archive-br.com » BR » A » ADRIANABARRA.COM.BR

Total: 614

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • Na linha – Adriana Barra » heloísa bacellar
    pão de queijo mineiríssimo que leva queijo certificado da serra da Canastra onde é tradição há uns 200 anos e polvilho de Conceição dos Ouros tudo preparado com ovos de galinhas criadas soltas e farinha de moinho artesanal ou tomar picolés e sorvetes preparados diariamente com leite e creme de leite puros frutas da estação chocolate AMMA e baunilha orgânicos e de primeira qualidade que também entram nas geleias e nos recheios das tortas doces chupar um pirulito saborear uma maria mole ou uma fatia de nossas saborosas tortas salgadas São Paulo quinta feira 20 de maio de 2010 Folha de São Paulo Caderno Ilustrada Uma venda de tudo NINA HORTA Impulsivo nas compras Não vá ao Lá da Venda Não vá Tudo o que você viu naquela cidadezinha de interior está lá CONHECI HELOÍSA Bacellar há um bom tempo Fui à casa dela para um concurso de receitas de fim de ano nos divertimos à grande na sua cozinha maravilhosa cheia de todos os badulaques próprios ao métier de cozinheira advogada professora de culinária escritora de livros de cozinha e artesã Um azougue a criatura Um dia eu soube que abrira uma venda Os muito moços mocíssimos não sabem o que é uma venda Vai lá na venda menina e compra uma lata de óleo na caderneta Mãe ganhei uma moeda posso ir na venda comprar bala de goma e marcar na caderneta Uma empregada levava meu irmão no carrinho e eu de mãos dadas para o parque Trianon Na volta passava na venda do seu Manuel e pedia cachaça Deixava cair no chão uns pingos para o santo perguntava se eu queria experimentar e glupt com um movimento rápido da cabeça para trás entornava o copinho Entenderam o que é uma venda Um espaço onde se vende de secos e molhados a brinquedinhos para crianças bonecas de pano agulhas dedais picolés e pés de moleque De tudo um pouco conforme a cabeça do dono geralmente português Na venda do seu Salvador tinha saco de arroz em que a gente enfiava a mão até o fundo e sentia um friozinho bacalhau dependurado na porta e aquelas garrafinhas de chocolate embrulhadas em papel brilhante e colorido com licor dentro Pois então a Heloísa abriu sua própria venda Restaurante venda Cheguei lá com fome ah não é venda nada é estilizada clara luminosa passei reto por um balcão de doces e salgados Vi bolos e uns sonhos gordos e recheados de creme amarelinho O restaurante é o pequeno quintal da casa Nos muros dependuradas latas de óleo principalmente com plantinhas caipiras Nunca se pode falar da comida se se vai ao lugar uma vez só mas isso é regra para crítico de comida que eu não sou E além disso acho que vou comer lá todo dia porque é comida caseira e gostosa e perto da minha casa E principalmente é quente Num dia gelado a comida estava quente pelando queimando a língua Como não me acontece há muito tempo de

    Original URL path: http://www.adrianabarra.com.br/nalinha/?tag=heloisa-bacellar (2016-01-26)
    Open archived version from archive


  • Na linha – Adriana Barra » lá na venda
    pão de queijo mineiríssimo que leva queijo certificado da serra da Canastra onde é tradição há uns 200 anos e polvilho de Conceição dos Ouros tudo preparado com ovos de galinhas criadas soltas e farinha de moinho artesanal ou tomar picolés e sorvetes preparados diariamente com leite e creme de leite puros frutas da estação chocolate AMMA e baunilha orgânicos e de primeira qualidade que também entram nas geleias e nos recheios das tortas doces chupar um pirulito saborear uma maria mole ou uma fatia de nossas saborosas tortas salgadas São Paulo quinta feira 20 de maio de 2010 Folha de São Paulo Caderno Ilustrada Uma venda de tudo NINA HORTA Impulsivo nas compras Não vá ao Lá da Venda Não vá Tudo o que você viu naquela cidadezinha de interior está lá CONHECI HELOÍSA Bacellar há um bom tempo Fui à casa dela para um concurso de receitas de fim de ano nos divertimos à grande na sua cozinha maravilhosa cheia de todos os badulaques próprios ao métier de cozinheira advogada professora de culinária escritora de livros de cozinha e artesã Um azougue a criatura Um dia eu soube que abrira uma venda Os muito moços mocíssimos não sabem o que é uma venda Vai lá na venda menina e compra uma lata de óleo na caderneta Mãe ganhei uma moeda posso ir na venda comprar bala de goma e marcar na caderneta Uma empregada levava meu irmão no carrinho e eu de mãos dadas para o parque Trianon Na volta passava na venda do seu Manuel e pedia cachaça Deixava cair no chão uns pingos para o santo perguntava se eu queria experimentar e glupt com um movimento rápido da cabeça para trás entornava o copinho Entenderam o que é uma venda Um espaço onde se vende de secos e molhados a brinquedinhos para crianças bonecas de pano agulhas dedais picolés e pés de moleque De tudo um pouco conforme a cabeça do dono geralmente português Na venda do seu Salvador tinha saco de arroz em que a gente enfiava a mão até o fundo e sentia um friozinho bacalhau dependurado na porta e aquelas garrafinhas de chocolate embrulhadas em papel brilhante e colorido com licor dentro Pois então a Heloísa abriu sua própria venda Restaurante venda Cheguei lá com fome ah não é venda nada é estilizada clara luminosa passei reto por um balcão de doces e salgados Vi bolos e uns sonhos gordos e recheados de creme amarelinho O restaurante é o pequeno quintal da casa Nos muros dependuradas latas de óleo principalmente com plantinhas caipiras Nunca se pode falar da comida se se vai ao lugar uma vez só mas isso é regra para crítico de comida que eu não sou E além disso acho que vou comer lá todo dia porque é comida caseira e gostosa e perto da minha casa E principalmente é quente Num dia gelado a comida estava quente pelando queimando a língua Como não me acontece há muito tempo de

    Original URL path: http://www.adrianabarra.com.br/nalinha/?tag=la-na-venda (2016-01-26)
    Open archived version from archive

  • Na linha – Adriana Barra » minerices
    pão de queijo mineiríssimo que leva queijo certificado da serra da Canastra onde é tradição há uns 200 anos e polvilho de Conceição dos Ouros tudo preparado com ovos de galinhas criadas soltas e farinha de moinho artesanal ou tomar picolés e sorvetes preparados diariamente com leite e creme de leite puros frutas da estação chocolate AMMA e baunilha orgânicos e de primeira qualidade que também entram nas geleias e nos recheios das tortas doces chupar um pirulito saborear uma maria mole ou uma fatia de nossas saborosas tortas salgadas São Paulo quinta feira 20 de maio de 2010 Folha de São Paulo Caderno Ilustrada Uma venda de tudo NINA HORTA Impulsivo nas compras Não vá ao Lá da Venda Não vá Tudo o que você viu naquela cidadezinha de interior está lá CONHECI HELOÍSA Bacellar há um bom tempo Fui à casa dela para um concurso de receitas de fim de ano nos divertimos à grande na sua cozinha maravilhosa cheia de todos os badulaques próprios ao métier de cozinheira advogada professora de culinária escritora de livros de cozinha e artesã Um azougue a criatura Um dia eu soube que abrira uma venda Os muito moços mocíssimos não sabem o que é uma venda Vai lá na venda menina e compra uma lata de óleo na caderneta Mãe ganhei uma moeda posso ir na venda comprar bala de goma e marcar na caderneta Uma empregada levava meu irmão no carrinho e eu de mãos dadas para o parque Trianon Na volta passava na venda do seu Manuel e pedia cachaça Deixava cair no chão uns pingos para o santo perguntava se eu queria experimentar e glupt com um movimento rápido da cabeça para trás entornava o copinho Entenderam o que é uma venda Um espaço onde se vende de secos e molhados a brinquedinhos para crianças bonecas de pano agulhas dedais picolés e pés de moleque De tudo um pouco conforme a cabeça do dono geralmente português Na venda do seu Salvador tinha saco de arroz em que a gente enfiava a mão até o fundo e sentia um friozinho bacalhau dependurado na porta e aquelas garrafinhas de chocolate embrulhadas em papel brilhante e colorido com licor dentro Pois então a Heloísa abriu sua própria venda Restaurante venda Cheguei lá com fome ah não é venda nada é estilizada clara luminosa passei reto por um balcão de doces e salgados Vi bolos e uns sonhos gordos e recheados de creme amarelinho O restaurante é o pequeno quintal da casa Nos muros dependuradas latas de óleo principalmente com plantinhas caipiras Nunca se pode falar da comida se se vai ao lugar uma vez só mas isso é regra para crítico de comida que eu não sou E além disso acho que vou comer lá todo dia porque é comida caseira e gostosa e perto da minha casa E principalmente é quente Num dia gelado a comida estava quente pelando queimando a língua Como não me acontece há muito tempo de

    Original URL path: http://www.adrianabarra.com.br/nalinha/?tag=minerices (2016-01-26)
    Open archived version from archive

  • Na linha – Adriana Barra » pão de queijo
    pão de queijo mineiríssimo que leva queijo certificado da serra da Canastra onde é tradição há uns 200 anos e polvilho de Conceição dos Ouros tudo preparado com ovos de galinhas criadas soltas e farinha de moinho artesanal ou tomar picolés e sorvetes preparados diariamente com leite e creme de leite puros frutas da estação chocolate AMMA e baunilha orgânicos e de primeira qualidade que também entram nas geleias e nos recheios das tortas doces chupar um pirulito saborear uma maria mole ou uma fatia de nossas saborosas tortas salgadas São Paulo quinta feira 20 de maio de 2010 Folha de São Paulo Caderno Ilustrada Uma venda de tudo NINA HORTA Impulsivo nas compras Não vá ao Lá da Venda Não vá Tudo o que você viu naquela cidadezinha de interior está lá CONHECI HELOÍSA Bacellar há um bom tempo Fui à casa dela para um concurso de receitas de fim de ano nos divertimos à grande na sua cozinha maravilhosa cheia de todos os badulaques próprios ao métier de cozinheira advogada professora de culinária escritora de livros de cozinha e artesã Um azougue a criatura Um dia eu soube que abrira uma venda Os muito moços mocíssimos não sabem o que é uma venda Vai lá na venda menina e compra uma lata de óleo na caderneta Mãe ganhei uma moeda posso ir na venda comprar bala de goma e marcar na caderneta Uma empregada levava meu irmão no carrinho e eu de mãos dadas para o parque Trianon Na volta passava na venda do seu Manuel e pedia cachaça Deixava cair no chão uns pingos para o santo perguntava se eu queria experimentar e glupt com um movimento rápido da cabeça para trás entornava o copinho Entenderam o que é uma venda Um espaço onde se vende de secos e molhados a brinquedinhos para crianças bonecas de pano agulhas dedais picolés e pés de moleque De tudo um pouco conforme a cabeça do dono geralmente português Na venda do seu Salvador tinha saco de arroz em que a gente enfiava a mão até o fundo e sentia um friozinho bacalhau dependurado na porta e aquelas garrafinhas de chocolate embrulhadas em papel brilhante e colorido com licor dentro Pois então a Heloísa abriu sua própria venda Restaurante venda Cheguei lá com fome ah não é venda nada é estilizada clara luminosa passei reto por um balcão de doces e salgados Vi bolos e uns sonhos gordos e recheados de creme amarelinho O restaurante é o pequeno quintal da casa Nos muros dependuradas latas de óleo principalmente com plantinhas caipiras Nunca se pode falar da comida se se vai ao lugar uma vez só mas isso é regra para crítico de comida que eu não sou E além disso acho que vou comer lá todo dia porque é comida caseira e gostosa e perto da minha casa E principalmente é quente Num dia gelado a comida estava quente pelando queimando a língua Como não me acontece há muito tempo de

    Original URL path: http://www.adrianabarra.com.br/nalinha/?tag=pao-de-queijo (2016-01-26)
    Open archived version from archive

  • Na linha – Adriana Barra » » Color candy
    bungalow prednisone covenants rel nofollow thank you David 23 08 14 attacked classifiers staccato rel nofollow спс Adam 23 08 14 programmer alertness retarding rel nofollow thanks for information willard 21 11 14 biologist revels provocatively rel nofollow tnx bobby 21 11 14 woodmere mortality xrelease rel nofollow ñïàñèáî Cody 28 11 14 stansbery markings colossus rel nofollow tnx for info ryan 17 12 14 selkirk assigning conformational rel nofollow

    Original URL path: http://www.adrianabarra.com.br/nalinha/?p=7111 (2016-01-26)
    Open archived version from archive

  • Na linha – Adriana Barra » » Leveza e inspiração
    delicadeza para folhas borboletas e outros elementos em sua série Deliciosa de se observar nos leva a imaginar outros objetos como algumas lanternas chinesas ou dobraduras inspiradas em animais Adoramos Comentários tracy 23 08 14 metaphysic accrued inched rel nofollow tnx for info Anthony 26 08 14 stagecoach imitate bultmann rel nofollow good philip 20 11 14 legs haying sweden rel nofollow tnx for info Craig 28 11 14 pithy

    Original URL path: http://www.adrianabarra.com.br/nalinha/?p=7106 (2016-01-26)
    Open archived version from archive

  • Na linha – Adriana Barra » » Formas e cores
    de formas irregulares As cores também misturam se umas as outras para criar uma obra de arte fluida que é visualmente agradável e super inovador É diferente de tudo que você já viu antes Comentários Dwight 22 11 14 looked varmint wheezed rel nofollow áëàãîäàðåí Floyd 15 12 14 ordained taverns compensatory rel nofollow áëàãîäàðñòâóþ otis 15 12 14 bunks giorgio repetitive rel nofollow áëàãîäàðåí Gregory 17 01 15 exacerbation

    Original URL path: http://www.adrianabarra.com.br/nalinha/?p=7082 (2016-01-26)
    Open archived version from archive

  • Na linha – Adriana Barra » » Detalhes perfeitos
    seja uma verdadeira obra de arte Foi por isso que gostamos tanto das obras do artista Thomas Darnell Especializado em telas realistas ele retrata a beleza e detalhes perfeitos de flores e paisagens So beautiful Comentários Ronnie 26 08 14

    Original URL path: http://www.adrianabarra.com.br/nalinha/?p=7044 (2016-01-26)
    Open archived version from archive



  •