archive-br.com » BR » A » ADONLINE.COM.BR

Total: 824

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • adBlog | Por trás dos protestos - por:Tadeu Viapiana
    nacional Seu discurso político foi gradativamente dominando primeiro a política dos partidos depois a cultura a imprensa as instituições as organizações sociais as escolas os sindicatos O domínio petista atingiu tal grau que quem pensasse diferente era naturalmente acusado de direitista reacionário elitista quando não objeto de escárnio Esse amassamento político e ideológico é claro só poderia gerar um sentimento de aprisionamento e de falta de liberdade O debate político acabou As decisões do congresso nacional por exemplo ao invés de expressarem a síntese do confronto de ideias e posições passaram a ser o produto do mercado das trocas A segunda questão consiste na assimetria entre discurso e realidade A defesa dos feitos governamentais desde Lula foi se tornando crescentemente uma descrição ufanista do Brasil e dos brasileiros A dura realidade foi substituída pela estética do marketing Criou se assim uma disjuntiva falsa entre o que havia antes tudo errado e o que fazia o governo tudo certo Lula passou anos criticando o Brasil pré pt acusando as elites pela herança maldita e afirmando que estava construindo um novo Brasil O problema de todo o discurso é que um dia ele encontra a realidade E a conversa entre ambos costuma não ser nada amistosa De certo modo os protestos foram dialeticamente plantados pelo próprio discurso governista Onde estão as mudanças prometidas reclamam os protestos Finalmente a terceira questão está relacionada com um sentimento de que o rumo que estamos seguindo não está bom Olhamos para os países desenvolvidos e vemos um quadro bem diverso do nosso mais respeito às leis boas escolas ruas seguras e redes de saúde e assistência aos mais pobres É inevitável que da comparação brote o sentimento de que não estamos no caminho certo Que o Brasil com essa política será sempre um país atrasado injusto

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/ad2005/blog/coluna_detalhes.asp?idBlog=630 (2016-02-18)
    Open archived version from archive


  • adBlog | Os protestos - por:Tadeu Viapiana
    das passagens são pagas ou pelas empresas logo pelos consumidores ou contam com isenções idosos deficientes etc É certo que haverá alguma redução no preço das passagens Se isso ocorrer como tudo indica a principal reivindicação do movimento será parcialmente atendida Tudo isso tende a esvaziar o movimento se ele continuar priorizando a questão das passagens E a qualidade Sim mas esta é uma questão mais difusa e subjetiva mais difícil de manter as pessoas mobilizadas A segunda forma de ver o movimento é interpretá lo como uma grande demonstração de descontentamento político Nesse caso o recado embora amplo é sem foco É contra a corrupção contra os governos contra os partidos contra as obras da Copa contra os automóveis e o que mais Com certo exagero pode se dizer que está acabando a tolerância com a desigualdade a incompetência e a impunidade Os estádios da Copa simbolizam a falta de prioridade dos governos milhões de reais gastos com arenas enquanto os hospitais públicos estão abandonados Enorme quantidade de recursos gastos em obras superfaturadas enquanto a população espera meses às vezes anos por uma simples cirurgia Esse sentimento difuso de descontentamento com a péssima qualidade dos serviços públicos ora representado no preço das passagens pode evoluir para se transformar numa bandeira política para a reforma da própria política e do Estado brasileiro Se isso ocorrer o movimento terá achado um rumo e terá mais chances de exito Mas como dar esse passo adiante sem a política Sem os partidos Ao longo da história os grandes movimentos de massa sempre tiveram objetivos claros Foi o caso da luta pelos direitos civis nos Estados Unidos e pelas eleições diretas no Brasil para citar dois exemplos recentes Ambos com forte apoio de partidos e organizações sociais institucionalizadas Os movimentos de massa para terem

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/ad2005/blog/coluna_detalhes.asp?idBlog=612 (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • adBlog | Estava escrito.... - por:Tadeu Viapiana
    feita Claro que num país legalista a resposta só poderia ser essa Qual seria a resposta se a pergunta indicasse que o governo exorbitou e fez uma ação de vigilância em massa indo além do espírito da lei Mesmo que tenha sido aprovado no calor dos atentados de 11 de setembro duvido muito que o propósito da lei Ato Patriótico fosse o de dar carta branca ao governo americano para invadir a privacidade de milhões de cidadãos do seu pais Claro que não foi esse o espírito da lei Ela tinha o objetivo de permitir ao Estado pudesse vigiar o que envolve acessar ligações telefônicas e mails e demais dados cidadãos suspeitos Sei que o termo suspeito diz pouco mas ele serve para separar o grosso da população de um segmento cujo perfil pode indicar algum tipo de ação contra o país Nada disso foi respeitado O Estado invadiu as informações privativas de milhões de pessoas numa operação de vigilância em massa tanto nos telefones quanto nos provedores de contas na internet Isso não é vigilância é arrastão alguém disse Mais do que ausência de estratégia a ação em massa indica que o governo não sabe o que está procurando Ai vigia todos em todos os lugares A coisa vai ficar ruim para o presidente Obama Os americanos tem uma tradição de respeito à lei e sobretudo à privacidade Na sua origem a Constituição foi feita também para defender o cidadão do arbítrio do estado Primeiro vem o cidadão depois o estado Há quem diga que esse escândalo tem um significado maior do que o desastre da guerra do Vietnam É difícil dizer É provável que Obama embora desgastado termine formalmente o seu mandato Mas politicamente tudo indica que a sua presidência acabou Como voltar a confiar nele e no

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/ad2005/blog/coluna_detalhes.asp?idBlog=585 (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • adBlog | Educação é fator decisivo de sucesso - por:Tadeu Viapiana
    de qualidade é um direito de cidadania Porque ela é um elemento fundamental na construção de uma sociedade civilizada Porque a educação é fator preditivo de realização pessoal e profissional E por fim porque a educação é um fator de desenvolvimento econômico Já mencionei aqui estudos que mostram a existência de elevada correlação entre escolaridade e renda Mais tempo na escola significa mais salário Cada ano de estudo a mais corresponde a aproximadamente 10 de acréscimo na renda Essa relação existe também para os países Investir na educação proporciona também melhor desempenho da economia como um todo Há alguns dias atrás saiu mais um estudo que reforça a associação entre educação e renda O IBGE comparou o rendimento dos brasileiros com e sem graduação apurando uma diferença de 219 em favor dos primeiros Os trabalhadores com nível superior recebiam em média R 4 135 00 por mês em 2011 contra R 1 295 00 dos que não têm A pesquisa apurou ainda que os salários mais elevados foram encontrados nos setores de eletricidade e gás e financeiro Os piores nos setores de alojamentos e alimentação A diferença é fácil de entender nos primeiros a exigência de educação é maior nos segundos é muito baixa ou nenhuma Nos últimos anos o mercado de trabalho cresceu Foram criados 6 8 milhões de empregos desde 2008 Porém a maioria deles está no comércio que é um dos setores de menor qualificação e um dos que paga menos No contexto de quase pleno emprego que estamos vivendo a tendência é aumentar a concorrência dentro do mercado de trabalho Quando quase todos já têm emprego cresce a disputa pelos cargos que pagam salários mais altos E a educação ao lado da experiência será o elemento determinante do sucesso nessa disputa Quem tiver melhor educação vai

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/ad2005/blog/coluna_detalhes.asp?idBlog=537 (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • adBlog | Barbosa e o Congresso - por:Tadeu Viapiana
    que criticam o sistema partidário atual e a ditadura do Executivo sobre o Congresso Então por que a grita A diferença é que agora a crítica veio do respeitadíssimo presidente do STF teve uma grande repercussão na mídia Foi isso que incomodou não o conteúdo da sua fala Depois da reação de muitos políticos Barbosa deu uma nota dizendo que falava como professor universitário e não como presidente do STF Tentou minimizar mas o estrago já estava feito Ao invés de ficarem indignados os políticos deveriam buscar soluções para os problemas apontados pelo ministro Eles são reais e corroem a imagem do parlamento nacional Deveriam procurar principalmente novos mecanismos políticos e gerenciais para melhorar a eficiência legislativa Não adianta reclamar do Executivo pois quando o Congresso não funciona não se faz respeitar politicamente como deve o Executivo e o Judiciário acabam ocupando esse espaço Aliás é o que tem feito o STF quando decide sobre cotas casamento gay aborto e tantos outros temas O STF avança sobre o vazio e a omissão do legislativo O mesmo acontece com o Executivo que governa o país por meio de Medidas Provisórias MPs Quem deveria impor limites ao uso indiscriminado de MPs senão o próprio Congresso A crítica de que os partidos atuais não nos representam me parece mais fraca Em todas as democracias do mundo a relação entre a sociedade e os partidos é distante e frágil Em muitos deles o voto é facultativo o que incentiva o distanciamento A verdade é que em quase todos os lugares é sempre uma pequena minoria que filia se e milita nos partidos Vai continuar sendo assim E não tem problema nisso Penso que o mais importante não foi dito claramente É a indigência de novas ideias para o Brasil dentro dos partidos políticos Estamos

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/ad2005/blog/coluna_detalhes.asp?idBlog=530 (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • adBlog | A Venezuela e o papel higiênico - por:Tadeu Viapiana
    que ponto pode chegar um país por desrespeitar os ensinamentos mais básicos do funcionamento da economia Há anos a economia venezuelana vem sendo destruída pelo governo Nacionalizações controle cambial congelamento de preços e recentemente aumento da inflação e do mercado negro destruíram o ambiente econômico e reduziram drasticamente os investimentos privados cujo resultado é baixo crescimento e desabastecimento generalizado Muitos defensores da estatização e nacionalização das empresas acreditam que sob controle estatal pode se melhorar a produção e a distribuição Na realidade a história tem demonstrado que o resultado é o oposto disso Queda dos investimentos redução da produção e perda de eficiência econômica Exatamente o que aconteceu no país vizinho O governo bolivariano só está agora mudando um pouquinho sua orientação econômica por conta da crise que se abateu sobre o país Mais do que ninguém o governo sabe que sem os produtos básicos na prateleira do supermercado não tem ideologia ou demagogia que aguente Quando falta carne arroz e feijão o povo esquece a ideologia Ao intervir excessivamente na economia parece que o chavismo construiu a sua própria derrocada O que está acontecendo na Venezuela deveria servir de lição para os estatistas que nas nossas plagas ainda acham

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/ad2005/blog/coluna_detalhes.asp?idBlog=519 (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • adBlog | De novo as cotas - por:Tadeu Viapiana
    cursos de Administração 4 2 e Matemática 0 15 A pesquisa reafirma uma conclusão já conhecida dos especialistas em educação a qualidade do ensino básico e fundamental é preditiva do desempenho futuro do estudante É nesses dois níveis que se formam as competências básicas dos estudantes O que deixamos de aprender ali ou aprendemos mal nos acompanham para o resto da vida Já se disse que um dos maiores erros cometidos pelo Brasil nos anos 1980 e 1990 foi não ter compreendido a necessidade do investimento correto em educação básica e fundamental como fizeram muitos países asiáticos Hoje eles estão na nossa frente em competitividade econômica e produzindo bens com alto valor agregado em tecnologia Ao invés de aprender com eles optamos pelo caminho mais fácil da improvisação Optamos pelas cotas o caminho mais fácil e vemos agora o menos adequado Deixe seu comentário Nome e mail Comentário Comentários Jorge Haas somos o produto de uma sociedade que não valoriza a educação historicamente até onde pude ver encontrei um índice de investimento médio histórico de menos de 2 do PIB e não há diferença ideológica neste ponto e 2 é também o número de jovens que hoje quer ser professor há sim uma imensa falta de prestígio social da profissão que não produz dinheiro apenas forma cidadãos nas gerações anteriores era uma das poucas profissões dignas que uma mulher poderia ter depois do regime militar piorou quando os sindicatos se tornaram palco de disputas estratégicas para grupos que se realinhavam e buscavam o controle político após a redemocratização estas lutas internas arrasaram a categoria nenhuma geração economicamente ativa hoje pode passar por uma sala de aula sem os prejuízos das greves e paralisações o prejuízo se estende o Ministério da Cultura que nunca passou do 0 7 agora que todos descobriram que o desenvolvimento econômico ficou estagnado então descobriram que era por falta de qualificação e que não haveriam pessoas para ocupar postos de trabalho necessários por mágica eleitoreira os índices de investimentos na educação apresentados pelo governo saltaram imediatamente para 5 do PIB agora até movimento estudantil exige 10 para educação aff quanta panacéia armada quando se vê a perda de valores e princípios éticos na sociedade se leia a consequência do peso dado à redistribuição da renda da valorização da igualdade de consumo para todos da importância do se ter em detrimento dos valores humanos que só a educação qualificada fornece o ter por si só não melhora a qualidade de vida de ninguém o ser respeitado não deveria depender das posses que se possui mas foi justamente este olhar na valorização do ser humano que a classe média deixou escorrer pelas mãos quando virou as costas aos valores que a construíram ao longo dos tempos a nova classe média não tem formação mas tem dinheiro como a eleição pelo voto não é nem democrática já que os partidos é que decidem quem será candidato e deve também aprovar lei em que o estado deverá pagar as campanhas

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/ad2005/blog/coluna_detalhes.asp?idBlog=505 (2016-02-18)
    Open archived version from archive

  • adBlog | A mensagem de Tatcher - por:Tadeu Viapiana
    econômicas de seu governo 1 É verdade que ela foi uma líder contundente e inflexível Tinha posições claras e firmes Mas sua autobiografia pouco lida no Brasil mostra muito mais do que isso Foi a primeira a perceber com muita clarividência o desastre do estado gigante inchado ineficiente e dominado pelos sindicatos Percebeu que a Grã Bretanha não tinha futuro com uma economia estatizada gerada pelos trabalhistas no pós guerra que impedia o empreendedorismo e o crescimento econômico E foi à luta Privatizou enfrentou os sindicatos fez uma forte aliança com os Estados Unidos e ajudou a derrubar o regime comunista na Rússia Depois de um tempo de dificuldades a economia inglesa reagiu e voltou a crescer Alguns números no início dos anos 1980 o desemprego era de 12 no final de seu governo em 1990 de apenas 6 9 a renda per capita elevou se 33 na década a incidência do imposto de renda sobre os ganhos pessoais reduziu se de 10 5 para 6 9 no período 1981 1991 o número de pequenos empresários cresceu 57 na década de 1980 Nada mal para quem é acusada de cortar benefícios sociais não é mesmo Esta é a mensagem mais importante de Tatcher uma sociedade próspera é feita pela iniciativa e pelo espírito empreendedor das pessoas e não pelo estado O estado não gera riqueza quem gera a riqueza são as pessoas as empresas os empresários e os trabalhadores A força de sua mensagem é indiscutível Os socialistas só voltaram ao poder com Tony Blair após adotarem o programa econômico de Tatcher e abandonarem de vez as velhas bandeiras do nacionalismo e do estatismo 1 Com duas exceções o artgo de Gustavo Patu na Folha de 9 4 Manifesto de 1977 foi base do ideario da primeira ministra e o

    Original URL path: http://www.adonline.com.br/ad2005/blog/coluna_detalhes.asp?idBlog=487 (2016-02-18)
    Open archived version from archive



  •