archive-br.com » BR » P » PATRIALATINA.COM.BR

Total: 262

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • FARC-EP denuncia postura do Governo de desacelerar processo de paz - Patria Latina
    temas criticou Jiménez A uma escassa semana de cumprir se dois meses do ato solene no qual se anunciou o feliz acordo continua sendo impossível seu fechamento definitivo E não porque as FARC EP tenhamos desconhecido uma só letra do aprovado acrescentou o chefe insurgente Hoje preocupa nos que do lado do governo prospere um verdadeiro propósito de reduzir de complicar o progresso nos acordos O lento ritmo imposto na Mesa e nas Subcomissões dá muito o que pensar afirmou Jiménez Ante tal contexto o dirigente guerrilheiro reafirmou que a Mesa de Diálogos é e deve continuar sendo o espaço ideal para discutir e chegar a acordos pois nenhuma das partes tem o direito a concebê la como um mecanismo para submeter a outra ressaltou Chegamos até aqui porque em meio a todas as dificuldades se fortaleceu a confiança Não deveríamos afetá la de nenhum modo assegurou Não queremos que se diga que as FARC EP está anunciando faltar com a palavra pactuada Pelo contrário ao se apresentar os atuais obstáculos esperamos do governo nacional uma atitude positiva que nos permita concluir o quanto antes este longo conflito disse Jiménez Presidente Santos com vontade todo acordo é possível A nossa existe e é firme então que o façamos enfatizou Jiménez Pátria Latina Veja também Colômbia regulamenta uso medicinal de maconha FARC EP e governo colombiano assinarão acordo sobre Vítimas Em meio ao diálogo de paz indígenas da Colômbia têm direitos violados Presos políticos em mais de 10 penitenciárias colombianas entram em greve de fome Comentários Deixe uma resposta Cancelar resposta O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados com Nome Email Site Comentário Current ye r Leave this field empty TV Pátria Latina Putin explica como os Estados Unidos criaram o ISIS Últimas Notícias O crime

    Original URL path: http://www.patrialatina.com.br/farc-ep-denuncia-postura-do-governo-de-desacelerar-processo-de-paz/ (2015-12-28)
    Open archived version from archive

  • Presos políticos em mais de 10 penitenciárias colombianas entram em greve de fome - Patria Latina
    de Valledupar conhecida como Tramacúa os reclusos declaram que os prisioneiros de guerra na Colômbia existem e são lutadores do povo Em nota o Partido Comunista Colombiano diz que o tratamento do Estado dado aos presos políticos é uma prova palpável da degradação da classe dominante que frente ao inimigo vencido perde os valores princípios e crenças que dizem professar Segundo informações do Comitê de Solidariedade com os Presos Políticos há denúncias de que funcionários do Inpec Instituto Nacional Penitenciário e Carcerário estariam intimidando os presos com ameaças de transferência para celas de isolamento A greve de fome ocorre ao mesmo tempo em que uma missão internacional da Organização Mundial contra a Tortura OMCT visitou de 09 a 13 de novembro vários centros carcerários do país com o objetivo de avaliar a implementação das recomendações feitas pelo Comitê contra a Tortura das Nações Unidas CAT em maio deste ano Como conclusões a OMCT manifesta a necessidade da criação de uma política carcerária que proteja os direitos humanos dos presos e combate a superlotação nas prisões colombianas Leia também 1 5 mil presos políticos em greve de fome exigem diálogo com o governo Diálogos de paz na Colômbia o que vai acontecer com os presos doentes das Farc Os prisioneiros políticos do centro carcerário Eron Picota de Bogotá instam as organizações políticas e sociais entre elas o governo federal a Conferência Episcopal da Colômbia e o Observatório pela Paz a visitarem as penitenciárias do país e a estabelecerem um diálogo cordial e propositivo com os porta vozes do movimento Cristina Fontenele Repórter E mail cristina adital com br crisfonte hotmail com Pátria Latina Veja também Colômbia regulamenta uso medicinal de maconha FARC EP e governo colombiano assinarão acordo sobre Vítimas Em meio ao diálogo de paz indígenas da Colômbia têm direitos

    Original URL path: http://www.patrialatina.com.br/presos-politicos-em-mais-de-10-penitenciarias-colombianas-entram-em-greve-de-fome/ (2015-12-28)
    Open archived version from archive

  • O fator memória é fundamental para as próximas eleições no Peru - Patria Latina
    se repetiu nas últimas eleições que em alguns casos foi combatida com o aparecimento de um outsider candidato alheio ao sistema político mas nunca por uma parte significativa do eleitorado que decida por um voto nulo ou em branco efetivo Como pode se explicar esta contradição Não me parece raro que o povo vote por um mal menor As eleições terminam implicando em uma espécie de negociação coletiva sobre qual tipo de rumo querem que o país tome O problema é se o mal menor é tomado como um sentimento de muita distância ou é simplesmente um mal menor em comparação a alguém que pode ter parecido um melhor presidente Por que nas últimas eleições a diferença de percentagem de votos entre a primeira e a segunda posição foi mínima A que se deve que não encontremos resultados avassaladores como o de Alan García em 1985 Bom o comum é que as diferenças sejam pequenas de 4 ou 5 o que é um bocado em política Mais raro é encontrar um candidato que ganhe por um percentual muito maior Para mim não parece que isso seja um problema na política O problema é a pouca legitimidade que o sistema tem porque todos assumem que os candidatos que chegam ao poder não vão cumprir com o que prometem Então aí sim existe uma coisa grave As eleições primárias abertas realizadas pela Frente Ampla refletiram uma iniciativa positiva em um setor de esquerda Qual foi o impacto dessas eleições no cenário político A esquerda está gerando uma conscientização social que responda a maneiras mais integradoras e democráticas de fazer política Não acredito que tenham ganhado tanto nessas eleições primárias Sei que participou muitíssima gente 20 000 pessoas Pode ser que tenham educado um coletivo humano me parece positivo mas tampouco creio que isso vai se refletir em uma maior quantidade de votos pelo menos em um futuro próximo Muitas vezes na política o futuro distante está demasiado longe que nunca chega O importante também é no médio prazo alcançar alguns comprometidos Pode se dizer que a fragmentação da esquerda foi um problema para chegar ao poder mas não para exercer influência na contenda política A esquerda tem alguma possibilidade de êxito nas eleições de 2016 Primeiro creio que existem varias esquerdas como existem várias direitas Há uma esquerda mais vinculada às províncias mais vinculada à questão antimineração aos movimentos sociais Existem outras esquerdas mais urbanas mais abertas ao capital Então creio que há diferentes esquerdas como há diferentes direitas e centros Além disso acredito que essas diferenças entre esquerda e direita sejam tão fortes como foram há 30 anos atrás Que irão bem nas eleições de 2016 momentaneamente duvido mas também é verdade que em um processo eleitoral em que o percentual altíssimo da sociedade não está contente muitas coisas podem ocorrer Poderia considerar esse mesmo problema para a direita que atualmente se encontra dispersa Ao contrário da esquerda que em suas múltiplas divisões tem um representante na direita não encontramos uma

    Original URL path: http://www.patrialatina.com.br/o-fator-memoria-e-fundamental-para-as-proximas-eleicoes-no-peru/ (2015-12-28)
    Open archived version from archive

  • Mortes e violações em protestos contra o maior projeto minerador do Peru - Patria Latina
    exigências e com prazo de aprovação de apenas 15 dias úteis explica o informe Consideramos que o procedimento de aprovação do ITS foi inadequadamente aplicado ao caso Isto ocorre quando se tratam de componentes auxiliares ampliações de projetos e inovações tecnológicas que não têm impacto significativo adverte o informe De que se trata o projeto Las Bambas O investimento pode chegar a 10 bilhões de dólares É o maior projeto minerador em execução no Peru Estima se uma produção anual de 880 mil toneladas de cobre O enfrentamento em 28 de setembro de 2015 deixou um saldo de três mortos e pelo menos 23 feridos O governo chegou a impor um Estado de Emergência na região Acusações X propostas os anseios da população Acusações Segundo o informe as resoluções de aprovação dos segundo e terceiro ITS não estão disponíveis no site da Internet do Minem Ministério de Energia e Minas É necessário que o Estado atue com mais transparência para gerar um clima de maior confiança defende o informe Não foi incluído um mecanismo de participação cidadã e quando sim pouco eficiente Com a grande envergadura do projeto os impactos gerados deveriam ser objeto de mais estudos Por exemplo a contaminação das fontes de água observada na etapa de construção do projeto Presença falha do Estado Na maioria dos conflitos ocorridos no caso Las Bambas o Estado atuou de maneira reativa e tardia quando já havia uma escalada do conflito e os atores sociais haviam adotado medidas de força adverte o informe O que propõe Fortalecimento da institucionalidade democrática e de diálogo Que se informe de maneira adequada e tempestiva à população local as alterações no projeto Que se esclareçam os impactos que a região sofrerá a partir da não construção do mineroduto uma das mudanças no projeto 125 caminhões por dia em viagens de ida e volta A realização de novos estudos para identificar a causa da atual contaminação presente na área do empreendimento Investigar as circunstâncias que geraram a morte de três pessoas assim como garantir suporte às famílias afetadas Investigar a retenção e as agressões físicas sofridas por cidadãos que foram conduzidos às instalações da empresa As alterações contratuais que buscam facilitar os investimentos na mina estão permitindo que se façam mudanças importantes no projeto com exigências mínimas Exige se que o Estado revise as normas e as práticas a fim de garantir um padrão que realmente proteja o meio ambiente e o direito das populações Paulo Emanuel Lopes Colabora com ADITAL Email emanuel adital com br uellopes gmail com Pátria Latina Veja também Peru Acordo Transpacífico impactará no preço dos medicamentos O fator memória é fundamental para as próximas eleições no Peru Comentários Deixe uma resposta Cancelar resposta O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados com Nome Email Site Comentário Current ye r Leave this field empty TV Pátria Latina Putin explica como os Estados Unidos criaram o ISIS Últimas Notícias O crime de racismo na TAM Parlamento ucraniano aprova orçamento

    Original URL path: http://www.patrialatina.com.br/mortes-e-violacoes-em-protestos-contra-o-maior-projeto-minerador-do-peru/ (2015-12-28)
    Open archived version from archive

  • 2015: Ano de emendas constitucionais no Equador - Patria Latina
    em muitos casos violentas prosseguiram inclusive depois da sugestão do próprio mandatário a bancada da Alianza PAIS combinou incluir uma disposição transitória que impedirá as autoridades já reeleitas a aspirarem a um novo mandato nas eleições de fevereiro de 2017 pois a modificação só entrará em vigor a partir de maio desse ano Com essa petição Correa se autoexcluiu de procurar um terceiro período de governo consecutivo e desarmou os argumentos de seus detratores que o acusavam de querer eternizar se no cargo Segundo o líder equatoriano que desde sua chegada ao poder impulsiona a chamada Revolução Cidadã os protestos de 3 de dezembro passado demonstraram que as emendas foram só um pretexto para a oposição cujo objetivo real disse é fazer o Equador retroceder ao sistema de governo neoliberal imperante até 2006 Queriam nos fazer voltar ao velho país dominar pela usurpação da representação popular imobilizar nos impedir nos de governar afirmou Correa depois de asseverar que é o povo quem vai mandar na nação sul americana não mestiços disfarçados de indígenas dirigentes trabalhistas do século XIX banqueiros populistas e sem talento jornalistas desonestos Além de possibilitar a postulação indefinida para as autoridades de eleição popular a comunicação foi declarada um serviço público e se permite que as Forças Armadas cuja função primordial é defender a soberania e integridade nacionais apoiem a Polícia na segurança integral do Estado Algumas organizações sindicais e sociais que lideraram os protestos contra o governo entre elas a Frente Unitária de Trabalhadores e a Confederação de Nacionalidades Indígenas do Equador recusam em particular a emenda que modifica o Código de Trabalho e a lei de Serviço Público Com a mudança aprovada a Carta Magna agora estipula que sob este regime os servidores públicos terão direito à organização em defesa de seus direitos e da melhoria na prestação de serviços públicos à greve em conformidade com a Constituição e a lei Em virtude de que o Estado e a administração pública têm a obrigação de velar pelo interesse geral só terá contratação coletiva para o setor privado e se elimina o artigo que obrigava os empregados públicos a serem regidos pelo Código do Trabalho Como explicou nos debates anteriores a presidenta da Assembleia Nacional Gabriela Rivadeneira agora todas e todos os servidores públicos do setor público terão os mesmos direitos trabalhistas que os privados De seu lado o legislador oficialista Fausto Cayambe assegurou que todos os direitos adquiridos pelos trabalhadores se mantêm com as novas mudanças constitucionais O restante das modificações na Carta Magna incluem a redução para 30 anos a idade mínima para que os equatorianos possam aspirar à Presidência do país e a outorga de novas atribuições e concorrências à Controladoria Geral do Estado e aos governos autônomos descentralizados Enfim Correa adiantou que Alianza PAIS prepara um novo pacote de emendas cujo conteúdo não adiantou mas que se antecipa desde já como um novo elemento de conflito com a oposição em 2016 ano pré eleitoral no país Correspondente da Prensa Latina no Equador

    Original URL path: http://www.patrialatina.com.br/2015-ano-de-emendas-constitucionais-no-equador/ (2015-12-28)
    Open archived version from archive

  • Correa defende legitimidade de emendas constitucionais no Equador - Patria Latina
    desta transitória O chefe de Estado denunciou as mentiras a falta de argumentos e a violência com que os grupos opositores manifestaram a rejeição às emendas com atos que ocasionaram 13 policiais feridos A luta não era contra as emendas advertiu querem voltar ao velho país mas aqui vai mandar a imensa maioria que expressou sua vontade nas urnas Buscam nos imobilizar nos impedir de governar e aqui só vai governar o povo equatoriano a Revolução Cidadã sublinhou em referência ao projeto político que pôs em marcha desde sua chegada à presidência em janeiro de 2007 O pacote de emendas constitucionais inclui modificações no setor trabalhista público em função de eliminar a distinção entre operários e servidores públicos considerada por Correa como um anacronismo e portanto se busca equiparar os direitos de todos os trabalhadores e igualar garantias O governo também pretende fortalecer os setores de saúde e educação declarar a comunicação como um serviço público e fomentar a inclusão dos jovens na vida política do país ao reduzir a 30 anos a idade para poder apresentar uma candidatura à Presidência e à Vice presidência da nação A Constituição dos Estados Unidos tem 7 artigos e fizeram 27 emendas nenhuma por consulta popular com a aprovação de dois terços do Senado e a ninguém ocorre a ideia de que isto foi antidemocrático nem de que têm mudado a Constituição comentou Correa De acordo com o chefe de Estado nos próximos dias Aliança PAIS enviará um novo pacote de emendas constitucionais ao Parlamento para sua correspondente análise Pátria Latina Veja também Equador reconhece a identidade de gênero no documento de identificação 2015 Ano de emendas constitucionais no Equador Comentários Deixe uma resposta Cancelar resposta O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados com Nome Email Site Comentário

    Original URL path: http://www.patrialatina.com.br/correa-defende-legitimidade-de-emendas-constitucionais-no-equador/ (2015-12-28)
    Open archived version from archive

  • Venezuela: Após direita vencer eleições, produtos escondidos aparecem nos supermercados - Patria Latina
    Mas como num passe de mágica quando a direita vence rapidamente os produtos aparecem Uma das empresas denunciadas por estocar produtos e não disponibilizá los para a população é a Heinz empresa alimentícia famosa por produzir ketchup Ela anunciou neste domingo 13 que retomaria a produção após meses de inatividade No começo de dezembro o presidente venezuelano Nicolás Maduro ordenou a inspeção da empresa após os trabalhadores de uma das fábricas da Heinz informarem que o estabelecimento estava operando normalmente mas os donos se negavam a permitir a produção das mercadorias Segundo a Telesur no sábado 12 o sindicato de trabalhadores da Heinz informou que após vários meses de tentativas em vão para alcançar um contrato coletivo com a empresa finalmente na quarta feira 09 eles conseguiram um acordo e começarão a trabalhar Apenas três dias depois da vitória da oposição a fábrica aceitou entrar em um acordo com os funcionários para voltar à produção o que significa reforçado com as informações anteriores que o problema não é a escassez de produtos mas sim uma má vontade das grandes empresas em produzir e distribuir as mercadorias colocando a culpa no governo pela crise de abastecimento de produtos Um dado importante é que a Heinz é uma empresa estadunidense e sua proprietária é Teresa Heinz Kerry esposa do secretário de Estado dos Estados Unidos John Kerry O governo dos EUA desde a chegada de Hugo Chávez à presidência da Venezuela vem organizando ações desestabilizadoras e golpistas contra este país financiando a oposição e impondo restrições à sua economia ao mesmo tempo em que culpa o governo venezuelano por tudo o que há de errado no país Leia também Após vitória da direita burguesia venezuelana exige o fim das leis populares Governo venezuelano decretará estabilidade laboral de três anos A Heinz não é a primeira empresa comandada por inimigos do governo e do povo venezuelanos a estocar produtos como parte da guerra econômica Em janeiro mais de mil toneladas de alimentos foram encontradas estocadas em um galpão da empresa de distribuição Herrera S A que detém o monopólio na distribuição de produtos básicos de marcas como a Kellog s ou a Nestlé na Venezuela Essa empresa tem como um de seus acionistas a companhia Diamante Trading Investments LTD representada por Peggy Carolina Ordaz Quijada membro do partido Vontade Popular Este partido faz parte da MUD Mesa de Unidad Democrática coligação que venceu as eleições recentes A principal figura do Vontade Popular é Leopoldo López que foi preso responsável pela geração dos protestos de 2014 que causaram mais de 40 mortes e incendiaram prédios públicos exigindo a queda de Nicolás Maduro da presidência do país Pátria Latina Veja também Venezuela Muito mais do que guerra econômica O grande vencedor das eleições legislativas na Venezuela é Barack Obama Maduro Nossa Pátria não irá entregar a revolução em circunstância alguma 82 Oposição venezuelana controla 107 cadeiras da Assembleia Nacional Comentários Uma opinião sobre Venezuela Após direita vencer eleições produtos escondidos aparecem nos supermercados valter disse

    Original URL path: http://www.patrialatina.com.br/venezuela-apos-direita-vencer-eleicoes-produtos-escondidos-aparecem-nos-supermercados/ (2015-12-28)
    Open archived version from archive

  • O grande vencedor das eleições legislativas na Venezuela é Barack Obama - Patria Latina
    Vladimir Putin presidente e Serguei Lavrov ministro da Relações Exteriores A política de Obama da ala que ele representa que é integrada também por políticos do Partido Republicano passa pela desescalação das tensões nas principais regiões no mundo para estabilizar o Oriente Médio Desta maneira as tensões na Ucrânia foram desescaladas nas repúblicas de Donetsk e de Lugansk pela primeira vez desde o início dos conflitos No Mar do Sul da China a agressividade do Pentágono que direcionou para essa região nada menos que a metade do orçamento foi relaxada Na América Latina foram acelerados os acordos com Cuba e com as FARC EP na Colômbia A direita equatoriana foi contida pelo próprio Papa em julho Capriles encabeçou a contenção da direita Venezuela e o triunfo eleitoral Apesar de tratar se de uma política de crise e muito precária é a política que está colocada para este momento No Oriente Médio o foco da crise a Administração Obama se aliou com inimigos tradicionais para estabilizar a região a Rússia o Irã e seus amigos a poderosa milícia libanesa Hizbollah e as milícias xiitas os chineses e os curdos Essa política gerou um aumento das tensões com os aliados tradicionais sauditas sionistas israelenses Turquia Catar Emirados Árabes Mas apesar das contradições é essa e não a política abertamente golpista a que está em pauta neste momento Os vencedores afiliados os perdedores e o ajuste Os vencedores afiliados da Administração Obama nas eleições legislativas na Venezuela foram a direita agrupada na MUD Mesa da Unidade Democrática uma parte do chavismo principalmente uma parte dos governadores conforme o próprio Capriles declarou e os grandes empresários locais Os grandes perdedores foram em primeiro lugar o povo venezuelano para quem sobrará o ajuste e a ala do PSUV Partido Socialista Unido da Venezuela ligada em alguma medida às lutas sociais O ajuste contra a população somente poderá ser aplicado pela Assembleia Nacional com o apoio de setores do chavismo que terão como missão controlar as massas que estão muito radicalizadas como já é possível sentir nas ruas A situação da economia venezuelana é falimentar Escapou do controle do governo chavista por causa dos preços do petróleo terem despencado de US 110 para US 37 Não há mágica A guerra econômica aprofundou o problema mas por esse motivo ela não conseguiu ser contida como o tinha sido até o ano passado O orçamento público está implodido O estado de espírito da população é hiper explosivo A direita não apresentou o programa que irá aplicar até hoje além de medidas secundárias como libertar os presos políticos da direita eliminar as gigantescas filas para comprar alimentos da cesta básica etc mas sem dizer o como irá fazer isso Vazou uma conversa entre um grande empresário o dono da Polar e um deputado da MUD A saída seria um empréstimo do FMI por US 50 bilhões que obviamente virá carregado de condições truculentas contra a população Na mira do Ajuste estão em primeiro lugar as Misiones que consomem 42

    Original URL path: http://www.patrialatina.com.br/o-grande-vencedor-das-eleicoes-legislativas-na-venezuela-e-barack-obama/ (2015-12-28)
    Open archived version from archive