archive-br.com » BR » A » ANCONSULTING.COM.BR

Total: 388

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • vendas consultivas - Impressões
    uma nova visão e abordagem comercial Hamilton Terni Costa Quinta 26 Setembro 2013 Impressões Nosso artigo na revista Abigraf de setembro 13 Tag trilogia de vendas consultoria gráfica anconsulting impressão digital impressão vendas gráfica venda desafiadora hamilton costa vendas consultivas 0 Continuar lendo 402815 Hits 0 Comentários Powered by EasyBlog for Joomla Arquivo 2015 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho 1 Agosto 2 Setembro 1 Outubro 1 Novembro Dezembro 2014 Janeiro Fevereiro 2 Março 1 Abril 1 Maio Junho 4 Julho 4 Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro 2013 Janeiro Fevereiro 2 Março 1 Abril Maio 1 Junho Julho 1 Agosto 1 Setembro 1 Outubro Novembro 1 Dezembro 1 2012 Janeiro 2 Fevereiro 1 Março 1 Abril 1 Maio 1 Junho Julho Agosto Setembro Outubro 4 Novembro Dezembro 1 2011 Janeiro 1 Fevereiro 2 Março 1 Abril Maio 1 Junho 2 Julho Agosto 4 Setembro 2 Outubro 3 Novembro 1 Dezembro 2010 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho 2 Agosto Setembro Outubro Novembro 5 Dezembro 1 Nuvem de tags gráfica anconsulting hamilton costa impressão digital impressão Marketing Hamilton Terni marketing direto mídia impressa consultoria gráfica HP gestão gráfica abigraf graphexpo mercado gráfico futuro da gráfica vendas impressos web to print cartão dados variáveis embalagem inkjet Bradesco ford Stephen Covey revista abigraf hamiltoncosta transpormo livro didático impressão digital Barb Pellow gestão cross media livros npes trilogia de vendas marketing industrial imprenta International Day da NPES estratégia Vinod Vittoba da India venda desafiadora drupa andigraf papel Alexandre Keese vendas consultivas comunicação Disrupting the Future ebooks fabian ruiz planejamento estratégico Dr Joe Webb Indigo hal hinderliter editoras offset mídias sociais Dscoop9 futuro Digital Printing impresión malfere PNLD impresso planejamento 2013 Printing Últimas notícias Voltam os encontros ANconsulting W2P e Impressão 3D estão na pauta Plataforma Isidora web2print conquista grandes resultados nos primeiros

    Original URL path: http://www.anconsulting.com.br/blog/tags/vendas-consultivas (2016-01-29)
    Open archived version from archive

  • Ultimas Postagens - Impressões - Pagina 2
    Dr Joe Webb mídias sociais futuro 0 Continuar lendo 35405 Hits 1 Comentário A conscientização das mudanças setoriais Hamilton Terni Costa Quarta 31 Outubro 2012 Impressões Nosso artigo na última revista Abigraf Tag gráfica impressão digital impressão anconsulting imprenta hamilton costa andigraf 0 Continuar lendo 39477 Hits 0 Comentários Um curso de reciclagem Os sete hábitos de pessoas altamente eficazes Hamilton Terni Costa Segunda 29 Outubro 2012 Impressões novo texto da B Pellow Tag gráfica Stephen Covey impressão digital Barb Pellow anconsulting 0 Continuar lendo 63353 Hits 0 Comentários Não há mais vendedores na indústria gráfica Hamilton Terni Costa Quarta 03 Outubro 2012 Impressões nosso artigo na revista Abigraf de setembro 0 Continuar lendo 72113 Hits 4 Comentários A transição tecnológica em uma indústria em transformação Hamilton Terni Costa Quarta 03 Outubro 2012 Impressões nosso artigo na revista Abigraf com análie sobre a drupa e repercussões no setor 0 Continuar lendo 61941 Hits 0 Comentários As Primeiras impressões da Drupa Vibrante Promissora e Confusa Hamilton Terni Costa Segunda 14 Maio 2012 Impressões O maior evento do mundo para o setor gráfico demonstrou uma vez mais sua força ao reunir um conjunto invejável de expositores novas tecnologias e avanços nos desenvolvimentos iniciados nos últimos anos especialmente na área digital mas para onde vamos Tag gráfica impressão digital impressos drupa comunicação mídia impressa offset impressão impresso 0 Continuar lendo 104802 Hits 0 Comentários O Evento TransPromo Multicanal e a Venda de Soluções Hamilton Terni Costa Quarta 18 Abril 2012 Impressões Terminamos de realizar o evento TransPromo Multicanal neste começo de abril com a presença de um público basicamente composto por usuários finais em especial das áreas bancarias seguros e financeiras Tag marketing direto gráfica impressão digital malfere Bradesco ford transpormo cross media Marketing 0 Continuar lendo 41705 Hits 0 Comentários Os novos formatos da HP índigo e seus alvos um passo a frente no mercado Hamilton Terni Costa Terça 20 Março 2012 Impressões Os novos lançamentos da HP revelados na semana passada e que estarão brilhando na Drupa 0 Continuar lendo 42906 Hits 0 Comentários Os caminhos da Impressão Digital e os Documentos Transacionais Hamilton Terni Costa Quinta 16 Fevereiro 2012 Impressões nossa artigo na última edição da revista Desktop 0 Continuar lendo 53411 Hits 0 Comentários Antevisão de Futuro Novos Caminhos para a Impressão Digital Hamilton Terni Costa Quinta 26 Janeiro 2012 Impressões artigo da PODi através da nossa parceria com WTT 0 Continuar lendo 63997 Hits 0 Comentários Impressão de Embalagens no Brasil e América Latina em 2012 Hamilton Terni Costa Quinta 05 Janeiro 2012 Impressões nosso artigo de final de ano na revista Conversión de circulação em toda América Latina 0 Continuar lendo 39983 Hits 0 Comentários As tecnologias gráficas críticas e as que geram oportunidade Hamilton Terni Costa Quarta 02 Novembro 2011 Impressões Nosso artigo na atual edição da revista Desktop 0 Continuar lendo 39734 Hits 0 Comentários Já Ultrapassamos o Abismo para os Serviços de Cross Media Marketing Hamilton Terni Costa Domingo 30 Outubro 2011 Impressões mais

    Original URL path: http://www.anconsulting.com.br/blog?limit=20&start=20 (2016-01-29)
    Open archived version from archive

  • Ultimas Postagens - Impressões - Pagina 3
    oferece Todas as pesquisas feitas nesse sentido mostram que o retorno do investimento de marketing quando envolve parte papel e parte as mídias digitais sobe consideravelmente Dissemos interatividade pois com os códigos tipo QR códigos Quick Response a RA realidade aumentada e as PURLs páginas pessoais na Internet é cada vez mais possível ir se do material impresso ao digital tornando a impressão interativa com o leitor ou o cliente Exatamente pelo fato de se estabelecer essa condição onde o material impresso leva o leitor ou cliente a uma interação com a mensagem recebida se essa lhe for relevante que estão se desenvolvendo novas aplicações mercadológicas dentro de um guarda chuva que podemos chamar de marketing de cross media onde a conexão com o cliente se faz em diferentes mídias inclusive e com especial atenção à mídia impressa buscando um verdadeiro diálogo com esse cliente através de regras de negócios estabelecidas nos softwares que tramitam toda essa comunicação Como bem afirma Barbra Pellow da InfoTrends dos EUA a maioria das pessoas hoje estão conectadas todo o tempo sendo atingida por informações por diferentes mídias como a televisão rádio celulares computadores de mesa e cada vez mais os portáteis além da mídia impressa em suas diferentes formas como catálogos jornais revistas folhetos e documentos transacionais especialmente dirigidos Em função dessa conexão e com a possibilidade do envio de mensagens específicas e relevantes para cada um o profissional de marketing diz ela mais do que pensar em campanhas deve pensar em criar um diálogo uma conversação com seus clientes Olhando desse prisma e com as novas tecnologias disponíveis de manejo de bases de dados impressão variável específica e com o domínio das novas técnicas de marketing online vem tornando possível a fornecedores de materiais impressos incorporar essas novas tecnologias adquirir essas competências seja de criação seja do trabalho com dados seja do manejo de sistemas que ofereçam a seus clientes as medições de retorno e com isso criar novas oportunidades de desenvolvimento de negócios com seus clientes É evidente que esse tipo de oferta e de negócios envolve um desenvolvimento da empresa para um campo bem além da gráfica tradicional Essas empresas em geral nem se qualificam mais como gráfica em sentido restrito e se apresentam muito mais como uma geradora de serviços de marketing e até mesmo de gerenciadora da logística de parte ou do todo da comunicação mercadológica dos seus clientes Não é uma transição fácil para empresas gráficas tradicionais pois isso rompe com os modelos estabelecidos há muito tempo como paradigmas do setor mas é algo perfeitamente possível se o foco é criar algo de valor do ponto de vista do cliente aumentar a oferta de serviços e criar diferenciais que muitas vezes eliminam a concorrência São empresas como agdirect e Arizona que já fizeram essa transição e outras que estão nesse caminho como a Laborprint BMK Print Laser Procarta e outras do setor transacional que buscam nesse desenvolvimento a oferta de soluções diferenciadas É toda uma nova indústria que começa a se formar em torno do marketing de cross media onde o material impresso repito não é o foco único mas é um componente bastante importante no meio dos outros meios de comunicação 0 Continuar lendo 70067 Hits 0 Comentários Os anéis da inovação e a Impressão Digital Hamilton Terni Costa Domingo 27 Fevereiro 2011 Impressões nosso artigo publicado da revista Desktop Segundo o guru e o verdadeiro criador da ciência da administração Peter Drucker uma empresa existe com a finalidade precípua de criar clientes E para tanto ele define como as duas funções fundamentais dentro da empresa o marketing e a inovação Na realidade nunca se deu tanto valor a inovação quanto hoje dado o aumento da competição em todos os níveis Não há como se destacar e estabelecer uma marca uma referencia se não se trabalhar permanentemente com inovações que possam trazer diferenciais que perdurem Inovação não é necessariamente a ação de criar algo novo a partir do não existe isto é invenção mas sim a ação de criar algo novo a partir do que já existe como diria nosso amigo Fábio Mestriner da ESPM A inovação pode e deve ser um processo gradual desde que incorporado ao dia a dia das empresas E nesse caso podemos dizer que há quatro anéis de inovação a do modelo de negócios a de produtos e serviços a de processos e a de tecnologia Fazemos todo esse preâmbulo para dizer que a incorporação da impressão digital no processo produtivo da gráfica pode gerar um ou todos esses chamados anéis da inovação desde que trabalhados conscientemente com esse fim Se essa incorporação for a de simplesmente adicionar um processo que permite a impressão de tiragens mais baixas atende a uma questão de inovação de tecnologia e de processos o que é o mais comum de acontecer nas gráficas Muitas empresas assim o fazem mas dão pouco foco ao processo nunca se constituindo um real alternativa Outras acabam por criar linhas que se tornam importantes e muitas vezes viram um negócio em si Como o caso da Bandeirantes Soluções na área de livros sob demanda e pequenas tiragens onde cria alternativas importantes para seus clientes da área editorial A colocação de equipamentos e de sistemas digitais com a definição clara de atingir novos mercados e com uma forma de atuação comercial mais dirigida e determinada já começa a definir um novo modelo e traz muitas vezes alterações nos processos de produção e envolvimento com os clientes A atuação em mercados específicos possibilita o desenvolvimento de soluções que começam a criar diferenciais importantes e já não são imitados tão rapidamente Veja o caso da Agdirect da Alaphgraphics por exemplo onde seu foco em marketing direto e na busca de soluções em comunicação dirigida lhe permite desenvolver soluções únicas a clientes Outras empresas utilizam o digital para a criação de alternativas importantes para a comunicação dos clientes e criam um tal fluxo de trabalho que a área de offset começa a viver também em função da demanda do digital Como a Laborprint por exemplo e outras que se dedicam a impressões estáticas em offset e variáveis em PB e coloridas nas digitais A busca dessas soluções impactam de tal forma as empresas que as adotam que o processo de inovação na busca de novas e produtivas respostas ao cliente passam a fazer parte do seu dia a dia Inovar pois é preciso Em especial para sair de mercados cada vez mais competitivos que diminuem margens e comprometem o crescimento Nesse aspecto a utilização de equipamentos e fluxos digitais são alternativas cada vez mais necessárias e viáveis 0 Continuar lendo 36484 Hits 0 Comentários Os dilemas da gráfica na hora de diversificar Hamilton Terni Costa Domingo 27 Fevereiro 2011 Impressões Publicado na Revista de Tecnologia Gráfica 75 0 Continuar lendo 96146 Hits 0 Comentários O novo Volly da Pitney Bowes significa o fim do papel no mailing de contas Hamilton Terni Costa Terça 11 Janeiro 2011 Impressões Na semana passada a Pitney Bowes anunciou nos Estados Unidos um novo sistema digital de entrega segura de documentos chamado Volly que permite aos usuários receber ver organizar e gerenciar contas extratos malas diretas catálogos cupons e outros conteúdos de várias origens usando uma mesma aplicação Esse sistema que estará disponivel nos Estados Unidos no segundo semestre de 2011 permitirá aos emissores de documentosuma significativa redução de custos em postagem e impressão e ao mesmo tempo fornece ao usuário um sistema livre de spans que lhe permitirá controlar seu conteudo pessoal Na primeira leitura parece mesmo a panacéia e sem dúvida fará brilhar os olhos de muita gente da área financeira em especial os gestores de cartão de crédito Por outro lado esse sistema visa a atender a muitos usuários ainda que minoria hoje que querem receber seus documentos on line e não em papel Digo minoria porque ainda a grande maioria das pessoas prefere receber suas contas em papel pois entendem como mais seguro e mais confiável A idéia do lançamento é proporcionar seja aos emissores quanto aos receptores dos documentos a melhor opção de entrega desse conteudo Seja em digital através de email SMS ou outo meio incluindo o papel de forma integrada Do ponto de vista do usuário não deixa de ser algo atrativo e do ponto de vista do emissor também pois segundo a Pitney faz parte da oferta do sistema ferramentas que lhes permitirão estabelecer contatos eletrônicos com seus clientes Esse sistema é uma ampliação do portafoli de CCM customer communication management da Pitney que po sua vez é uma empresa que há 90 anos vem trazendo soluções na área postal e ajuda hoje através de seus equipamentos e sistemas a executar e postar bilhões de correspondencias anualmente O lançamento do Volly indica também uma parceria com a Broadbrige empresa americana especializada no processamento seguro de informações em especial na área financeira O Volly como evolução dos sistems digitais da Pitney pode funcionar como uma tecnologia diruptiva na emissão de impressos transacionais O que você acha O Volly e sem dúvida outros sistems que virão acabarão por substituir o papel na emissão de documentos transacionais Opine abaixo Clique e Veja o video sobre o Volly 0 Continuar lendo 67025 Hits 0 Comentários Perspectivas para la Industria Gráfica Latinoamericana en 2011 Hamilton Terni Costa Quinta 02 Dezembro 2010 Impressões Segue nosso artigo recém publicado na Revista Artes Gráficas com circulação na América Latina http www artesgraficas com ag secciones AG ES MAIN IN ARTICULOS doc 80698 HTML html idDocumento 80698 Al parecer 2011 será otro año de crecimiento aunque con índices ligeramente inferiores a los del año anterior y en medio de una creciente preocupación por la evolución de las tasas de cambio La revista The Economist en un reportaje especial sobre América Latina Nobody s backyard The rise of Latin America Sep 9th 2010 llama la atención sobre el hecho de que la región a pesar de haber sufrido con la recesión mundial de 2009 no sólo se ha recuperado en 2010 sino que conserva un ritmo gradual de crecimiento de incorporación de personas a la denominada nueva clase media y de reducción gradual de la pobreza Lejos aún de índices de vida comparables con los de los países desarrollados ha mostrado una estabilidad que parecía imposible hace pocos años La región alcanzó en 2010 una tasa de crecimiento superior a la de Europa y a la de Estados Unidos apoyada en políticas económicas más equilibradas fuerte facturación de commodities condiciones financieras internacionales favorables y una todavía débil pero consistente democracia en la mayoría de los países cuya opinión respalda las políticas económicas seguidas Un escenario nada común en la historia de la región caracterizada por altos y bajos y una extrema vulnerabilidad El reportaje también enfatiza la necesidad de continuar el proceso de mejoramiento en especial aplicando controles fiscales ajustados a esa nueva realidad El reflejo de estos cambios económicos en la industria gráfica puede percibirse con claridad La mayoría de los mercados se ha recuperado en 2010 al ser comparados con 2009 algo que puede apreciarse en las opiniones de empresarios de distintos países Por supuesto la comparación con un año débil favorece el mejoramiento de los índices pero aún así el escenario es más optimista Qué puede esperarse de 2011 Al parecer 2011 será otro año de crecimiento aunque con índices ligeramente inferiores a los del año anterior y en medio de una creciente preocupación por la evolución de las tasas de cambio Esto se refleja en la proyección del FMI para el PIB agregado de la región 5 7 para 2010 y 4 para 2011 véase tabla 1 Cómo afecta este cuadro macroeconómico al sector gráfico Veamos En la zona del Mercosur se destacan Argentina Brasil y Chile como los mercados gráficos más fuertes Según Anselmo Morvillo presidente de A Morvillo socio de QuadGraphics y presidente de Faiga la cámara gráfica argentina el primer semestre de 2011 muestra buenas perspectivas en especial por las elecciones presidenciales de mitad de año por ese mismo motivo hay dudas sobre los resultados que puedan alcanzarse en el segundo semestre En general el mercado no estuvo mal en 2010 estimo que creció en términos reales entre 4 y 5 para los grandes impresores y en promedio 2 en todo el país sostiene Morvillo Una opinión parecida expresó Mario César de Camargo director de Gráfica Bandeirantes en Brasil actual presidente de Abigraf la cámara gráfica brasileña y próximo presidente de CONLATINGRAF Con un nuevo gobierno 2011 será un año de ajustes Es un ciclo cuatrienal cuyo patrón se repite En 2010 la Copa Mundial de Fútbol y las elecciones produjeron una dinámica muy positiva En 2011 debemos crecer con más dificultades pero creceremos lo que es una buena noticia En cambio en Chile 2010 fue un año difícil Para Carlos Aguirre presidente de WorldColor Chile y Líder Gráfico de las Américas 2010 después de acontecimientos como el terremoto que nos ha deparado la naturaleza y de los 33 mineros atrapados estimamos que 2010 a pesar de esas desgracias se va a cerrar dentro de nuestras expectativas Por lógica consecuencia vemos con optimismo 2011 La autoridad económica estima un crecimiento en torno a 6 y no dudamos que nuestra industria crezca 4 dijo con mucha propiedad Estimamos que la industria gráfica en Brasil y Argentina crezca en 2011 alrededor de 3 En Chile la industria deberá alcanzar 4 En la zona andina debe hablarse de dos países Colombia y Perú este último en especial por el notable desarrollo por el que pasa Según Mario Mondragón coordinador de Agudi la cámara gráfica peruana la industria gráfica que en 2009 obtuvo un crecimiento de 8 se proyecta que en 2010 alcance 12 y para 2011 se estima una cifra entre 11 y 14 Esto se desprende de las importaciones de insumos gráficos y de las exportaciones de libros folletos y otros productos Sin duda un desempeño excepcional Nosotros algo menos optimistas estimamos en 7 el crecimiento mínimo para 2011 En contraste 2010 no ha sido fácil en Colombia Especialmente por el proceso electoral que concluyó con el cambio de un presidente muy popular y por las tensas relaciones con Venezuela que afectaron negativamente las exportaciones incluidas las de libros en el país más fuerte exportador de productos gráficos de América del Sur Según Alejandro Mohr presidente de Panamericana Formas e Impresos una de las empresas gráficas más diversificadas e importantes del país 2010 se ha presentado muy difícil con una fuerte guerra de precios y menor demanda y tampoco veo un mejoramiento de la situación en 2011 por una variedad de razones exceso de capacidad instalada sustitución de los impresos por internet y valoración del peso ante el dólar estadounidense lo que dificulta las exportaciones Nosotros estimamos que 2010 cerrará con un crecimiento de 3 para la industria gráfica colombiana y que 2011 alcanzará una tasa similar En Centroamérica estimamos que Costa Rica Panamá y República Dominicana obtendrán una tasa de crecimiento de 4 en 2011 Según la opinión de Joseph Roesner instructor especializado del Instituto de Tecnología Inatec de Nicaragua Guatemala Honduras El Salvador y Nicaragua han mostrado señales de estancamiento Sin embargo los tratados de libre comercio especialmente los firmados con Estados Unidos y China van a cambiar esa dinámica En la zona caribeña con su diversidad de pequeños países y colonias cuya principal industria es el turismo estimamos que la industria gráfica alcance un crecimiento entre 2 y 3 en 2011 Finalmente México el gigante del norte fuertemente afectado desde 2009 por su estrecha conexión con la economía norteamericana ha enfrentado en 2010 un gravísimo problema en el sector gráfico como resultado de la reforma fiscal del gobierno que cancela la autorización de impresión de comprobantes fiscales El profesor Marco Antonio Suárez presidente de Canagraf una de las cámaras gráficas mexicanas informó que de las 15 000 imprentas de México casi la mitad se dedica a imprimir comprobantes fiscales y en algunas esta actividad representa hasta 80 de su producción Además las autoridades no informaron la medida a tiempo de manera que las empresas tienen que transformarse rápidamente o cerrar Y muchas van a cerrar afirmó con preocupación Por lo tanto veo muy complicado el año 2011 aunque en los segmentos de revistas libros y empaques espero un desempeño normal México experimenta una fuerte importación de libros y otros materiales impresos de Estados Unidos que representan un total de US 860 millones No es poco Aún así proyectamos un crecimiento de la industria gráfica entre 2 y 3 para 2011 Conclusiones La recuperación de la economía en América Latina ha sido un factor decisivo en el mejoramiento de los resultados de la industria gráfica en 2010 y aunque para 2011 se espera un desempeño más modesto estimamos una tasa anual agregada de crecimiento de por lo menos 3 para la industria de la región en su conjunto Esta cifra positiva de crecimiento debe mirarse con cuidado Es posible observar en la mayoría de los países que la tasa de crecimiento de la industria gráfica no supera el crecimiento del PIB comportamiento asociado con la pérdida de participación del sector industrial como un todo lo que resulta preocupante Por otra parte se extiende gradualmente la competencia con nuevos y distintos medios de comunicación electrónicos con el potencial de sustituir a los medios impresos en un proceso que no es coyuntural sino estructural y que representa un cambio en la manera como las personas y las empresas se comunican Por lo tanto resulta muy importante reconocer la necesidad de que las empresas gráficas se adapten a estos cambios de una manera dinámica Aunque el material impreso es y seguirá siendo muy importante por muchos años el impresor debe entender las nuevas tecnologías y las ventajas que ofrecen al usuario para adoptar e integrar las que reporten claros beneficios teniendo en mente que sus productos y servicios se justifican por el valor que brindan a sus clientes B2Bportales Inc Este artículo está protegido por normas internacionales de Derechos de autor y no puede ser reproducido distribuido transmitido o publicado directa o indirectamente por ningún medio sin previa autorización escrita de B2Bportales Inc 0 Continuar lendo 70604 Hits 0 Comentários Programa Boas Impressões 2010 Hamilton Terni Costa Quinta 25 Novembro 2010 Impressões youtube JVWITCzLluI youtube 0 Continuar lendo 52009 Hits 0 Comentários Qual o Futuro da Gráfica Hamilton Terni Costa Quarta 24 Novembro 2010 Impressões Na edição da Revista Abigraf que começa a circular está o nosso artigo com o título acima Na verdade ele está resumido e foi tirado da palestra do mesmo nome que ministrei em setembro na ABTG Abigraf e cujas outras versões mais curtas também apresentamos aí pelo exterior Segue postado agora o artigo completo que ficou muito grande para a revista para que possam lê lo e criticá lo Esse é um tema que não se encerra nele O debate e novos acréscimos são necessários Pressionada de um lado pelos novos meios de comunicação digitais e por outro pelas questões de sustentabilidade em especial a utilização do papel como suporte a indústria gráfica vem se repensando em como se adequar a essas novas demandas sociais e em como se reinventar para permanecer como negócio viável no próximos anos Esse artigo pretende apresentar uma visão geral da indústria as diferenças ente os mercados maduros e os emergentes os desafios dentro das principais cadeias de valor onde a gráfica está inserida as mudanças na sociedade e seus reflexos na comunicação impressa as mudanças tecnologicas e as possíveis alternativas que o negócio gráfica tem para se reinventar e agregar valor aos seus clientes e usuários Única maneira de manter se economicamente viável A Indústria invisível e sua utilidade O produto gráfico está em praticamente todos os ambientes em que vivemos e lidamos com ele várias vezes ao longo do dia Nos jornais que recebemos na revistas largadas em casa no rótulo da vitamina que tomamos na caixa do sabão em pó que lavou nossa roupa no bilhete do ônibus ou do metrô no troco em cédulas de dinheiro que recebemos no cartão de débito ou de crédito com que pagamos contas no documento de identificação que usamos aliás desde o registro em cartório quando nascemos no livro que vemos na escola ou no relatório que estudamos na empresas Não há como pensar em uma atividade humana que de alguma forma não esteja em contato com um material impresso De tanto conviver com esses materiais e produtos o leigo no mundo gráfico nem sequer o identifica como um produto gráfico Seu foco de atenção está na sua funcionalidade leitura informação conservação comunicação identificação etc Por não ver o produto e sim sua funcionalidade há muito cunhamos o termo indústria invisível para qualificar a indústria gráfica Outros a chamam de a indústria das indústrias exatamente por dar suporte ao produto de dezenas de outras indústrias Essa indústria invisível no entanto tem uma importância econômica considerável Em especial nos países desenvolvidos onde a comunicação escrita o grau de leitura da população a diversidade e quantidade de produtos embalados etc é sensivelmente maior que nos chamados países emergentes Segundo estudos da Pira 1 atualizados no ano passado a indústria gráfica mundial teve um faturamento de US 700 bilhões em 2008 devendo atingir US 725 bilhões em 2014 quadro 1 Um aspecto importante desse estudo é mostrar a gradual diminuição da participação da gráfica nos PIBs dos mercados chamados maduros como EUA Japão Canadá Europa Ocidental etc e a sua ascensão nos países emergentes Brasil no meio A America Latina por exemplo passa de 5 do total em 2008 para 6 6 em 2014 Parece pouco mas isso se confirmado representa um incremento de 37 de seu faturamento ou algo como US 12 bilhões em seis anos equivalentes a um crescimento anual de 5 3 nada desprezível A queda de participação no PIB norte americano quadro2 mostra como essa indústria cresce há tempos descolada do crescimento do PIB Ainda é importante mas vem perdendo importância Por que A indústria gráfica como dissemos é o reflexo do uso dos produtos que imprime Assim para se entender o que a afeta e o que a afetará nos próximos anos precisamos entender as principais tendências que alteram e alterarão o modo de vida da sociedade em que está inserida e com isso entender quais as tecnologias diruptivas que podem substituir os seus produtos 2 Mega tendências e a indústria gráfica Segundo o Zukunfts Institut 3 ou Instituto do Futuro sediado em Berlim um dos vários especializados e conceituados em previsões de longo prazo as principais mega tendências deste século são Nova ecologia toda a questão da sustentabilidade ambiental e as mudanças daí provenientes onde o papel passa a ter um papel de vilão de destruidor de árvores de atentar contra a natureza ainda que muito dos argumentos usados não se sustentem face a produção a partir de florestas replantadas mas que repercutem Saúde toda a evolução da medicina e a preocupação de bem estar das pessoas Revolução Prata o aumento da idade média de vida das pessoas e as alterações no comportamento dos adultos maduros que voltam a estudar empreendem mais adotam um estilo de vida e aparência mais jovial interagem mais têm recursos e educação O que mantém uma certa fidelização aos meios impressos ao contrario das novas gerações com hábitos digitais Talvez por isso mesmo os jornais estejam aumentando o tamanho de suas letras a Globalização com todos os seus efeitos positivos e negativos como já a estamos sentido há alguns anos A Mudança da Mulher mais ativa dona de seu nariz autônoma dividindo o mercado com os homens Mobilidade acesso a informações dados e comunicação pessoal ou em grupo onde estiver conexão 24 horas Individualização a importância do eu em uma sociedade menos privativa As pessoas querem produtos dirigidos a elas mensagem personalizadas dirigidas a elas Na junção da questão ambiental saúde e estilo de vida há o crescimento de um movimento chamado LoHaS Lifestyle of Health and Sustainability algo como Estilo de Vida com Saúde e Sustentabilidade ou seja viver bem saudavelmente e consumindo produtos com sofisticação mas que não afetem a natureza como papéis recicláveis e de empresas com preocupações sociais Conhecimento o verdadeiro nome dessa era onde conhecer é mais do que ter e Era Digital evidente por si mesmo com todas as suas conexões No caso dos países emergentes acrescento mais duas Urbanização hoje o número mundial de habitantes nas cidades já ultrapassa com sobra os habitantes do campo e Ascensão da Classe Média fenômeno que vemos com clareza aqui no Brasil mas que se repete em quase todos os emergentes como China Índia Polônia Rússia México e vários outros e que levará em alguns anos a ser a classe econômica predominante mundialmente com todas as suas implicações de demanda como já analisado em 2008 por Jim O Neil o mesmo inventor do termo Brics no seu estudo Expanding the Middle 4 Todas essas tendências é claro impactam a indústria gráfica e conhecê las saber lidar com elas fará toda a diferença no futuro da indústria ou do seu negócio se você for um impressor O novo estilo de vida altera a forma com que as pessoas e as empresas se comunicam e isso altera todo o quadro envolvendo o futuro da gráfica Para começar é preciso dizer que já não há hoje qualquer produto gráfico com poucas exceções como embalagens que já não tenham um substituto eletrônico Com maior ou menor aceitação do usuário Pela decisão do usuário E essa decisão se dá pela comodidade custo e benefícios proporcionados por esse produto Pela experiência positiva proporcionada pela sua conveniência e pelo valor que o usuário nele enxerga E aí reside toda a diferença entre morrer e sobreviver No benefício proporcionado ao usuário Novas tecnologias podem proporcionar esses benefícios melhor que o produto impresso As que podem chamamos de diruptivas pois são as que tornam obsoletas as tecnologias que substituem como o CD fez com disco de vinil Será que o ebook por exemplo fará o mesmo com o livro em papel As cadeias de valor e as tecnologias diruptivas Costumo dividir o setor gráfico em cinco cadeias básicas de valor Produtiva Marketing Documentação Conteúdos Consumidor Na cadeia produtiva estão inseridos todos os produtos e serviços gráficos relacionados diretamente com as linhas de produção ou produtos do cliente são as embalagens de forma geral rótulos etiquetas bulas etc Na cadeia de marketing toda uma infinidade de produtos relacionados a comunicação e expressão social dos clientes como folhetos folders propagandas impressas mídias externas como outdoors e sinalizações mídia internas de todos os tipos como cartazes sinalizações etc Cartões sociais e de visita também se enquadram por aí Pelo lado da documentação entram todos os produtos e serviços relativos a documentos corporativos e sua gestão formulários notas fiscais documentos transacionais como extratos contas boletos e carnês impressos de segurança cartões de crédito etc Os chamados tranpromos mescla de documentos transacionais e de marketing podem estar em qualquer das duas categorias de comunicação Na cadeia de conteúdos estão os jornais livros revistas guias e diretórios em geral E na de consumidores estão os produtos de venda direta como cadernos artigos escolares e de papelaria em geral Se olharmos para esse conjunto de produtos que são a base da indústria gráfica não há dúvidas que muitos deles estão agora sob o fogo cruzado das novas tecnologias digitais E serão substituídos toda vez que essas novas tecnologias proporcionarem uma melhor experiência e valor para seus usuários da mesma forma com que o produto impresso foi uma tecnologia diruptiva há vários séculos e predominou como meio dominante por quase todo esse tempo Na cadeia de comunicação de marketing por exemplo a concorrência da mídia impressa aumentou consideravelmente Hoje em dia as empresas precisam se comunicar de forma diferente em diferentes meios Se até pouco tempo a comunicação era uma divisão entre material impresso e divulgação em rádio e televisão hoje uma comunicação para ser mais efetiva usam se diversos meios o email o celular as redes sociais o youtube e por aí vai quadro 3 De acordo com a mensagem o público alvo a quantidade a verba e a mensuração da resposta mais do que um desses meios será utilizado Até mesmo a impressão quando for conveniente Eliminando desperdícios imprimindo se o volume mais próximo do consumo previsto ou o exato consumo É o caso da impressão digital Imprimi se o que se vai usar Reimprime na medida da necessidade Minha amiga Barbra Pellow da InfoTrends comentou outro día em uma sua apresentação feita na GraphExpo dirigindo se aos profissionais de marketing que não se deve mais pensar em campanhas mas sim em conversação Pois as pessoas e os consumidores estão agora o tempo todo conectadas em algum tipo de mídia E se a mensagem for relevante e dirigida cria se efetivamente um diálogo direto com seu público ou pessoa alvo Muito certo Na produção de embalagens as pressões são outras Elas passam a ter uma importância fundamental na decisão de compra dos consumidores onde segundo Fábio Mestriner 5 70 da decisão de compra do consumidor final se dá na frente da gôndola que está cada dia com mais variedades de cada produto O design a funcionalidade o impacto e a experiência positiva causada no consumidor cada vez mais informado são fatores decisivos o que implica na busca de novos materiais envolvimento nos projetos e logísticas de produção por parte das gráficas que precisam estar preparadas não somente para volume mas também para a diversidade e segmentação dos mercados Na produção de documentos por outro lado mais do que a reprodução de extratos ou boletos ou notas a grande oportunidade e desafio está na análise dos processos dos clientes e aí entram soluções que vão da TI com novos softwares até a inteligência de marketing data mining e data base s gerando mais resultados reduzindo custos e criando produtos como o transpromo Na reprodução de conteúdos o desafio está na oferta de gestão e nas diversas possibilidades de disponibilização de conteúdos para os clientes A geração é deles a viabilização e disponibilização é sua Web sites CDs e ebooks incluídos Na venda ao consumidor a internet e as aplicações web to print já são e serão cada vez mais relevantes Especialmente para os que criarem boas experiências aos seus clientes permitindo que participem do processo de criação de novas peças personalizand o on line Entre no site da VistaPrint a maior vendedora de produtos gráficos tradicionais do mundo e veja como se faz www vistaprint com br Ou na M by Staples onde você pode personalizar e criar toda a sua papelaria www mbystaples com Portanto o futuro da gráfica está diretamente relacionada a resposta que ela pode dar aos seus usuários em termos de benéficos e experiências positivas Onde ela for mais barata acessível e eficiente ela será usada Se não será descartada Isso vale para as grandes medias e pequenas tiragens Se antes imprimir 5 000 folhetinhos e distribuí los nas redondezas anunciando uma nova pizzaria no bairro era uma maneira barata e eficiente de fazer uma propaganda hoje pode não ser se a mesma pizzaria tiver uma relação de emails da região ou mesmo se tiver um blog chamativo ou mesmo um perfil atrativo no Orkut ou criar uma difusão boca a boca ou celular a celular no twitter Se antes imprimir 1 milhão de livros escolares e criar uma intensa rede de distribuição nas escolas era adequado hoje disponibilizá los e atualizá los eletronicamente como já fazem a Califónia e a Flórida para determinados graus do ensino médio pode ser mais eficiente Pelo menos por lá Hoje um ebook pode ser mais conveniente e adequado para muitos do que livros em papel seja pela rapidez de acesso comodidade falta de espaço ou qualquer outro requisito Não é predominante ainda mas pode ser diruptivo O desafio que o gráfico tem é o de procurar ampliar o seu entendimento daquilo que ele pode fornecer aos seus clientes e não restringir se somente ao material impresso Seu desafio é entender as necessidades do cliente em termos de comunicação ou documentação ou estoques ou logística e ajudá lo nesse sentido Para isso ele tem que fazer a transição das novas mídias entender seu funcionamento adotá las e ajustá las na medida do possível na sua própria oferta Inocular se com elas como uma vacina segundo prega sabiamente o Dr Joe Webb que cito abaixo O gráfico do futuro dos próximos anos terá de ser mais um gerenciador da logística de comunicação dos seus clientes do que impressor quadro 4 na feliz observação do Dr Joe Webb e Richard Romano em seu último livro 6 onde na capa clientes postados diante da prensa de Gutemberg vendo um material sendo arduamente impresso portam um novíssimo iPad da Apple A gráfica do futuro e do futuro imediato a nova gráfica expressão que cunhamos anos atrás terá de ser mais flexível mais conectada aos seus clientes sustentável e mais digital Ela se ajusta as novas demandas dos clientes entendendo suas necessidades de comunicação e de projetos através da ampliação da oferta de serviços tradicionalmente não gráficos por isso mais flexível Seus processos se integram aos processos dos clientes com operações on line que reduzem tempo e custos por isso mais conectada Suas interfaces são eletrônicas e seus processos de produção são mistos com variabilidade por isso mais digitais E sustentável claro se quiser sobreviver Se os mercados emergentes como o brasileiro ainda crescem em sua base pela incorporação de novos consumidores ávidos em usar cartões de crédito e de débito gerando extratos se abastecem mais em supermercados usando seus tablóides de promoção viajam mais tirando e imprimindo fotos compram mais carros com manuais expandem as cidades médias fazendo novos centros crescerem mais do que os centros desenvolvidos e com isso aumenta se ano a ano o numero de gráficas existentes ao mesmo tempo saltam etapas e se envolvem com rapidez no mundo digital A transição para um novo modelo Essa expansão especialmente no mercado brasileiro poderá dar ainda um tempo de adaptação pouco tempo de ajuste ao gráfico tradicional onde sua principal barreira não é a tecnologia mas sim sua cabeça e sua visão O principal fator de mudança para o futuro cada vez mais imediato é a mudança mental para enxergar seu negócio sob outra perspectiva E isso sabemos não é fácil mas passo algumas das etapas a serem cumpridas 1 Pensar nos não clientes os que não usam hoje intensamente produtos gráficos mas se utilizam de outros meios de comunicação 2 Conhecer e usar na própria empresa os novos meios de comunicação Habituar se com eles e através deles 3 Pensar nas futuras aplicações e não planejar o passado Em geral quando projetamos o futuro recriamos o passado Nesse caso é mortal 4 Tirar o foco da impressão entender e desenvolver um fluxo de trabalho que o possa conectar aos clientes aos processos dos clientes Imprimir é só um dos serviços possíveis Daqui a alguns anos pode não ser mais o principal Já não o é para muitas empresas 5 Acompanhar os trabalhos de ponta a ponta e entender as dificuldades dos clientes Em geral o gráfico se desconecta do trabalho depois de entregue Saber seu uso e em especial seu desperdício 6 Medir resultados fora e dentro Quanto mais auxiliar seus clientes a medir a resposta do trabalho feito maior a chance de continuar a fornecer O mesmo vale para dentro de casa A gráfica em geral tem muitas deficiências de controle 7 Trabalhar em rede buscar parcerias complementares e suplementares Buscar parceiros e gerar redes conjuntas de fornecimento Ou pertencer a uma rede a uma franquia Aumenta a oferta e dilui custos Essa pode ser a saída para muitas gráficas especialmente de pequeno porte O meio impresso irá perdurar ainda por um bom tempo Não há dúvidas que ainda teremos materiais impressos daqui a mais de 20 anos Porém sofrerá cada vez

    Original URL path: http://www.anconsulting.com.br/blog?limit=20&start=40 (2016-01-29)
    Open archived version from archive

  • Ultimas Postagens - Impressões - Pagina 4
    is available free from pitneybowes co uk and is the first in a series of 6 reports focusing on the Business to Business arena in Europe and the US About Pitney Bowes Celebrating its 90th year of innovation Pitney Bowes provides software hardware and services that integrate physical and digital communications channels Long known for making its customers more productive Pitney Bowes is increasingly helping other companies grow their business Pitney Bowes is a 5 6 billion company and employs 33 000 worldwide Pitney Bowes Every connection is a new opportunity www pb com 0 Continuar lendo 52709 Hits 0 Comentários A cara da Nova Gráfica uma visão da Ipex 2010 Hamilton Terni Costa Segunda 05 Julho 2010 Impressões nosso artigo na última revista Desktop Já faz algum tempo que cunhei durante palestras e artigos a expressão a nova gráfica para designar como empresas gráficas estavam inovando seu modelos de negócio produtos e serviços para atender às novas necessidades de comunicação e redução de custos de processo dos seus clientes O uso das aplicações em impressão digital sempre foi importante como indicação de caminhos e possibilidades e em especial nos projetos de inovação abertos pela tecnologia digital A Ipex 2010 realizada no final de maio me fez lembrar essas colocações e mostrou de vez que o processo de mudança que vimos no setor gráfico nos últi mos 10 anos caminha a passos largos para a consolidação dos processos automatizados repetitivos e controlados por um lado e de outro mostra as amplas possibilidades de criação de comunicações interativas entre os meios físicos e digitais Para muitos a última Drupa foi um verdadeiro choque ao mostrar essas tendências A Ipex somente demonstra que os protótipos da Drupa já estão na rua e irão gradualmente mudar a cara do setor ainda que de forma um pouco mais lenta nos países emergentes como o Brasil Vejamos nesta Ipex 70 do espaço ocupado estava relacionado ao digital recorde em feiras desse porte A demonstração das máquinas inkjet em folhas e rotativas mostra claramente os caminhos da velocidade e qualidade dos impressos Até mesmo a Xerox que tem a maior linha de equipamentos todos em base toner anuncia sua primeira rotativa inkjet Esses equipamentos são os que têm maior potencial para o crescimento da impressão digital em maiores volumes sejam de livros jornais revistas transpromos e materiais promocionais reunindo ainda benefícios como ajuste imediato e baixa agressão ao meio ambiente tendendo a dominar boa parte do mercado de offset A melhora gradual e constante dos wokflows gráficos e dos softwares de gestão com uma sincronização cada vez mais ampla através da Internet aliado às diversas plataformas de web to print é outro caminho sem volta que altera os fluxos e comandos de trabalhos da gráfica definitivamente incorporando os clientes nos seus processos A automação dos equipamentos offset folhas ou rotativas e mesmo da flexografia torna esses equipamentos cada vez mais rápidos em quesitos como acerto e integração com o acabamento seja em linha ou não completando

    Original URL path: http://www.anconsulting.com.br/blog?limit=20&start=60 (2016-01-29)
    Open archived version from archive

  • Calendar 2015, 07 - Impressões
    Março 1 Abril 1 Maio Junho 4 Julho 4 Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro 2013 Janeiro Fevereiro 2 Março 1 Abril Maio 1 Junho Julho 1 Agosto 1 Setembro 1 Outubro Novembro 1 Dezembro 1 2012 Janeiro 2 Fevereiro 1 Março 1 Abril 1 Maio 1 Junho Julho Agosto Setembro Outubro 4 Novembro Dezembro 1 2011 Janeiro 1 Fevereiro 2 Março 1 Abril Maio 1 Junho 2 Julho Agosto 4 Setembro 2 Outubro 3 Novembro 1 Dezembro 2010 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho 2 Agosto Setembro Outubro Novembro 5 Dezembro 1 Nuvem de tags gráfica anconsulting hamilton costa impressão digital impressão Marketing Hamilton Terni marketing direto mídia impressa consultoria gráfica HP gestão gráfica abigraf graphexpo mercado gráfico futuro da gráfica vendas impressos web to print cartão dados variáveis embalagem inkjet Bradesco ford Stephen Covey revista abigraf hamiltoncosta transpormo livro didático impressão digital Barb Pellow gestão cross media livros npes trilogia de vendas marketing industrial imprenta International Day da NPES estratégia Vinod Vittoba da India venda desafiadora drupa andigraf papel Alexandre Keese vendas consultivas comunicação Disrupting the Future ebooks fabian ruiz planejamento estratégico Dr Joe Webb Indigo hal hinderliter editoras offset mídias sociais Dscoop9 futuro Digital Printing impresión malfere

    Original URL path: http://www.anconsulting.com.br/blog/calendar/2015/7 (2016-01-29)
    Open archived version from archive

  • Calendar 2015, 08 - Impressões
    Março 1 Abril 1 Maio Junho 4 Julho 4 Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro 2013 Janeiro Fevereiro 2 Março 1 Abril Maio 1 Junho Julho 1 Agosto 1 Setembro 1 Outubro Novembro 1 Dezembro 1 2012 Janeiro 2 Fevereiro 1 Março 1 Abril 1 Maio 1 Junho Julho Agosto Setembro Outubro 4 Novembro Dezembro 1 2011 Janeiro 1 Fevereiro 2 Março 1 Abril Maio 1 Junho 2 Julho Agosto 4 Setembro 2 Outubro 3 Novembro 1 Dezembro 2010 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho 2 Agosto Setembro Outubro Novembro 5 Dezembro 1 Nuvem de tags gráfica anconsulting hamilton costa impressão digital impressão Marketing Hamilton Terni marketing direto mídia impressa consultoria gráfica HP gestão gráfica abigraf graphexpo mercado gráfico futuro da gráfica vendas impressos web to print cartão dados variáveis embalagem inkjet Bradesco ford Stephen Covey revista abigraf hamiltoncosta transpormo livro didático impressão digital Barb Pellow gestão cross media livros npes trilogia de vendas marketing industrial imprenta International Day da NPES estratégia Vinod Vittoba da India venda desafiadora drupa andigraf papel Alexandre Keese vendas consultivas comunicação Disrupting the Future ebooks fabian ruiz planejamento estratégico Dr Joe Webb Indigo hal hinderliter editoras offset mídias sociais Dscoop9 futuro Digital Printing impresión malfere

    Original URL path: http://www.anconsulting.com.br/blog/calendar/2015/8 (2016-01-29)
    Open archived version from archive

  • Calendar 2015, 09 - Impressões
    Março 1 Abril 1 Maio Junho 4 Julho 4 Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro 2013 Janeiro Fevereiro 2 Março 1 Abril Maio 1 Junho Julho 1 Agosto 1 Setembro 1 Outubro Novembro 1 Dezembro 1 2012 Janeiro 2 Fevereiro 1 Março 1 Abril 1 Maio 1 Junho Julho Agosto Setembro Outubro 4 Novembro Dezembro 1 2011 Janeiro 1 Fevereiro 2 Março 1 Abril Maio 1 Junho 2 Julho Agosto 4 Setembro 2 Outubro 3 Novembro 1 Dezembro 2010 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho 2 Agosto Setembro Outubro Novembro 5 Dezembro 1 Nuvem de tags gráfica anconsulting hamilton costa impressão digital impressão Marketing Hamilton Terni marketing direto mídia impressa consultoria gráfica HP gestão gráfica abigraf graphexpo mercado gráfico futuro da gráfica vendas impressos web to print cartão dados variáveis embalagem inkjet Bradesco ford Stephen Covey revista abigraf hamiltoncosta transpormo livro didático impressão digital Barb Pellow gestão cross media livros npes trilogia de vendas marketing industrial imprenta International Day da NPES estratégia Vinod Vittoba da India venda desafiadora drupa andigraf papel Alexandre Keese vendas consultivas comunicação Disrupting the Future ebooks fabian ruiz planejamento estratégico Dr Joe Webb Indigo hal hinderliter editoras offset mídias sociais Dscoop9 futuro Digital Printing impresión malfere

    Original URL path: http://www.anconsulting.com.br/blog/calendar/2015/9 (2016-01-29)
    Open archived version from archive

  • Calendar 2015, 10 - Impressões
    Março 1 Abril 1 Maio Junho 4 Julho 4 Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro 2013 Janeiro Fevereiro 2 Março 1 Abril Maio 1 Junho Julho 1 Agosto 1 Setembro 1 Outubro Novembro 1 Dezembro 1 2012 Janeiro 2 Fevereiro 1 Março 1 Abril 1 Maio 1 Junho Julho Agosto Setembro Outubro 4 Novembro Dezembro 1 2011 Janeiro 1 Fevereiro 2 Março 1 Abril Maio 1 Junho 2 Julho Agosto 4 Setembro 2 Outubro 3 Novembro 1 Dezembro 2010 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho 2 Agosto Setembro Outubro Novembro 5 Dezembro 1 Nuvem de tags gráfica anconsulting hamilton costa impressão digital impressão Marketing Hamilton Terni marketing direto mídia impressa consultoria gráfica HP gestão gráfica abigraf graphexpo mercado gráfico futuro da gráfica vendas impressos web to print cartão dados variáveis embalagem inkjet Bradesco ford Stephen Covey revista abigraf hamiltoncosta transpormo livro didático impressão digital Barb Pellow gestão cross media livros npes trilogia de vendas marketing industrial imprenta International Day da NPES estratégia Vinod Vittoba da India venda desafiadora drupa andigraf papel Alexandre Keese vendas consultivas comunicação Disrupting the Future ebooks fabian ruiz planejamento estratégico Dr Joe Webb Indigo hal hinderliter editoras offset mídias sociais Dscoop9 futuro Digital Printing impresión malfere

    Original URL path: http://www.anconsulting.com.br/blog/calendar/2015/10 (2016-01-29)
    Open archived version from archive