archive-br.com » BR » P » PATRIALATINA.COM.BR

Total: 262

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • Patria Latina - Uma Voz a Serviço da Integração dos Povos

    (No additional info available in detailed archive for this subpage)
    Original URL path: (2015-12-28)


  • DESEJO UM NATAL DE DÚVIDAS E UM ANO NOVO DE CRISES - Patria Latina
    a CRISE DAS PRISÕES Do denuncismo hodierno De algemas se confundindo Com mansão gravata e terno Depois que um juiz fascista No afã de prender petista Abriu as portas do inferno A CRISE DOS MENSALÕES Que vá em frente também Do MENSALÃO DO PT Não fica impune ninguém Que prendam nos próximos anos Os mensaleiros tucanos E os mensaleiros do DEM Quero a CRISE DO PETRÓLEO Da Petrobrás sem moral Que vale dez vezes mais Que já produz no Pré Sal Mais de um milhão de barris E produz mesmo sem Xis Já três milhões no total CRISE DE MENINO POBRE Cursando universidades Nas vagas dos mauricinhos Que com as facilidades Esqueceram de estudar E não podem mais comprar Diplomas nas faculdades Eu quero a CRISE DAS COTAS Do SISU e do ENEM Dos pretos dos pés raspados Dos filhos do Zé Ninguém Dos cegos moucos e mancos Sentando os bumbuns nos bancos Das faculdades também Eu quero a CRISE DE MESTRES Doutores e Pós Doutores Chamados a trabalhar Nos grotões e interiores Onde criam faculdades E IFs pelas cidades Precisando professores Quero a CRISE em municípios Onde tem prefeito rude Que quer embolsar as verbas No lugar da atitude De pagar todos valores Do Piso dos professores E de agentes de saúde Que aumente a CRISE DOS PORTOS Pra o Brasil ser mais que é O maior exportador De Soja açúcar e café De frango e carne bovina De laranja e tangerina De samba alegria e fé Que aumente a CRISE DA BUSCA DE FERRO e outros minerais Para o Brasil fabricar Bem mais carro e muito mais Ferrovias e navios Trilhos trens canais de rios E aviões comerciais Que aumente a CRISE ÉTICA Escândalos de corrupção A polêmica e os processos A denúncia a confusão E o caos que a imprensa exibe De um poder que não proíbe Nenhuma investigação Que siga a CRISE HEDIONDA DAS PEDALADAS FISCAIS Para que o BOLSA FAMÍLIA Não sofra atraso jamais Minha casa Minha Vida Luz carro pipa e comida Fome e sede NUNCA MAIS Quero a CRISE DOS PROTESTOS Em tudo quanto é cidade Coxinhas e Vira latas Pedindo coturno e grade Metrancas grades fuzis Pra ver se esses imbecis Aprendem o que é liberdade Que siga a CRISE DO IMPEACHMENT Voltado pra quem provoca Tem dólar fora e esconde Mente rouba e faz fofoca Fecha escola bate em mestre Impeachment pra quem sequestre Helicóptero cheio de coca Quero a CRISE DESASTROSA DOS CUBANOS E CUBANAS Terroristas de jaleco Escravos almas tiranas Comunas bichos papões Que se embrenham nos grotões Pra salvar vidas humanas Quero a CRISE DE LULINHA Comprando o Banco Fator Friboi Aple Coca Cola E a Valmet de trator Para a Veja não falar Que o Brasil vai quebrar Por falta de investidor Quero a CRISE DO DEBATE DE GÊNERO e de KIT GAY Prender machões e homofóbicos Maria da pena a Lei E Simone de Beauvoir Mandando a mulher reinar Sem lamber os pés do rei Quero

    Original URL path: http://www.patrialatina.com.br/cartao-virtual-de-natal-desejo-um-natal-de-duvidas-e-um-ano-novo-de-crises/ (2015-12-28)
    Open archived version from archive

  • 'Austeridade' [é ARROCHO!] vendida[o] aos pobres como remédio cura-tudo - Patria Latina
    ótimo para os negócios Afinal quem garantia eram especialistas em economia e técnicos do orçamento não os políticos E os grandes empresários aprenderam que com aquilo tudo viriam também crescimento econômico e preços estáveis e também gostaram Mas as coisas mudaram cada vez mais ao longo dos anos 1970s e início dos 1980s As empresas tornaram se globais Tornaram se financeirizadas O equilíbrio de poder entre trabalhadores e donos das empresas começou a pender a favor dos empresários proprietários os capitalistas Disseram às pessoas que teriam de sacrificar se de aceitar cortes nos investimentos sociais e menos direitos e benefícios no emprego e TUDO em nome da ciência econômica e do capitalismo do bem O Orçamento Ciclicamente Ajustado foi convertido em ferramenta para impedir gastos ditos excessivos e para justificar cortes selecionados As classes médias estavam com medo de que a inflação corroesse suas poupanças E apressaram se a aprovar medidas draconianas para cortar salários e reduzir gastos públicos Os mais pobres nos degraus inferiores da escada econômica foram os primeiros a sentir o baque Mas com o tempo também a classe média viu que cairia do lado errado da cerca muitos da classe média também se tornaram relativamente mais pobres Acho que isso mostra os limites da democracia quando a informação o conhecimento e afinal o próprio poder não são igualitariamente distribuídos dentro da sociedade que vota LP Você está realmente falando do nascimento da austeridade é ARROCHO e do modo como muitas mentiras sobre investimento e orçamento públicos foram impingidas à opinião pública Por que a austeridade é ARROCHO é ideia tão poderosa e por que tantos políticos continuam a vencer eleições só porque promovem a tal austeridade Orsola Costantini A austeridade é ideia hoje tão poderosa porque se alimenta dela mesma Deixa as pessoas inseguras sobre o próprio futuro a própria vida as próprias dívidas e os próprios empregos Todos passam a ter medo É poderoso mecanismo de disciplinamento social As pessoas param de tentar unir forças e o status quo político fica paralisado onde esteja Até o nome da ferramenta orçamento ciclicamente ajustado já carrega uma aura de respeito Distrai nossa atenção Ninguém questiona a coisa O próprio nome cria uma barreira entre o indivíduo e o território político ele mina a própria participação democrática Essa teoria obscura valida com a própria autoridade um grande erro econômico que soa como se fosse senso comum mas de fato não passa de charlatanice a noção de que o orçamento federal seria igual a um orçamento familiar Absolutamente não é Você no seu lar não recebe impostos Você não imprime dinheiro Tudo funciona diferente num orçamento doméstico e num orçamento de estado Apesar disso o absurdo de que um orçamento de estado deveria ser tratado como se se comportasse exatamente como um orçamento doméstico continua a ser repetido por políticos e deputados e governantes que só querem conseguir que o homem e a mulher comuns deixem se espremer sem protestar LP Como isso tudo é feito nos EUA e

    Original URL path: http://www.patrialatina.com.br/austeridade-e-arrocho-vendidao-aos-pobres-como-remedio-cura-tudo/ (2015-12-28)
    Open archived version from archive

  • Colapso do Rio Doce é a maior tragédia socioambiental brasileira - Patria Latina
    de água roupas ração para os animais dentre outros artigos dirigidos às cidades que passavam por estado de calamidade Além de bens materiais e da iniciativa de enviar água potável principalmente a Governador Valadares cuja população ultrapassa os 280 mil habitantes e a captação de água potável dependia exclusivamente do Rio Doce pesquisadores engenheiros ambientais artistas dentre outros profissionais percorrem a via crucis da destruição oferecendo conhecimento e construindo uma rede autônoma de documentação investigação e propondo soluções a curto e longo prazo Essas redes criam vínculos entre aqueles que acompanham de longe e a população atingida diretamente pela lama de detritos despejada no Rio Doce contribuindo tanto com as comunidades quanto para que a tragédia não seja esquecida Muitas dessas iniciativas que acompanham de perto o que passam os moradores de Governador Valadares Colatina ES Baixo Guandu ES Regência ES etc partiram da forte comoção diante da maior tragédia ambiental brasileira e também das informações difusas que chegam em outros estados que não Minas Gerais e Espírito Santo Dentre essas iniciativas está a Expedição Rio Doce Vivo que está na estrada desde o domingo 13 e já passou por Paracatu de Baixo Ouro Preto Governador Valadares e Colatina O grupo composto por profissionais de várias áreas partiu de São Paulo rumo a Minas Gerais para oferecer conhecimentos práticos tais como oficinas de criação de cisternas para captação de água da chuva e rodas de conversas sobre permacultura e paralelamente coletam amostras brutas do rio para que a análise da água seja feita de forma independente Também desenvolvem atividades culturais como a cinekombi em praças públicas trazendo filmes e documentários sobre a situação das Minas A Expedição Rio Doce Vivo iniciou a viagem com recursos próprios e sem esperar que o dinheiro arrecadado em uma plataforma de financiamento coletivo atingisse a meta proposta No entanto contam com o auxílio para hospedagem nas próprias comunidades em que aportam o trabalho que realizam é de grande valor para a população que abraça todos que queiram oferecer auxílio e trocar conhecimentos que possam transformar a realidade local sem depender do poder público ou de outras instituições Parte da Expedição Rio Doce o grupo GIAIA também se dispõe a analisar a qualidade da água do rio Na terça feira 15 12 o grupo independente de análise de impactos ambientais apresentou o primeiro laudo constando resultados sobre presença de metais pesados em amostras brutas do rio e da água tratada em Governador Valadares Preliminarmente o elemento arsênio foi encontrado em níveis quatro vezes acima do tolerável em um ponto de coleta da água tratada em Governador Valadares Sabemos que a lama de rejeitos precede vários acordos e politicagens que favoreceram o licenciamento e livre acesso das empresas de minério para a exploração compulsória de recursos naturais O financiamento privado de campanhas em vários âmbitos dos poderes legislativo e executivo fazem com que a população esteja receosa em acreditar em laudos oficiais divulgados pelo poder público Judicialmente o histórico de multas ambientais pagas no Brasil segundo

    Original URL path: http://www.patrialatina.com.br/colapso-do-rio-doce-e-a-maior-tragedia-socioambiental-brasileira/ (2015-12-28)
    Open archived version from archive

  • Islândia já condenou 26 banqueiros a prisão pela crise financeira de 2008 - Patria Latina
    e violação dos deveres fiduciários Seis anos é o máximo da pena de prisão prevista na Islândia para os crimes financeiros Mas a Justiça pode aplicar penas mais longas quando se confirmem crimes sistemáticos e repetidos Essa possibilidade está ainda a ser analisada conforme frisa a Iceland Magazine pelo que Hreioar Már Sigurosson e Magnús Guomundsson arriscam penas maiores Destaque ainda para as condenações do ex director do Kaupþing Sigurour Einarsson 5 anos de prisão do ex CEO da divisão interna do Banco Ingólfur Helgason 4 anos e meio de prisão e do director da divisão de empréstimos do Banco Bjarki Diego 2 anos de prisão Foi também condenado a 4 anos e meio de prisão um dos principais accionistas do Banco Ólafur Ólafsson considerado um dos mais poderosos Vikings corporativos dos anos pré 2008 segundo destaca a Iceland Magazine Outro investidor relevante Skúli Þorvaldsson foi condenado a seis meses de prisão No Banco Nacional da Islândia foram condenados o ex CEO Sigurjón Þ Árnason 3 anos e meio de prisão e o ex director do departamento de empréstimos corporativos Elín Sigfúsdóttir 1 ano e meio de prisão Há ainda outros responsáveis do Banco condenados a penas menores E há também outros banqueiros e investidores à espera de sentença Em 2012 já tinha sido condenado a 2 anos de prisão o ex Secretário do Ministro das Finanças da Islândia Baldur Guolaugsson por abuso de informação ZAP Pátria Latina Veja também Austeridade é ARROCHO vendida o aos pobres como remédio cura tudo A defesa do capitalismo liberal A cobiça de Wall Street está destruindo a economia dos EUA FMI altera regras para isolar China e Rússia Comentários Deixe uma resposta Cancelar resposta O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados com Nome Email Site Comentário Current ye

    Original URL path: http://www.patrialatina.com.br/islandia-ja-condenou-26-banqueiros-a-prisao-pela-crise-financeira-de-2008/ (2015-12-28)
    Open archived version from archive

  • A "guerra invisível" da diplomacia russa - Patria Latina
    para a restauração dos sistemas económicos e financeiros garantido a sua autonomia e independência do Ocidente e reconstruindo um exército moderno E por fim a Rússia precisava de aliados Os diplomatas tinham uma missão quase impossível Era necessário sem se desviarem de questões fundamentais consolidar a influência da Rússia nos estados pós soviéticos aliar se com outros governos que resistiam aos EUA fortalecê los se possível tudo isso criando a ilusão em Washington de que a Rússia é fraca e está disposta a concessões estratégicas A ilusão da fraqueza da Rússia Uma prova de que esta tarefa foi realizada com êxito são os mitos que continuam a viver entre alguns analistas ocidentais e na oposição russa pró americana Por exemplo se a Rússia se opõe a qualquer situação de aventureirismo ocidental está a fazer bluff para salvar a cara as elites russas estão totalmente dependentes do Ocidente porque o dinheiro delas está lá a Rússia está a vender os seus aliados No entanto os mitos de foguetões enferrujados que não voam soldados esfomeados que constroem casas de campo para generais e uma economia em farrapos já desapareceram Só os marginais acreditam neles não porque sejam incapazes mas porque têm demasiado medo para reconhecer a realidade Estas ilusões de fraqueza e disposição para recuar que levaram o Ocidente a acreditar que a questão russa estava resolvida e evitaram ataques políticos e económicos a Moscovo deram à liderança russa um tempo precioso para as reformas Naturalmente o tempo nunca é demais e a Rússia teria preferido adiar a confrontação direta com os EUA que começou em 2012 2013 por mais três ou cinco anos ou mesmo evitá la de todo mas a diplomacia ganhou 12 a 15 anos para o país um enorme período de tempo no atual mundo em rápida transformação A diplomacia russa na Ucrânia Para poupar espaço vou dar apenas um exemplo muito claro muito relevante na atual situação política As pessoas continuam a criticar a Rússia por não contra atacar os EUA na Ucrânia de modo suficientemente ativo por não ter criado uma quinta coluna pró Rússia para contrabalançar a pró americana por trabalhar com as elites em vez de com a população etc Vamos avaliar a situação com base nas capacidades reais em vez dos desejos Apesar de todas as referências à população é a elite que determina a política do estado A elite ucraniana em todas as suas ações sempre foi e continua a ser anti russa A diferença é que a elite ideologicamente nacionalista que se está a tornar nazi era abertamente russofóbica enquanto que a elite económica compradora oligárquica era simplesmente pró ocidental mas não levantava problemas às ligações lucrativas com a Rússia Gostava de relembrar que não eram outros senão os representantes do Partido das Regiões supostamente pró russo quem se gabava de não permitirem negócios russos na bacia do Donets Também foram eles que tentaram convencer o mundo de que eram melhores para a integração no Euro do que os nacionalistas O regime de Yanukovich Azarov precipitou a confrontação económica com a Rússia em 2013 exigindo que apesar da assinatura do tratado de associação com a União Europeia a Rússia retivesse e até reforçasse o regime favorável com a Ucrânia Afinal Yanukovich e os seus comparsas do Partido das Regiões embora tivessem poder absoluto 2010 2013 apoiaram os nazis financeira informativa e politicamente Elevaram nos do seu nicho marginal à política dominante a fim de terem um adversário conveniente nas eleições presidenciais em 2015 enquanto suprimiam qualquer atividade informativa pró russa para não falar da política O Partido Comunista Ucraniano embora mantendo a retórica pró russa nunca visou o poder e desempenhou um papel de conveniente oposição leal apoiando indiretamente os oligarcas canalizando a atividade de protesto em espaços seguros para quaisquer poderes inclusive os atuais Nestas condições qualquer tentativa russa de trabalhar com as ONGs ou criar meios de comunicação pró russos seria considerada uma ingerência nos direitos dos oligarcas ucranianos para se apoderarem do país o que provocaria uma maior fuga do oficialato ucraniano para o Ocidente vista por Kiev como um contrabalanço em relação à Rússia Os EUA muito naturalmente veriam isso como uma transição da Rússia para um confronto direto e apoiariam as elites pró ocidentais em todo o espaço pós soviético Nem em 2000 nem em 2004 a Rússia estava preparada para um confronto aberto com os EUA Mesmo quando isso aconteceu em 2013 e não foi por opção de Moscovo a Rússia precisou de quase dois anos para mobilizar os seus recursos a fim de dar uma forte resposta na Síria A elite síria em contraste com a ucraniana desde o início em 2011 2012 rejeitou a opção de comprometimento com o Ocidente Foi por isso que durante 12 anos desde a ação a Ucrânia sem Kuchma que foi a primeira tentativa sem êxito dum golpe pró americano na Ucrânia a diplomacia russa trabalhou em duas tarefas essenciais A primeira foi manter a situação na Ucrânia num equilíbrio instável a segunda convencer a elite ucraniana de que o Ocidente era um perigo para o seu bem estar enquanto a reorientação para a Rússia era a única forma de estabilizar a situação e salvar o país e a posição da própria elite A primeira tarefa foi realizada com êxito Os EUA só em 2013 conseguiram alterar a Ucrânia do modo multidirecional para o modo de ariete anti russo depois de terem gasto imenso tempo e recursos e de terem arranjado um regime com enormes contradições internas incapaz de existir independentemente sem um crescente apoio americano Em vez de usarem os recursos ucranianos os EUA foram forçados a gastar os seus próprios recursos para prolongar a agonia do Estado ucraniano destruído pelo golpe A segunda tarefa não foi realizada devido a razões objetivas independentes dos esforços russos A elite ucraniana revelou se totalmente inadequada incapaz de raciocínio estratégico de avaliação dos riscos e vantagens reais e a viver sob a influência de dois mitos Primeiro o Ocidente ganharia

    Original URL path: http://www.patrialatina.com.br/a-guerra-invisivel-da-diplomacia-russa/ (2015-12-28)
    Open archived version from archive

  • A FÚRIA DOS QUE SAÍRAM DO ARMÁRIO - Patria Latina
    todas relacionadas ao PT a Lula e a Dilma O mais recomendável é sempre fazer ouvidos moucos Mas também essa regra tem suas exceções O episódio de segunda feira foi inevitável Chico estava no meio da rua é pessoa pública reconhecível a milhas marítimas de distância Mais grave é saber que não foi a primeira nem a decima ocasião e também não terá sido a última O país está polarizado como poucas vezes esteve nos últimos 50 ou 60 anos O grau de agressividade de furiosa intransigência dessa direita recém saída de um imenso armário certamente embutido é o que mais chama a atenção E preocupa Muito Dizer na cara de alguém Você é um merda pode ter consequências sérias Chico sabia e sabe que qualquer reação à altura não faria outra coisa que atiçar ainda mais a fúria dessa direita desembestada fartamente alimentada pela grande imprensa Até nisso a direita recém assumida em sua verdadeira essência é covarde Até quando O país se acostumou às tristes cenas de violência entre torcidas organizadas no futebol Elas pelo menos têm a decência de se uniformizar ou seja é fácil identificar o adversário à distância Essa direita troglodita não Ataca à traição E sabe que figuras públicas como as que foram atacadas à sorrelfa não costumam reagir para não alimentar a sede mesquinha dos escrevedores de intrigas Há poucos registros que eu me lembre de alguém que tenha saído do armário com tanta sede de ação Cuidado com eles tantas ganas reprimidas quando subitamente liberadas desconhecem limites Eric Nepomuceno é jornalista e escritor estava com Chico no episódio relatado Créditos da foto Reprodução Pátria Latina Veja também DESEJO UM NATAL DE DÚVIDAS E UM ANO NOVO DE CRISES ATE QUANDO VAMOS ATURAR GILMAR MENDES O COLAPSO DA ORDEM FINANCEIRA GLOBAL COMEÇA DIA

    Original URL path: http://www.patrialatina.com.br/a-furia-dos-que-sairam-do-armario/ (2015-12-28)
    Open archived version from archive

  • Dilma afirma ter coragem para enfrentar quem quer atropelar democracia - Patria Latina
    eu posso garantir a vocês o país não vai parar Nós vamos continuar criando emprego assegurando renda e vamos lutar todos os dias para vencer esta crise Eu conto com vocês O destemor de vocês diante da luta diária é o destemor que nós unidos juntos iremos superar e vencer a crise completou Mais cedo em Salvador a presidenta afirmou O impeachment em si não é golpe está previsto na nossa Constituição Vira golpe quando não há nenhum fundamento legal para qualquer projeto de impeachment Não há fundamento legal porque no meu passado e presente não há acusação fundada contra mim Dilma participou da entrega da Estação Pirajá e do trecho Bom Juá Pirajá do Sistema Metroviário Segundo a presidenta a Constituição Federal é clara ao prever o impeachment em caso de crime de responsabilidade do chefe de Estado o que não se aplica a ela Não há fundamento legal porque eu tenho uma vida ilibada No meu passado e no meu presente não há nenhuma acusação fundada contra mim rebateu Sem citar nomes a presidenta Dilma mandou um recado direto à oposição derrotada nas urnas Não gostar do presidente querer encurtar o tempo para chegar a ser presidente e perder eleições sistematicamente não são alegações previstas na Constituição Para ela os defensores do impeachment trabalham com a tese do quanto pior melhor É pior para o povo brasileiro e melhor para uns poucos O que nós temos de garantir é que o Brasil volte a crescer a gerar empregos e isso nós somos capazes de fazer Dilma pede ainda para que as pessoas envolvidas no processo de impeachment coloquem os interesses do Brasil acima de interesses partidários Isso significa que temos que fazer grande esforço para que o que queremos individualmente não atrapalhe o que quer o país completou a presidenta que discursou para centenas de pessoas Em meio ao público houve também quem criticasse o seu governo e em mais uma demonstração de compromisso com o país Dilma destacou a importância do respeito à democracia Nós somos democratas nós convivemos com a diferença Deixe as manifestações continuarem porque isso é intrínseco à democracia Nós lutamos muito para que tivéssemos o direito de manifestar quando quiséssemos declarou Sobre a obra a presidenta enfatizou que mesmo num momento de dificuldades imediatas nós não vamos parar e o seu governo vai continuar investindo naquilo que faz diferença na vida das pessoas E se tem uma coisa que faz diferença é o transporte urbano O metrô e a integração com todo o sistema de transporte urbano Porque isso significa ganhar tempo afirmou Eu acredito que é muito importante que a gente tenha consciência que num momento difícil apesar dele vamos fazer as mudanças necessárias para o país voltar a crescer concluiu Dilma Do Portal Vermelho com informações de agências Pátria Latina Veja também Tucano Beto Richa demite 30 mil professores às vésperas do Natal R 15 206 43 Sem trabalhar há 16 anos mulher do tucano Marconi Perillo ganha aposentador A história

    Original URL path: http://www.patrialatina.com.br/dilma-afirma-ter-coragem-para-enfrentar-quem-quer-atropelar-democracia/ (2015-12-28)
    Open archived version from archive