archive-br.com » BR » A » ADONLINE.COM.BR

Total: 824

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • adBlog -Não me venha perguntar o que significa ter uma marca forte: Experimente!- Por:Luciano Vignoli
    pelos consumidores E isto tudo sendo muito menos dependentes de disputas pelo preço mais baixo eventualmente até justificando o premium price que usualmente cobram Uma Agência de propaganda lhe mostrará que em tempos de crise marcas fortes respondem melhor a promoções dando o retorno mais rápido Aliás as marcas fortes são as últimas a sentir crises e primeiras a sair delas Marcas fortes trazem orgulho para a organização Orgulho traz os melhores profissionais Melhores profissionais fazem os melhores produtos e serviços Melhores serviços e produtos traduzem se em mais clientes e melhores negócios e resultados mais consistentes e lucros constantes e acionistas felizes dispostos a investir mais E isto tudo se resume em Valor de Mercado para sua empresa Eu se fosse você contrataria logo uma Agência de Propaganda com a missão explícita de lhe explicar melhor todo este conceito de espiral positiva e principalmente de apresentar se e aplicar estratégias específicas capazes de transformar o seu negócio Se não o fizer dica final deste post despache a rápido e tente outra Tweet Comentários Blogueiro Luciano Vignoli luciano e21 com br Diretor Presidente e de Planejamento da e21 Sócio Diretor Corporativo do Grupo MTCom Últimos posts de Luciano Vignoli O

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/blog/Luciano-Vignoli-8/479-nao-me-venha-perguntar-o-que-significa-ter-uma-marca-forte-experimente.html (2016-02-18)
    Open archived version from archive


  • adBlog -Não existe nada parecido no mundo dos negócios como uma Agência de Propaganda.- Por:Luciano Vignoli
    e venderem melhor Claro que são atrapalhadas muitas vezes pelo marketing das organizações muitos em fase de juniorização e desestrategização cruzes que ficam solicitando urgentemente o próximo cartaz interno comemorativo ao dia da sogra ou o power point que o gerente de vendas precisa para daqui a 30 minutos mas isto é outra longa história São os publicitários uns profissionais que valorizam a ideia que veneram a ideia que passam o dia atrás de ideias só conversam sobre ideias Ideias que podem diferenciar a sua empresa da mesmice dos mercados Ideias que podem fazer sua marca relevante num mar de mesmices Ideias que podem fazer um produto que simplesmente não existe se tornar conhecido Ideias que onde antes viam se adjetivos sobre produtos hoje enxerga se conteúdo sobre sua marca Ideias para uma nova estratégia de distribuição Ideias para uma nova roupagem para seu produto Ideias para fazer o comprador do seu trade hoje um indivíduo supertreinado a bocejar profissionalmente na sua cara e a dizer que seu novo produto está caro e nem tão inovador assim o é a prestar atenção na relevância de sua oferta Ideias que de tão envolventes atingem direto o coração o cérebro e o bolso dos consumidores Ou seja ideias que se bem planejadas e executadas impactam fortemente à concepção de gestão do negócio gerando os melhores resultados econômicos para o cliente Ufa Uma consultoria não faz isto Uma agência digital não faz isto Uma empresa de design não faz isto Bah Deus do céu ia quase me esquecendo do mais importante ideias que criam marcas fortes E para saber mais a respeito do que uma marca forte pode fazer pelo seu negócio espere o próximo post Ou me mande um e mail Tweet Comentários Blogueiro Luciano Vignoli luciano e21 com br Diretor Presidente

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/blog/Luciano-Vignoli-8/472-nao-existe-nada-parecido-no-mundo-dos-negocios-como-uma-agencia-de-propaganda.html (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • adBlog -Se fossem os últimos tostões do meu negócio, eu os confiaria a uma Agência de Propaganda.- Por:Luciano Vignoli
    completa Assessoria Mercadológica Muitas vezes estimuladas positivamente provocadas as agências transfiguram se desdobram se complementa se transformam se e ampliam seu espectro de atuação Viram por exemplo uma empresa integradora em soluções de marketing coordenando a lógica de seu Marketing Promocional sugerindo Eventos de Marca ordenando os exercícios de suas marcas na web sugerindo estratégias em Redes Sociais Até em Google uma agência opina Assim dominando plenamente a construção e o delivery da sua marca uma agência também vira aquela empresa capaz de realizar grandes campanhas de Endomarketing envolvendo seus funcionários na missão de corresponder à lógica A propaganda promete as pessoas entregam Muitas agências têm ainda a capacidade instalada de oferecer grandes soluções em design Muitas agências são ainda capazes de ser com sorte até mesmo uma excelente Agência de Propaganda Não é uma verdadeira pechincha Contratar uma Agência de Propaganda é ter uma interlocução inteligente sobre os reais problemas de mercado que podem mudar seu futuro Uma discussão sobre o seu torno novo não o fará Uma discussão sobre onde aplicar seu dinheiro também não Uma visita a um novo fornecedor igualmente terá impactos reduzidos na continuidade de sua empresa Mas contratar uma Agência de Propaganda é ter com quem falar sobre seus concorrentes de maneira organizada profunda e séria É ter com quem pesquisar seus clientes mergulhar nos números de desempenho deles analisar hábitos de consumo segmentar sua forma de atuação pensar nas melhores formas de atendê los rever seus serviços discutir como agregar valor a seus produtos Aliás talvez uma Agência de Propaganda seja a única empresa capaz de lhe explicar o que quer dizer agregar valor que todo mundo fala por aí Se ela não for aí vai a dica final não contrate Tweet Comentários Blogueiro Luciano Vignoli luciano e21 com br Diretor Presidente e

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/blog/Luciano-Vignoli-8/467-se-fossem-os-ultimos-tostoes-do-meu-negocio-eu-os-confiaria-a-uma-agencia-de-propaganda.html (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • adBlog -Quem move as marcas?- Por:Luciano Vignoli
    das marcas Mas talvez não devamos tentar controlar mesmo Marcas são como aquele amigo muito legal que faz todo um grupo se movimentar em uma mesma direção Ele não tenta controlar ninguém e não fica dizendo o quanto é legal Assim como ele as marcas movimentam algo porque despertam interesse identificação e admiração em pessoas que provocam reações em outras pessoas Temos visto muitas ferramentas que dizem garantir poder de voz ao consumidor mas que seguem impondo limites às manifestações O mercado publicitário vai realmente mudar se conseguir se livrar do vício de tentar controlar o incontrolável Para que o envolvimento do público seja verdadeiramente consistente as marcas precisam se tornar plataformas de disseminação das crenças que existem nas pessoas Devem se conectar emocionalmente através de valores sólidos e reais reconhecíveis nas ações produtos e serviços da empresa Esse é um passo primordial para a concepção de um ideal para a marca A busca e obtenção de um ideal claro coloca uma empresa um passo à frente na busca por verdadeiros admiradores de sua marca Um sólido ideal de marca também é capaz de ligar um anúncio um site um produto e um serviço sem que seja necessária a utilização de um selo rodapé ou conceito que os relacione de maneira óbvia Esse formato pode facilitar a apropriação da marca por parte das pessoas Pode nos livrar do controle sobre a forma e nos concentrar em potencializar a relação entre pessoas e empresas Perder a obsessão por controle não significa não planejar Planejar nunca foi sinônimo de engessar uma estratégia E planejamento não é uma atividade que inicia na concepção de um plano ou ideia e acaba nos aplausos do cliente no momento da apresentação e aprovação A execução é a cereja do bolo E por isso ouvir os aplausos

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/blog/Luciano-Vignoli-8/389-quem-move-as-marcas.html (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • adBlog -O que um profissional deveria saber e aquilo que ele realmente sabe- Por:Luciano Vignoli
    resultado Além de levantar as reais necessidades de seus colaboradores chegando a um objetivo de melhoria claro e específico de cada área é preciso prever no planejamento da capacitação um processo de monitoria que permita avaliar se as mudanças de desempenho realmente aconteceram Um bom programa de treinamento permite o desenvolvimento de habilidades e a aprendizagem de conceitos e técnicas necessárias para a correta execução das tarefas e operação dos processos Isso que garante incremento de produtividade e qualidade impactando diretamente no crescimento do negócio Ao mesmo tempo permite o crescimento intelectual dos empregados e pode ser percebido como uma valorização na relação empresa colaborador aumentando a motivação e o comprometimento e diminuindo os conflitos causados pelos problemas de comunicação ou pelas frustrações de expectativas O treinamento precisa ser entendido como o processo pelo qual a pessoa é preparada para desempenhar de maneira excelente as tarefas específicas do cargo que deve ocupar E já que estamos no início do ano esse é um bom momento para quebrar mais paradigmas como por exemplo aquele bem típico do Brasil de que antes do carnaval nada acontece A exemplo da campanha Liquida Porto Alegre criada pela CDL que quebrou o paradigma de baixa nas vendas no início do ano agora é um excelente momento para dividir com os colaboradores o plano de ação do ano e arregaçar já as mangas para começar a trabalhar Lembre se a mais importante e renovável fonte de vantagem competitiva é a força de trabalho e as empresas que conseguirem atrair manter capacitar e motivar seus funcionários terão maiores chances não só de sobreviver mas também de prosperar em um ambiente competitivo Empresas que atuam em mercados altamente competitivos precisam se modernizar tanto tecnologicamente como na gestão do seu pessoal Procurar pessoas qualificadas apenas não será a solução

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/blog/Luciano-Vignoli-8/337-o-que-um-profissional-deveria-saber-e-aquilo-que-ele-realmente-sabe.html (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • adBlog -Planejamento comercial em quatro passos- Por:Luciano Vignoli
    sistemas de qualidade Adquirir informação está cada dia mais fácil e temos muitos dados disponíveis para entender como está o nosso desempenho Pare para pensar Como era sua empresa há 10 anos atrás Como eram seus clientes há 10 anos atrás O que mudou de sua equipe de 10 anos atrás para a equipe de hoje E o que mudou nos seus clientes O problema é que as empresas continuam medindo eficiência de um vendedor pelo tanto que ele traz de faturamento e remunerando as equipes com comissão Praticam métodos arcaicos de gestão Usam formatos arcaicos de contratação Esperam conseguir vendedores prontos num mercado de baixíssima qualificação de mão de obra Querem que o vendedor forme a carteira de clientes da empresa Deixam que a equipe de vendas seja dona da carteira de clientes tornam se reféns dos seus vendedores E a contribuição da equipe para o aumento da base de clientes aumento do ticket médio e retenção de clientes como fica Que informações sua equipe de vendas está trazendo do mercado Como as informações são aproveitadas para gerar novos negócios e oportunidades Como está a continuidade do relacionamento junto a sua base de clientes Como está o uso do telefone e da internet como ferramenta de comunicação da sua empresa com o seu mercado 3 Coloque o plano no papel Agora vamos falar sinceramente a sua empresa vêm conseguindo cumprir os planos traçados ou já aconteceu de fazerem planos mas de repente o ano passou e não se executou nada Se o seu caso é a segunda opção fique calmo Não foi só com você Isso acontece muito e com a maioria das empresas O importante é entender os motivos disso Certamente não é por acaso ou por simples azar É que primeiramente os planos precisam estar escritos E

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/blog/Luciano-Vignoli-8/310-planejamento-comercial-em-quatro-passos.html (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • adBlog -Relevância em foco - Parte 9- Por:Luciano Vignoli
    promessa Ajuste isto e tenha sucesso Despreze isso e sofra Cuide da administração de sua marca com atenção e crie valor Delegue isso para o mercado e enfarte Portanto uma observação final Entendo a sua preocupação financeira estas coisas de contas a pagar e receber Compreendo a importância estratégica de seu novo torno e dos incríveis produtos que ele é capaz de produzir Sei que quando você vai a uma feira internacional pensa em como trazer todas aquelas novidades para seu mercado Agora se você não está dedicando a maior parte de seu tempo para cuidar de todos os aspectos da relação de sua marca com seus principais públicos de interesse lamento mas provavelmente você não está fazendo nada pelo seu futuro Ou pior está Tweet Comentários Blogueiro Luciano Vignoli luciano e21 com br Diretor Presidente e de Planejamento da e21 Sócio Diretor Corporativo do Grupo MTCom Últimos posts de Luciano Vignoli O rolezinho como força política O rolezinho como força econômica O que tem de fenômeno econômico social no rolezinho As marcas confrontadas pelo Brazilian Rolling a versão Miami do rolezinho Os números do Brazilian Rolling a versão Miami do rolezinho Brazilian Rolling a versão Miami do rolezinho Oportunidade

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/blog/Luciano-Vignoli-8/267-relevancia-em-foco--parte-9.html (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • adBlog -Relevância em foco - Parte 8- Por:Luciano Vignoli
    sua reputação nas redes sociais Eles analisam a limpeza ou sujeira da sua fachada O odor do seu banheiro Como você expõe seus queijos Como o corretor trata os clientes no seu plantão de vendas A sinalização de sua loja Como o seu consultor técnico está vestido O quanto ele é consultor técnico de verdade A pontualidade de sua entrega o uniforme do entregador o quanto ele está suado Até o adesivo na porta da sua Kombi eles avaliam Num processo dinâmico eles testam se o que você prometeu lhes é entregue de verdade e em sua plenitude Dessa multiplicidade de experiências nasce uma impressão Da confirmação ou não desta impressão vem uma relação Dessa relação vem uma percepção de marca Forte ou fraca Boa ou ruim Queira você ou não Certo ou errado Desta relação depende o seu futuro Diferencie sua marca e tenha sucesso Diferencie secretamente seus produtos e entre na lista dos mais um do mercado Tweet Comentários Blogueiro Luciano Vignoli luciano e21 com br Diretor Presidente e de Planejamento da e21 Sócio Diretor Corporativo do Grupo MTCom Últimos posts de Luciano Vignoli O rolezinho como força política O rolezinho como força econômica O que tem de

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/blog/Luciano-Vignoli-8/260-relevancia-em-foco--parte-8.html (2016-02-18)
    Open archived version from archive