archive-br.com » BR » A » ADONLINE.COM.BR

Total: 824

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • adBlog -Um agradecimento ao Emanuel Mattos- Por:Marco Schuster
    minha linguagem de rádio Muitas vezes o Emanuel me chamou para tomar um cafezinho e explicar que relatar alguém empurrando uma carrinho de mão passou perto do entrevistado como eu tinha escrito não era o tipo de detalhe que ele queria nos textos Era uma equipe jovem e com talento Marcelo Oscar Lopes Vera Daisy Barcellos Paulo Burd Ciro Comiran Tabajara Branco Paulo Macedo Todos seguiram seus caminhos Uma das expressões preferidas do Emanuel naqueles tempos era chamar todo mundo de débil mental sorrindo Quando o jornal fechou fui para a Cooperativa dos Jornalistas aonde mais tarde ele chegou para editar com o mesmo sorriso e generosidade o Jornal do Grêmio Foi a última vez que trabalhamos juntos Ele entrou e saiu da RBS umas nove vezes ele não sabia o número exato andou por Santa Catarina editou política no Correio do Povo retornou alguns meses ao jornalismo esportivo diário era um sessentão entre os jovens e estava engajado na assessoria política É um prazer te encontrar foi a frase que ele me disse na última vez que o encontrei numa assembleia da Aceg em maio Devo muito a muita gente Agradeço profundamente ao Emanuel as lições de jornalismo que

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/blog/marco-schuster-7/759-um-agradecimento-ao-emanuel-mattos.html (2016-02-18)
    Open archived version from archive


  • adBlog -A nova política que nasceu ontem- Por:Marco Schuster
    brasileira e talvez não indique mudança de opinião no eleitorado em 2014 mas não é esse o ponto central eu acho né ainda O ponto central é que a internet com blog sites redes sociais e etc mostrou o seu poder Nenhuma organização precisa distribuir panfletos em saídas de colégios e portas de fábricas para falar com as pessoas como acontecia entre os séculos 17 e 20 os dos primórdios da imprensa Nem precisa de programas de rádio e televisão como no final do século 20 Na campanha das Diretas Já de 1984 cada capital tinha seu dia específico para fazer manifestações Só assim os líderes políticos poderiam viajar pelo país e motivar as pessoas E divulgar os atos era uma dificuldade A Globo por exemplo demorou para noticiar que havia uma campanha nacional pedindo eleição direta pra presidente Agora nem precisa de discursos de palanque de líderes carismáticos para milhares se reunirem em capitais e grandes cidades ao mesmo tempo Como nos tempos analógicos não aconteceu de repente Houve ensaios os protestos isolados exemplos externos os occupy até se chegar ao sucesso de ontem Permanecem algumas características do início dos meios de comunicação de massa barricadas quebra quebras e acho que isso dificilmente vai acabar embora haja uma diferença vital entre aquela época e a de hoje eram ações violentas em tempos de ditaduras e reinados absolutistas e repressores Agora não estamos em ditadura mas em democracia Acho que essas ações de violência ainda vão permanecer porque a gente ainda tem restinhos de violência em nossa emoção e segundo o doutor André Palmini na última edição da Press Advertising toda decisão humana está mais baseada na emoção que na razão Então é preciso ir em frente Suspeito que outras caraterísticas dos tempos antigos vão reaparecer como novos líderes políticos

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/blog/marco-schuster-7/610-a-nova-politica-que-nasceu-ontem.html (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • adBlog -Dia da leitura, neblina do aeroporto e a gravata do Luxemburgo- Por:Marco Schuster
    acontecer numa construção Primeiro estuda como ela deve ser estima custos e prazos faz licitação e começa Aí vêm as surpresas Citou como símbolo delas os trilhos de bonde da Protásio Alves pois não havia informações que eles permaneciam ali abaixo de camadas de asfalto Pra fazer uma promessa assim ou o ministro não sabe desses detalhes ou isso já está resolvido A não ser que a ZH também não entenda de engenharia A gravata de Luxemburgo o técnico do Grêmio me intriga Muitos técnicos europeus usam gravata tudo bem Em todos os jogos Houve um tempo em que se usava gravata em todos os lugares bancários comerciantes garçons professores banqueiros industriais Mas o costume caiu e ela ficou reservada a lugares e momentos nobres Só garçons e seguranças continuam usando gravata no dia a dia Vanderlei Luxemburgo usa gravata na Libertadores mas não no campeonato gaúcho Certo a Libertadores é mais importante mesmo Mas como time entende essa mensagem Na Libertadores é preciso se esforçar e se dedicar e no campeonato gaúcho não Se o chefe dá importância mínima para um jogo por quê os subordinados vão dar o máximo E os adversários também não veem assim Pô contra nós é sem gravata É sem reverência Tá achando barbada Não sou fã da gravata ainda mais à beira de campo de futebol mas se for usar usa sempre e não de vez em quando Terceiro Dia da Leitura ou dia do Livro É um dia de perturbadoras coincidências que geraram alguns deslizes William Shakespeare nasceu e morreu em 23 de abril 1564 1616 O espanhol Miguel Cervantes morreu em 23 de abril de 1616 São dois gênios e se alguém aí nunca leu um clássico da literatura mas tem curiosidade leia Dom Quixote de La Mancha Tem uma versão

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/blog/marco-schuster-7/496-dia-da-leitura-neblina-do-aeroporto-e-a-gravata-do-luxemburgo.html (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • adBlog -Sutis semelhanças- Por:Marco Schuster
    e W iguais Muitos alemães se referem a este anos como hora zero O país estava destruído física econômica e politicamente pela guerra fora fatiado em quatro áreas de ocupação Estados Unidos França Inglaterra e União Soviética Mas como as diferenças políticas entre União Soviética e os outros era muito grande o país foi dividido em dois em 1949 A zona soviética virou Alemanha Oriental e as dos outros três foi reunida na Alemanha Ocidental A empresa ficou no lado capitalista e nesse ano lançou um novo logo Nem preciso chamar a atenção na mudança radical das cores né Ele foi usado até 1966 época do auge da Guerra Fria no mundo da construção de um muro que dividiu Berlim que ficava no lado oriental mas também estava subdividida entre ocidente e oriente e que também significou a reorganização política e econômica alemã A Volks instalou sua fábrica brasileira em 1953 O azul entrou em 1967 e esse logo durou 10 anos Esse período marcou a política de reaproximação das duas alemanhas O chanceler social democrata Willy Brandt criou a frase dois estados alemães dentro de uma nação alemã para incentivar a ideia de reunificação Entre 1977 e 1995 o logo foi esse A política de reaproximação teve uma importante ajuda externa com o enfraquecimento da União Soviética que já não conseguia mais impor sua vontade como antes O Muro de Berlim foi derrubado em 1989 os alemães fizeram festa e se abraçaram nas ruas A partir de 1990 a Alemanha era uma só novamente Em 1996 a empresa que já tinha abandonado as mudanças radicais no logo parte agora para mudanças sutis O país também deixou de ser o lugar odiado por etnias perseguidas durante o nazismo deixou de ser ou pelo menos perdeu a intensidade o temor de

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/blog/marco-schuster-7/470-sutis-semelhancas.html (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • adBlog -Hoje, a geração do futuro é a S - Por:Marco Schuster
    ômega ou ideogramas chineses japoneses não estão na moda Retomamos a contagem pelo S Parece que os criadores desses rótulos preferem o final do alfabeto mas não É S de screen touch screen a tela de toque de smartphones tablets e novos televisores Já existem artigos sobre posicionamento de marca para a geração S a que não conhece um mundo sem telas e que não vai saber escrever em teclas mas só em telas É possível graças ao ritmo de desenvolvimento da escola que aprendam a escrever à mão É uma incógnita se aprenderão a somar números redondos de cabeça e o que farão se um dia uma catástrofe qualquer quebrar usinas e baterias e deixar esse grupo dependente apenas da luz e energia solar Mas é a geração que agora começará a ser citada como grande público a ser procurado pelas marcas pelas mídias e pelas pesquisas Chega ao fim o verbo teclar que sepultou o verbo datilografar e sua variante bater à máquina Não sei se inventarão algum tãtchar touch telar ou escrinar screen para a atividade caraterística da geração S Só sei que não estou preocupado S é de Schuster Tweet Comentários Blogueiro Marco Schuster marcoafschuster gmail

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/blog/marco-schuster-7/428-hoje-a-geracao-do-futuro-e-a-s.html (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • adBlog -Há 51 anos, existia uma cadeia próxima ao Gasômetro- Por:Julio Ribeiro
    de quatro páginas sobre o fim do Cadeião exibido várias fotos daquilo que seriam masmorras medievais Leiam como iniciava essa matéria assinada pelo jornalista N Gauland Com uma explosão simbólica detonada pelo Governador do Estado teve fim a famosa Casa de Correção de tão triste lembrança Para assistir ao seu fim muitos porto alegrenses desde as primeiras horas se comprimiram na parte fronteira do velho presídio Estava ficando um verdadeiro pesadelo para os criminologistas Antes da explosão pela manhã os restantes detentos foram retirados e enviados para a Colônia Penal e para o novo presídio no bairro Partenon com características modernas condizentes com a pessoa humana Pois é o que diriam os atuais detentos do Presídio Central sobre essas características modernas condizentes com a pessoa humana Quase 50 anos passados a situação prisional no Rio Grande do Sul é tão ou mais dramática do que aquelas da antiga Casa de Correção e que a levaram a demolição As fotos do repórter Thales Farias mostram um pouco das instalações da cadeia que iam contra todas as prédicas penais A campanha pela demolição do Cadeião foi iniciada pelo prefeito José Loureiro da Silva em 1962 que dizia precisamos desalgemar o Guaíba Em cinco anos houve três solenidades de demolição entre elas a retratada pela revista do Globo A Casa de Correção foi finalmente demolida na gestão do prefeito Célio Marques Fernandes e teve o comando de um certo engenheiro chamado João Antonio Dib que mais tarde viria a ser prefeito da cidade e hoje é o vereador com mais tempo de legislatura na Câmara Municipal de Porto Alegre Ele se utilizou de operários da SMOV dinamites e tratores para por abaixo uma das vergonhas da cidade Tweet Comentários Blogueiro Julio Ribeiro julioribeiro terra com br Jornalista especialista em marketing autor de livros

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/blog/julio-ribeiro-1/775-ha-51-anos-existia-uma-cadeia-proxima-ao-gasometro.html (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • adBlog -Sou contra divulgação de pesquisas eleitorais- Por:Julio Ribeiro
    afirmar isso mas o eleitor não gosta de votar em quem vai perder O eleitor quer ganhar mesmo que sua vitória seja uma Vitória de Pirro que mais adiante se revele uma desgraceira Não raro acontece das pessoas dizerem algo do tipo tal candidato é muito bom gostaria de votar nele mas ele não vai ganhar então vou votar naquele outro Há quatro anos por exemplo muita gente dizia isso do senador Cristovam Buarque Que ele era o melhor preparado que suas propostas eram as mais consequentes que ele daria um grande presidente Mas como ele partiu de índices baixos nas pesquisas ficou ali empacado Foi um candidato para se admirar mas não para se votar Agora acontece o mesmo Há uma migração espantosa de votos em direção à Marina Silva Não quero aqui discutir os méritos ou deméritos da candidata mas sim o fato de que ao aparecer nas pesquisas com maior viabilidade eleitoral que Aécio como representante da oposição criou se uma avalancha de adesões Muito provavelmente vai se eleger restando a dúvida se no primeiro ou no segundo turno Se não tivéssemos divulgação de pesquisas ela até poderia vir a se eleger mas pelas suas propostas pela sua biografia pelo contexto político e tal mas não haveria esvaziamento das demais candidaturas no grau que estamos assistindo Os eleitores poderiam pensar mais ponderar entre as diversas opções e dar seu voto de forma mais consciente Por isso acho que para o bem dos processos eleitorais no Brasil para salvaguardar o direito dos cidadãos escolherem seus representantes sem sofrerem qualquer tipo de pressão e especialmente para que a democracia brasileira amadureça a divulgação de pesquisas eleitorais deveria ser proibida a partir do inicio das campanhas eleitorais Tweet Comentários Blogueiro Julio Ribeiro julioribeiro terra com br Jornalista especialista em marketing

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/blog/julio-ribeiro-1/770-sou-contra-divulgacao-de-pesquisas-eleitorais.html (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • adBlog -Seleção que não existe mais!- Por:Julio Ribeiro
    os tchecos não conseguiram se recuperar dessa voltaram para casa tendo perdido as três partidas da fase de grupos Nós altivos iríamos meter mais 4 gols no Peru nas quartas de finais 3x1 no Uruguai nas semis e um novo 4x1 na final contra a Itália Éramos TRI éramos invencíveis éramos os tais Mesmo o pessoal de esquerda que se dizia contra a Seleção porque a sua vitória poderia beneficiar a ditadura vibrou comemorou e ainda que secretamente cantarolou a música dos Incríveis todos juntos vamos pra frente Brasil salve a Seleção Pois é passados 44 anos desde aqueles dias o País cresceu somos agora 200 milhões de brasileiros a tecnologia evoluiu de forma assustadora hoje podemos ver os jogos em cores em alta definição na tela de nosso celular e o mundo se tornou menor com a modernização das comunicações e dos transportes Na razão inversa desse crescimento o envolvimento da Seleção Brasileira com o povo vem diminuindo Claro como a Copa está se desenrolando no Brasil é natural que o País pare para os jogos e que os estádios se pintem de amarelo Mas eu não vejo uma grande empolgação do povo com a seleção e especialmente vejo os jogadores a comissão técnica e a cartolagem muito distantes da gente Eu pelo menos não me sinto representado por Neymar e companhia Eles vivem num outro mundo pagos em centenas de milhares de euros e parecem estar mais preocupados com os comerciais de televisão do que em representar o povo brasileiro Sobra firula e style e falta garra e comprometimento Por mais que a publicidade tente à exaustão nos fazer vibrar nos fazer sentir como nos velhos tempos não consegue resta uma sensação de coisa fake forçada sem naturalidade Pela primeira vez na vida estou assistindo a uma Copa

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/blog/julio-ribeiro-1/755-selecao-que-nao-existe-mais.html (2016-02-18)
    Open archived version from archive