto prazo considerando o cenário no mercado O Diretor de Relações com Investidores da companhia Marcelo di Lorenzo disse que os custos de reestruturação da capacidade relacionados ao fechamento de unidades já estão contemplados no resultado do segundo trimestre A empresa informou na quarta feira que teve um prejuízo líquido de R 6 1 milhões no segundo trimestre de 2015 numa melhora em relação às perdas de R 55 1 milhões no mesmo período do ano passado CARNETEC Marfrig reduz prejuízo líquido a R 6 1 milhões no 2º tri A companhia de alimentos Marfrig teve prejuízo líquido de 6 1 milhões de reais no segundo trimestre reduzindo o resultado negativo de 55 1 milhões de reais de igual período de 2014 divulgou nesta quarta feira No período de abril a junho a Marfrig obteve crescimento de 68 3 por cento no Ebitda lucro antes de juros impostos depreciação e amortização na comparação anual a 465 7 milhões de reais e avanço de 24 8 por cento da receita líquida a 4 73 bilhões de reais Os resultados desconsideram os números da Moy Park unidade de frango e alimentos processados na Europa vendida para a JBS A Marfrig disse que deve revisar as metas para 2015 para refletir os efeitos da venda após fechar a transação o que deve ocorrer no início do quarto trimestre O contrato de venda firmado em 21 de junho tem valor de cerca de 1 5 bilhão de dólares dinheiro que a companhia pretende usar para reduzir sua dívida bruta Incluindo o resultado da Moy Park a Marfrig obteve Ebitda de 611 2 milhões de reais alta de 60 9 por cento sobre o período de abril a junho de 2014 e receita líquida de 6 462 bilhões de reais alta de 26 3 por cento A unidade Keystone teve alta de 51 8 por cento na receita a 2 147 bilhões de reais favorecida pela desvalorização do real frente ao dólar crescimento nos volumes vendidos na China Tailândia Coreia e Estados Unidos entre outros com crescimento de 52 9 por cento do Ebitda Por sua vez a Mafrig Beef teve alta de 78 2 por cento do Ebitda a 300 7 milhões de reais A dívida líquida totalizou 9 4 bilhões de reais ao final do período somando 5 6 bilhões de reais ajustada com a venda da Moy Park O resultado financeiro da Marfrig ficou negativo em 392 2 milhões de reais uma

    Original URL path: http://abrafrigo.com.br/noticias-abrafrigo/clipping-da-abrafrigo-no-89-de-13-de-agosto-de-2015/ (2015-10-13)
    Open archived version from archive

  • CLIPPING DA ABRAFRIGO Nº 88 DE 12 DE AGOSTO DE 2015 | Abrafrigo
    mês do ano anterior Em volume a queda foi de 9 4 com a comercialização de 158 mil toneladas Dos produtos importados no mês que passou os principais foram trigo US 127 milhões com recuo de 37 1 papel e celulose US 110 milhões 37 4 pescados US 81 milhões 16 1 lácteos US 36 milhões 20 6 e borracha natural US 34 milhões 25 0 Nos sete primeiros meses do ano as exportações brasileiras do agronegócio somam US 52 37 bilhões queda de 10 8 em relação ao mesmo período do ano anterior As importações recuaram 16 6 para US 8 21 bilhões Com isso o superávit é de 44 16 bilhões 9 6 Segundo o Ministério a redução decorreu particularmente em função da retração nas vendas do complexo soja que foram US 4 25 bilhões inferiores As carnes foram o segundo setor que mais contribuiu para o decréscimo nas exportações do País com US 1 41 bilhão a menos Estadão Conteúdo Paraná lança plano para tentar alavancar pecuária de corte Plano de incentivo a bovinocultura não apresenta propostas concretas mas Beto Richa avalia que é possível promover salto de qualidade no rebanho do Paraná Com um mercado consolidado para a produção de aves e suínos o Paraná passa a concentrar esforços para impulsionar a cadeia da carne de boi Para isso o estado tenta coloca em ação um programa que visa promover a evolução da pecuária bovina nos próximos dez anos Lançado nesta terça feira 11 em Curitiba o Plano Integrado de Desenvolvimento da Bovinocultura de Corte traça metas para melhorar os atributos do rebanho estadual até 2025 Mais de trinta entidades dos setores público e privado estão atuando na estruturação do projeto A ideia de criação do plano ganhou força em maio durante o Workshop da Bovinocultura de Corte do Paraná Na ocasião diversos profissionais ligados a atividade apontaram medidas de curto e médio prazo que precisam ser adotadas para estimular a cadeia produtiva explica o Coordenador do Comitê Gestor do Plano Rodolpho Luiz Werneck Botelho Não queremos reinventar a roda com esse plano A intenção é selecionar tecnologias e práticas de produção disponíveis e difundi las para os pecuaristas detalha Com um rebanho estimado em 9 1 milhões de cabeças conforme a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná Adapar o estado assume participação tímida na oferta nacional Por essa razão a meta do programa é promover ganhos de qualidade Não queremos ser área livre da febre aftosa sem vacinação para não ter gado para vender A intenção é dar um choque na pecuária bovina aponta o Secretário Estadual da Agricultura Norberto Ortigara O discurso foi reforçado pelo governador Beto Richa que foi anfitrião do evento Um conjunto de metas tenta criar uma referência para a execução das ações Dentre as principais medidas está a redução da idade média de abate de 37 meses para 30 meses o aumento na densidade de animais de 1 4 cabeças por hectare para 2 cabeças ha e uma elevação da taxa de natalidade dos animais de 65 para 75 Com isso projeta se um incremento de 480 mil bezerros por ano até 2025 Ainda não existem ações claras definidas no cronograma de ações O Plano não apresenta projetos detalhados para alcançar as metas propostas Sua função principal é nortear ações e a elaboração de projetos específicos diz um trecho do documento que apresenta o plano Botelho explica que há foco no planejamento como uma série de eventos regionais para discutir o tema Depois disso serão selecionadas propriedades consideradas referência no setor para que as boas práticas sejam compartilhadas GAZETA DO POVO ECONOMIA Moody s rebaixa Brasil e coloca rating em perspectiva estável A agência de classificação de risco Moody s rebaixou nesta terça feira o rating soberano do Brasil para Baa3 última nota dentro da faixa considerada como grau de investimento mas alterou a perspectiva da nota para estável ante negativa sinalizando que o selo de bom pagador do país deve ser mantido no curto prazo Apesar do rebaixamento a melhora da perspectiva para o rating da dívida brasileira trouxe um certo alívio pois havia o receio por parte dos agentes de mercado de que a Moody s pudesse manter a perspectiva negativa o que elevaria o risco de o país perder o grau de investimento no curto prazo A notícia foi menos pior que o esperado uma vez que os investidores estavam começando a acreditar que a Moody s alcançaria a Standard Poor s e deixaria o Brasil mais perto de perder o grau de investimento disse o Sócio Gestor da Canepa Asset Management Alexandre Póvoa Mesmo assim é negativo Não se pode negar que as coisas não estão funcionando como deveriam e a decisão da Moody s reflete isso A Moody s citou entre os motivos para o rebaixamento a fraqueza da economia a tendência de aumento de gastos públicos e os reflexos da operação Lava Jato na confiança de investidores no Brasil O desempenho econômico mais fraco do que o esperado a tendência ascendente das despesas do governo e a falta de consenso político sobre as reformas fiscais vão impedir as autoridades de atingirem superávits primários elevados o suficiente para conter e reverter a tendência de aumento da dívida neste ano e no próximo e desafiarão a capacidade de fazê lo depois disse a Moody s em comunicado Mas na visão de economistas a perspectiva estável dá ao país mais tempo para a se recuperar e evitar a perda do selo de bom pagador Estão nos dando mais tempo para a recuperação do crescimento das medidas fiscais Acho que estão dando um voto de credibilidade para as ações da equipe econômica o que é positivo disse o Economista Chefe do Banco J Safra Carlos Kawall Logo após o anúncio da Moody s a Bovespa reduziu as perdas nos ajustes de fechamento e o dólar futuro abrandou a alta AGÊNCIA REUTERS Barbosa diz acreditar que Brasil não perderá grau de investimento O Ministro do Planejamento Nelson Barbosa disse

    Original URL path: http://abrafrigo.com.br/noticias-abrafrigo/clipping-da-abrafrigo-no-88-de-12-de-agosto-de-2015/ (2015-10-13)
    Open archived version from archive

  • CLIPPING DA ABRAFRIGO Nº 87 DE 11 DE AGOSTO DE 2015 | Abrafrigo
    apresentando o que há de mais moderno no mercado nos setores de Ingredientes e Aditivos Embalagens e Tripas Refrigeração Logística Produtos e Serviços Rastreabilidade Softwares Paletes Transporte e Armazenagem Tratamento de Efluentes e Higienização Máquinas Equipamentos e Acessórios Automação Industrial e Comercial e Reciclagem de subprodutos de origem animal Os expositores da Tecnocarne representam 80 dos negócios deste mercado no Brasil A Tecnocarne é a mais completa e tradicional feira do setor um ponto de encontro da indústria que oferece espaço para troca de experiências análise de tendências e acima de tudo para a realização de grandes negócios Isso se dá pela participação dos principais players do mercado de carnes e leites do Brasil e do exterior e pela alta qualificação do público visitante com grande poder de decisão ressalta o diretor da Tecnocarne José Danghesi AGROLINK Produção de carne bovina deve crescer quase 20 neste ano estima CNA VBP do produto deve ficar em R 93 bilhões O Valor Bruto da Produção VBP de carne bovina deve chegar ao fim deste ano em torno de R 93 bilhões conforme estimativa da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil CNA Isso corresponde a um aumento de 19 23 em relação aos R 78 bilhões do VBP no ano passado Caso a expectativa se concretize estará apenas dando seguimento ao consumo crescente de carne bovina no mundo De acordo com a CNA as exportações do Brasil neste setor cresceram 737 em 14 anos passando de US 779 milhões R 2 7 bilhões a preços de hoje no ano 2000 para US 6 4 bilhões R 22 2 bilhões em 2014 No ano passado o Brasil vendeu carne bovina in natura para 151 países e industrializada para 103 países Levantamento do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos indica que a produção mundial de carne bovina chegará a 59 7 milhões de toneladas equivalentes em carcaça O Brasil com 17 da produção mundial é superado apenas pelos Estados Unidos que respondem por 19 do total No ano passado porém o Brasil liderou as exportações com 21 das vendas mundiais de carne bovina A CNA destaca que a carne bovina é um dos principais produtos do agronegócio brasileiro presente em praticamente todos os estados Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE existem no Brasil 2 67 milhões de estabelecimentos agropecuários com bovinos no país Segundo a CNA a cadeia produtiva da carne movimenta R 167 5 bilhões ao ano e gera perto de 7 milhões de empregos AGÊNCIA BRASIL TO primeira etapa de vacinação contra brucelose atinge 93 45 do rebanho bovídeo Ao todo foram vacinadas 334 276 bezerras bovídeas entre três e oito meses de idade Com números de cobertura vacinal contra a brucelose crescente e acima da média de outros estados o Tocantins vacinou no primeiro semestre deste ano 93 45 de bezerras bovídeas bovinas e bubalinas Os dados divulgados nesta segunda feira 10 08 pela Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins são referentes ao período de janeiro a junho

    Original URL path: http://abrafrigo.com.br/noticias-abrafrigo/clipping-da-abrafrigo-no-87-de-11-de-agosto-de-2015/ (2015-10-13)
    Open archived version from archive

  • CLIPPING DA ABRAFRIGO Nº 86 DE 10 DE AGOSTO DE 2015 | Abrafrigo
    de Defesa Agropecuária Décio Coutinho a quem respondem os fiscais agropecuários A Agricultura responde na Justiça a uma ação civil pública do Ministério Público do Mato Grosso que questiona convênios firmados pela Pasta com municípios de Mato Grosso para a cessão de servidores que passavam a integrar equipes encarregadas da inspeção sanitária e industrial de produtos de origem animal O MPF classificou essa forma de contratação como precária e demonstrou à Justiça que a situação ocorria ao mesmo tempo em que há um concurso realizado em 2014 com candidatos aprovados e aptos a serem nomeados A Justiça Federal deu prazo até o início deste mês para que o ministério apresente um cronograma para nomear os concursados e suspender os convênios firmados Apesar de o ministério ter feito o levantamento para conhecer a necessidade de força de trabalho a pasta informou que nenhuma contratação ocorrerá sem o aval do Ministério do Planejamento que controla o Orçamento e a folha de pagamento da União Estadão Conteúdo Paraná volta atrás e mantém calendário de vacinação contra aftosa O Paraná decidiu manter a vacinação contra febre aftosa no rebanho bovino do Estado que será realizada em novembro Em nota a Secretaria Estadual de Agricultura disse que o governo teve de adiar os planos para obtenção do reconhecimento de zona livre da doença sem vacinação porque não conseguiu reunir os requisitos necessários para realizar o processo a tempo O Estado não conseguirá concluir a adequação de 23 postos de fiscalização do trânsito agropecuário nas divisas com São Paulo e Mato Grosso do Sul barreiras imprescindíveis para o reconhecimento Em nota o Secretário Norberto Ortigara afirma que o adiamento ocorre por causa da crise econômica e das dificuldades orçamentárias mas afirma que o Estado já realizou a contratação de servidores para reforçar a defesa sanitária e que os mesmos estão em treinamento Ortigara reafirmou os esforços do Paraná para a obtenção do reconhecimento internacional do Estado como zona livre da Peste Suína Clássica em maio do ano que vem na assembleia geral da Organização Mundial de Saúde Animal OIE Já o pleito referente à febre aftosa será retomado assim que as barreiras sanitárias estiverem concluídas O Estado já havia solicitado ao Ministério da Agricultura para começar o processo para obtenção das duas credenciais em maio deste ano No documento o Secretário acrescenta que a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná Adapar já trabalha para revisar o cadastro de propriedades rurais e o inventário de rebanhos suscetíveis às doenças para levantar uma base de dados que ajude no controle do trânsito de animais O reconhecimento do Paraná como área livre da aftosa sem vacinação não é consenso entre representantes da cadeia pecuária Em entrevista à reportagem em junho o Presidente da Associação Brasileira de Angus ABA José Roberto Pires Weber alertou que o Paraguai não possui o mesmo rigor sanitário do Brasil e representaria um risco para o rebanho estadual Sendo o maior exportador de carne bovina do mundo o Brasil não tem razões para correr esse

    Original URL path: http://abrafrigo.com.br/noticias-abrafrigo/clipping-da-abrafrigo-no-86-de-10-de-agosto-de-2015/ (2015-10-13)
    Open archived version from archive

  • CLIPPING DA ABRAFRIGO Nº 85 DE 07 DE AGOSTO DE 2015 | Abrafrigo
    mudanças em relação aos médios e grandes como o fiscal terceirizado e a fiscalização por amostra A decisão da Anffa acirra ainda mais os ânimos entre servidores e a Ministra Kátia Abreu que tem sido pressionada pelos trabalhadores a abandonar o projeto Em eventos públicos com a presença da Ministra os servidores têm se vestido de preto e distribuídos panfletos contra a medida Maurício Porto Presidente da Anffa alega que é um risco à segurança alimentar da população brasileira Para os produtos que são exportados o que vale são as regras antigas essa mudança na fiscalização é só para consumo doméstico Os países que compram nossos produtos não aceitariam comprar nesse novo padrão argumentou Com a mudança de regra estabelecimentos de até 250 metros quadrados por exemplo estão dispensados de assegurar transporte ou instalação aos fiscais No caso de autoconsumo preparo ou armazenamento de animais para consumo doméstico esses estabelecimentos ficam isentos de registro inspeção e fiscalização Estadão Conteúdo Famasul aponta fechamento de 12 dos frigoríficos do MS desde 2012 A Federação da Agricultura e Pecuária do Mato Grosso do Sul Famasul aponta que 12 dos frigoríficos no Estado fecharam as portas nos últimos três anos O número de fábricas em operação caiu para 22 unidades de 25 plantas em 2012 O levantamento inclui apenas indústrias vistoriadas pelo Serviço de Inspeção Federal SIF responsáveis por 96 do volume de abate no Estado Para a Famasul o fechamento de unidades é resultado da menor oferta de boi gordo para o abate além da contração da demanda internacional e doméstica A pecuária de corte do Mato Grosso do Sul ainda sofre os efeitos da crise vivenciada em 2007 e que se prolongou até 2012 quando descapitalizados os criadores tiveram de abater as fêmeas comprometendo assim a formação de rebanho diz a gestora do Departamento de Economia da Famasul Adriana Mascarenhas em nota A representante afirma que a queda no número de indústrias preocupa produtores rurais Quanto mais limitada a ponta compradora menor é o poder de negociação da ponta vendedora neste caso o pecuarista acrescenta O levantamento da entidade indica que das 22 fábricas em operação nove são da JBS uma da Marfrig Global Foods uma do Peri Alimentos e 11 de outros grupos industriais Hoje os frigoríficos do Estado atuam com apenas 76 da sua capacidade de abate FAMASUL Boi gordo aos poucos o mercado resiste a novas quedas e recupera a firmeza nas cotações Arroba do boi gordo subiu em São Paulo Há forte resistência à continuidade do movimento baixista após as reduções de preço dos últimos meses A arroba do boi gordo subiu em São Paulo cotada em R 143 00 à vista na região de Araçatuba No total foram registradas altas para os machos terminados em oito praças pecuárias Em duas praças as cotações caíram No mercado atacadista de carne bovina com osso os preços tiveram alta com o boi casado de bovinos inteiros e castrados cotado em R 9 25 kg e R 9 45 kg respectivamente

    Original URL path: http://abrafrigo.com.br/noticias-abrafrigo/clipping-da-abrafrigo-no-85-de-07-de-agosto-de-2015/ (2015-10-13)
    Open archived version from archive

  • CLIPPING DA ABRAFRIGO Nº 84 DE 06 DE AGOSTO DE 2015 | Abrafrigo
    durante a Vitrine Agropec em Rondonópolis 210 quilômetros ao sul de Cuiabá O Painel Cenário da Carne 2015 Atualidades x Perspectivas será realizado no dia 12 de agosto às 16h no parque de exposições Wilmar Peres de Farias Participarão do painel o Presidente do Sindicato das Indústrias de Frigoríficos de Mato Grosso Sindifrigo Luiz Antônio Freitas Martins e um representante do Instituto Mato grossense de Economia Agropecuária Imea A mediação será feita pelo engenheiro agrônomo da Scot Consultoria Alcides de Moura Torres Junior Nos últimos dezoito meses nove frigoríficos foram desativados em Mato Grosso Somente no primeiro semestre deste ano sete unidades foram fechadas nos municípios de Sinop São José dos Quatro Marcos Cuiabá Mirassol D Oeste Matupá e Rondonópolis duas unidades Apenas 64 das plantas frigoríficas do Estado estão em operação De acordo com o Vice Presidente do Sindicato Rural de Rondonópolis Aylon Arruda o objetivo do painel é esclarecer o momento pelo qual passa a pecuária de corte mato grossense Resolvemos trazer esta discussão para a Vitrine Agropec pois foi uma demanda dos pecuaristas da região que estão preocupados com esta situação e precisam estar por dentro do atual cenário e do que esperar para o futuro da atividade explica Arruda DIÁRIO DE CUIABÁ MT Abates têm novo desenho Plantas frigoríficas paralisadas aumentaram 75 no Estado em comparação ao saldo do ano passado O ano de 2014 encerrou com 12 frigoríficos com o Serviço de Inspeção Federal SIF fechados plantas paralisadas em todas as regiões de Mato Grosso Em 2015 somente nos primeiros sete meses desse ano a desativação somou 20 unidades apontando um crescimento de 75 nas paralisações O centro sul e o norte ambos com quatro plantas paralisadas são as regiões com maior número de desativações Já o médio norte tinha uma unidade operando no ano passado e neste ano está sem indústrias com o SIF em funcionamento A crise sobre o segmento reflete a atual conjuntura econômica do país e especialmente em Mato Grosso a falta de animais prontos para abate o que reduz a escala das indústrias e consequentemente afeta a capacidade instalada de produção e o lucro das unidades Conforme levantamento realizado pelo Instituto Mato grossense de Economia Agropecuária Imea em 2014 havia 29 plantas frigoríficas com SIF certificação que permite o trânsito interestadual e a exportação da produção em operação no Estado Em 2015 até a segunda quinzena de julho apenas 20 unidades Mato Grosso detém o maior rebanho de bovinos do país cerca de 28 5 milhões de cabeças mas deve fechar o ano de 2015 com menor estoque de boi prontos para o abate dos últimos nove anos Conforme dados apurados pela Acrimat por meio dos registros feitos pelo Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso Indea MT estoque de animais machos prontos para abate é 3 9 milhões de cabeças Esse resultado é reflexo do grande volume de matrizes encaminhadas para o abate entre os anos de 2011 e 2013 estratégia que comprometeu a oferta de animais para reposição nos anos seguintes e que começa a ser sentida em 2015 Em uma perspectiva para o curto prazo para os próximos dois anos a disponibilidade começa a melhorar em 2016 mas o grosso dos animais disponíveis para abate chegará somente em 2017 quando o estoque deverá ultrapassar mais de 4 milhões de cabeças aptas ao gancho Diário de Cuiabá PR Técnicos da Adapar recebem treinamento de mercado Após um longo período de espera para a contratação e nomeação os novos servidores da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná Adapar começam a se aproximar do trabalho de campo Nesta quinta feira 06 os novos médicos veterinários engenheiros agrônomos e técnicos agrícolas participam de um treinamento em Curitiba que vai detalhar como será a atuação dos profissionais e sua importância para o mercado agropecuário Lideranças dos principais setores do agronegócio irão palestrar para os especialistas A abertura será feita pelo Secretário Estadual da Agricultura Pecuária e do Abastecimento Norberto Ortigara e o Presidente da Faep Ágide Meneguette A programação também inclui explanações do ex Ministro da Agricultura e Presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal ABPA Francisco Turra que falará sobre a Sanidade na cadeia produtiva de Aves e Mercado Gazeta do Povo Início de embarques de carne bovina para EUA pode demorar mais que o estimado diz Minerva O efetivo início dos embarques de carne bovina in natura do Brasil para os Estados Unidos poderá demorar mais do que o esperado inicialmente pelos brasileiros diante do lobby contrário de produtores norte americanos disse o Presidente da Minerva Foods Fernando Galletti de Queiroz na quarta feira 5 Mas ele acrescentou que acredita que seguramente os embarques serão iniciados até o fim deste ano É importante ressaltar que existe um grande lobby que ainda existe resistência dos produtores dos EUA para que essa abertura não seja concretizada disse Galletti de Queiroz em teleconferência com analistas Portanto existe uma chance de que o processo de abertura seja mais demorado que o inicialmente estimado acrescentou No fim de junho o governo brasileiro anunciou a abertura do mercado dos EUA à carne bovina in natura brasileira com o início dos embarques esperado pela indústria do Brasil para setembro após a visita de técnicos sanitários norte americanos a frigoríficos no país Galletti de Queiroz acrescentou que apesar do lobby contrário de alguns produtores norte americanos há importadores nos EUA favoráveis à abertura ao produto brasileiro O preço do gado lá nos EUA está o dobro daqui Economicamente faz sentido que isso início dos embarques se apresse disse o executivo Estamos vendo aqui internamente movimentos de vários importadores americanos buscando estabelecer relações mais fortes com o Brasil com a gente acrescentou Quando a abertura de mercado for formalizada efetivamente os frigoríficos brasileiros irão competir para exportar dentro da cota anual de 64 mil toneladas reservada pelos EUA a um grupo de países formado principalmente por nações da América Central Galletti de Queiroz disse acreditar que o Brasil poderá atender grande parte dessa cota quando a abertura de mercado

    Original URL path: http://abrafrigo.com.br/noticias-abrafrigo/clipping-da-abrafrigo-no-84-de-06-de-agosto-de-2015/ (2015-10-13)
    Open archived version from archive