archive-br.com » BR » R » REVISTAGOOUTSIDE.COM.BR

Total: 854

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • Go Outside.com.br - Revista Go Outside : A maior revista de esportes ao ar livre e comportamento ativo do planeta.
    12 69 O nerd do mato Utilize a tecnologia a favor da sua aventura Continuar lendo AVENTURA EQUIPAMENTO GPS HIGH TECH TECNOLOGIA 31 12 69 Equipamentos Celular esperto Um apanhado de milhares de aplicativos para auxiliar no treinamento viagens e navegação Continuar lendo APLICATIVO AVENTURA HIGH TECH SMARTPHONE TECNOLOGIA Publicidade Vídeos Surf na água fria Uma session geladaça em uma das regiões mais ao norte do planeta Publicidade Fotos Existe

    Original URL path: http://revistagooutside.com.br/tag.php?tag=HIGH%20TECH (2015-10-13)
    Open archived version from archive


  • Go Outside.com.br - Revista Go Outside : A maior revista de esportes ao ar livre e comportamento ativo do planeta.
    estilo buscando experiências anteriores Tenho muito de quando comecei minhas primeiras manobras no skate aos 9 anos lembra Formiga Esse salto no desenvolvimento dos equipamentos também possibilita a recriação e aperfeiçoamento de modalidades que pareciam não mais existir como as pranchas fish É mais uma alternativa para quem quer começar a surfar Ela é tão eficiente para os iniciantes como os longboards diz Pipo O leque de opções seja para os profissionais se desafiarem em ondas gigantes com suas superpranchas de surf ou kitesurf seja para o iniciante que quer ter o gostinho de se sentir sublime em cima de uma prancha no mar na neve na areia ou no asfalto aumenta cada vez mais O lance é não ter vergonha de começar de aprender Parece que o ser humano quando chega a certa idade não quer mais pagar mico e deixa de fazer várias coisas Eu paguei mico e agora estou sempre me divertindo afirma Simonsen Sem ter vergonha de cair levantar e cair de novo logo mais você estará experimentando uma nova sensação Depois de algumas sessions você voltará pra casa com novas lembranças e manobras para comemorar só que agora de um novo esporte NA ALMA Pai de todos os esportes de prancha o surf é o caminho mais fácil para quem quer se tornar um boardrider PASSADO Há registros de que o esporte tenha surgido cinco mil anos atrás na região onde hoje é o Peru quando os Incas projetaram jangadas para na volta da pescaria aproveitarem as ondas para ganhar velocidade em vez de serem surpreendidos por elas e perderem toda a carga Porém não se pode concluir que os incas tinham o intuito de surfar O que se pode afirmar é que o povo da Polinésia acostumado a realizar grandes travessias aprendeu a aproveitar a energia das ondas nessas jornadas e levou o costume do surf ao Havaí Foi lá que ele se desenvolveu tornando se parte da cultura religião e arte do arquipélago O primeiro registro oficial de um homem surfando é de uma expedição da marinha real britânica do fim do século 18 em documento de autoria do capitão James Cook que relatou suas impressões sobre os nativos que deslizavam nas ondas da baía de Waimea SURF NO CÉU Formiga foi um dos precursores do skysurf no Brasil Foto Divulgação PRESENTE Graças à tecnologia que desenvolveu pranchas mais resistentes e criou máquinas ágeis o suficiente para arrastar um surfista até uma onda impossível de ser pega no braço o homem passou a desafiar ondas que chegam a 70 pés 21 metros ou um prédio de sete andares É o TOW IN em que por meio de um jet ski o surfista é estilingado numa onda gigante com uma pranchinha que chega a pesar 10 quilos reforçada com chumbo para não ficar batendo na água e atrapalhar o equilíbrio E quando o mar não está pra ondas Para não ficar fora de forma os havaianos criaram um modelo maior de prancha em largura e comprimento ficaram nela em pé e saíram remando Nascia o STAND UP PADDLE Remo em Pé que foi resgatado há pouco tempo por Laird Hamilton Hoje os surfistas já se desafiam em competições dessa modalidade No início do ano a dupla de surfistas brasileiras Maria Hamilton ex mulher de Laird e Andréa Boler chegou em terceiro lugar na Travessia de Molokai uma tradicional competição feita até então somente de canoa havaiana Com o surf vieram outros esportes com o intuito de simular seus movimentos e sensação em momentos que não havia ondas diz Flávio Ascânio FUTURO Outra inovação que a tecnologia e a criatividade do big rider Laird Hamilton criador do brinquedo trouxe para os surfistas é o FOILBOARD uma prancha com botas fixas e uma quilha hidrofólio que chega a medir 1 5 metro O sistema parecido com uma asa de avião sustenta e direciona a prancha dando lhe ao mesmo tempo velocidade e facilidade de manobra O surfista chega a flutuar com toda a prancha sem encostar se à água É como flutuar num tapete mágico pois não há o atrito da prancha com a água diz Vitor Marçal adepto da modalidade no Havaí Ao contrário das pranchas de surf convencionais o foilboard necessita do apoio de um jet ski Se você acha que esta é uma desvantagem em relação às pranchas de surf normais saiba que com uma foilboard é possível atacar as ondas ainda em formação sem ter que esperar que elas cheguem à praia Aliás este foi um dos motivos que levou Hamilton a construir esta prancha como o foilboard não necessita da rebentação da onda para fazer as suas manobras ele acredita que poderá surfar ondas oceânicas com mais de 30 metros de altura O stand up paddle é um dos esportes mais completos já que fortalece toda a musculatura O kitesurf também ajuda no fortalecimento pois nele somos puxados a todo instante Já o foilsurf melhora o equilíbrio Haroldo Ambrósio big rider ONDA GIGANTE Formiga se desafia no tow in Foto Zep SOPRO DE CRIATIVIDADE A idéia de instalar um mastro com vela numa prancha de surf se materializou na mão dos surfistas como não podia deixar de ser PASSADO Quando o windsurf chegou ao Brasil no fim da década de 1970 a vida de uma família de velejadores se transformou Dudu Mazocatto 35 anos foi colocado em cima de uma prancha de windsurf pelo seu tio aos 8 anos e nunca mais largou o esporte Ele levantou a vela pra mim e eu segui sozinho sentindo o vento no rosto lembra Dudu que após se formar em engenharia naval se mudou para Maui no Havaí onde morou por seis anos Junto à lenda viva do esporte Robby Naish o brasileiro desenvolveu equipamentos de kitesurf e hoje é representante da Naish no Brasil O windsurf é minha religião diz O windsurf une os fundamentos do surf e da vela E não foi à toa que foram velejadores que começaram a desenvolver o conceito de free sail ainda na década de 1950 Somente 20 anos mais tarde a proposta de instalar um mastro com vela numa prancha de surf tomou forma na mão dos surfistas PRESENTE No início as manobras eram baseadas no surf Depois o esporte ganhou versatilidade já que possui um meio de propulsão que aumenta as possibilidades de manobras e propicia uma melhor entrada em outras modalidades Há pranchas e velas desenhadas especialmente para cada modalidade Na Race pranchas e velas potentes buscam velocidade que aliás é um dos tempero que fascina principalmente em regatas onde a vela atinge cerca de 70 km h no Speedy sub modalidade da Race em que o velejo é feito em linha reta e o que importa é o velocímetro o wind chega a 90 km h O Wave e o Freestyle representam o segmento mais radical do Wind com manobras baseadas em outros esportes como wakeboard snowboard e skate BÃ BÃ BÃ Kauli Seadi é o melhor do mundo no wind Foto Divulgação FUTURO Não tão veloz como na água a vela de wind ganhou a neve o asfalto e a areia Dos três o snowboard é o mais rápido por razões físicas quando uma vela é acoplada à prancha Outra possibilidade é o windski em que uma pequena prancha é instalada num esqui O velejo é mais tradicional e feito em grandes áreas planas Na falta de neve e mar foi só colocar duas alças encaixar uma vela menor num skate e deslizar pelo asfalto O windskate não precisa de tanto vento como o seu progenitor e por isso tornou se boa alternativa pra quem mora longe do mar Outra vertente do windsurf saiu da água e ganhou a areia com o carveboard skate com rodas grandes O grande barato é se você estiver numa praia que tenha areia dura pois dá para reproduzir com mais precisão os movimentos do windsurf Quem faz wind vê o kite e fala Também quero Todos do wind fazem kite nem sei dizer quem não faz Dudu Mazocatto windsurfer NA CRISTA DA ONDA Nos últimos anos os praticantes desse esporte vêm roubando a atenção da galera da praia São os kitesurfistas que misturam manobras do surf windsurf e wakeboard PASSADO O kitesurf tem esse nome porque seu fundamento é voar sobre a água puxado por uma pipa kite em inglês Os pioneiros do kite como é mais chamado foram os irmãos Legaignoux Em 1984 os dois franceses que eram surfistas e windsurfistas desenvolveram os primeiros protótipos dos equipamentos e em seguida produziram os kites para venda Mas o momento mágico do esporte foi quando windsurfistas começaram a usar o kite para diversão Robby Naish ícone do wind gostou tanto que se tornou não só seu maior divulgador como um dos grandes fabricantes de kite As origens do kite remetem aos princípios do wake Começou com a prancha do wakeboard e com a vela do parapente que depois foi adaptada para um tamanho menor até chegar à pipa As botas deram lugar a alças e a prancha ganhou características próprias Atualmente já tem kitesurfistas encarando os obstáculos do próprio wake sliders e kickers em lagos e represas PRESENTE O kitesurf é considerado o esporte de prancha do momento As pessoas estão descobrindo Depois de experimentar percebem que é uma mistura de todos os esportes afirma Guilly Brandão tricampeão brasileiro de kitesurf Surfistas têm mais facilidade com o kitesurf nas ondas waveriding pois deslizar na prancha é como surfar O kitesurf nas ondas já desafia até seus limites em ondas gigantes big riders costumam treinar kite para enfrentá las O kite ajuda muito para fazer tow in por causa da força e da velocidade que ele exige É o esporte que você mais aprende a pilotar a prancha em alta velocidade usando todas as partes dela conta Formiga O big rider taitiano Malik Jouyex morto em Pipeline no Havaí no fim do ano passado foi o primeiro ser humano a entrar numa onda gigante puxado por um kite REPARA NA PRANCHA Velejo de kite para curtir o drop nas ondas Foto Alexandre Cappi FUTURO A novidade é o kitefoil O que teve origem no wake e se adaptou ao surf agora fez a volta e retornou para o kite É uma inovação Veio da curiosidade de colocar dois esportes e dois equipamentos diferentes e fazer funcionar O Rush Randle especialista em foilsurfing começou e logo após me aventurei nessa A diferença é que você pode fazer kite com muito menos vento e com uma pipa menor pois o foil não tem resistência na água a quilha levanta e corta a água o tempo todo Mas é preciso muita experiência para fazer o kitefoil diz Vitor Maçal A neve também está se tornando a praia do kite A onda agora é deslizar nas montanhas de kitesnow e já tem até Copa do Mundo O kite e o foil ajudam muito no tow in pois os pés ficam presos na prancha e ganha se muita velocidade Jorge Pacelli big rider PONTE AÉREA O surf deu o pontapé inicial para a criação do wake que hoje se desafia em rampas e corrimões PASSADO Em 1986 uma turma de cientistas pregou duas alças numa pranchinha de surf para aproveitar as águas de um lago plácido e ser puxado por uma lancha Era o Skuffing precursor do que hoje é o wakeboard Não era rápido não tinha muita emoção e era muito experimental Quase abandonei Alguns anos depois finalmente surgiu uma prancha de wake Comprei e continuo até hoje lembra Rogério Rodrigues 40 anos o Lalau empresário que iniciou sua trajetória nos boardsports na década de 70 com o skate freqüentou muito as pistas em Alphaville São Bernardo do Campo e o Wave Park em São Paulo e hoje se aventura também no snowboard PRESENTE Para incrementar a brincadeira o wakeboard se inspirou no snow e no skate e trouxe para a água sliders corrimões e kickers rampas Nos Estados Unidos foram criados os cableparks onde se é puxado por uma espécie de lift a aproximadamente 40 quilômetros por hora seja para fazer manobras ou encarar os obstáculos Há algum tempo os americanos vêm desenvolvendo o wake no mar puxados por jet skis A mania agora é o wakesurf A gente enche o barco de gente na parte de trás para fazer peso Isso gera uma marola de uns 70 centímetros Você é puxado e depois se solta na onda com uma prancha especial de wakesurf que é mais larga e com mais flutuação que o surf diz Lalau Outra opção é o wakeskate que nasceu quando as botas foram tiradas da prancha para criar um novo desafio fazer manobras do skate dentro d água Hoje os fabricantes especializados já têm pranchas e até calçados específicos FUTURO O que tira o sono dos wakeboarders hoje em dia é criar obstáculos mirabolantes Os campeonatos desafiam os atletas a saltar rampas com corrimões e um gap entre elas um espaço de cerca de três metros Outras são em curva passando por cima de barcos ou carros que ficam estacionados fora d água Outro desafio fica por conta de uma manobra o 1800 três voltas completas e seguidas em torno de si Uma empresa americana oferece 1 8 mil dólares para quem a fizer e comprovar numa filmagem O único wakeboarder no mundo a realizar a manobra foi o norte americano Parks Bonyfay em 2000 MANOBRA PERFEITA Marreco o melhor do Brasil vê o mundo girar O wake ajuda bastante no kite Além das manobras serem trazidas dele os dois esportes utilizam o mesmo princípio o atleta é puxado Guilly Brandão tricampeão brasileiro de kitesurf TRINCA ARRETADA Eles são os parentes underground dos esportes de prancha aquáticos mas o skate o sandboard e o snowboard não ficam devendo nada em adrenalina e diversão PASSADO No Brasil o sandboard passou por uma série de transformações até chegar ao que é hoje O que surgiu com surfistas deslizando nas dunas com suas pranchas de surf ganhou modelos menores com alças para segurar os pés até chegar a um protótipo próximo ao do snow com botas e tudo Participei de campeonatos de snow em 1995 e dois anos mais tarde quando o sand entrou no país pude ajudar no desenvolvimento de equipamento e também de manobras conta Flávio Ascânio A relação entre snowboard e sandboard é muito próxima porém não se pode deixar a influência do skate de lado Ainda mais porque é um dos esportes de prancha mais antigos já que foi por volta da década de 20 que surgiu uma espécie de patinete criado como uma alternativa para a bicicleta muito cara na época Rodas de patins foram pregadas a caixotes de fruta com uma espécie de guidão Depois de um tempo as paredes do caixote caíram tiraram o guidão e foi na década de 50 que o skate propriamente dito surgiu Em meados de 80 os Z Boys retratados no filme do diretor Stacey Peralta Reis de Dogtown introduziram as manobras do surf no skate revolucionando o esporte PRESENTE Não é porque no Brasil não neva o suficiente que suas chances de um dia deslizar num snowboard são pequenas O jeito é se preparar para o dia em que for até a neve e não sentir tanta dificuldade Encarar as manobras de skate e do sandboard são ótimas alternativas Se nevar numa pista para skate vira snow conta Felipe Motta 29 anos que começou no skate passou pelo wakeboard e hoje é pentacampeão brasileiro de snowboard O fera do sandboard mundial o brasileiro Digiácomo Dias 23 já desbancou atletas da Finlândia e Estados Unidos em torneios de snowboard Não tive dificuldades para andar de snow pois são esportes muito parecidos Quem faz sand tem mais facilidade para depois encarar a neve porque o atrito na areia é maior conta Depois de experimentar e se consagrar na neve Digiácomo parte agora para o mar Tinha receio mas meu irmão está me levando para o surf aos poucos e também estou fazendo aulas de kitesurf revela o sandboarder que jura que é só para lazer FUTURO O sand não pára de evoluir O nordeste brasileiro desenvolve o kitesand O princípio é o mesmo do kitesurf ser levado pelo vento mas a nova diversão ainda está em experimento Funciona em dias que chove e a areia fica mais dura E se usar uma prancha com PVC você chega a uma velocidade comparável ao snow diz Digiácomo que treina sand e surfa na praia da Joaquina e brinca de kite na Lagoa da Conceição tudo no norte da ilha de Florianópolis Hoje podemos andar de skate em vários lugares Concreto madeira pedra asfalto Só na água que não diz Felipe Motta Para dar uma mãozinha surgiram modalidades como mountainboard carveboard e downhill Inventado por surfistas o carveboard colocou rodas maiores para literalmente surfar no asfalto O mountainboard segue o mesmo princípio porém é mais direcionado para encarar trilhas já que suas rodinhas são off road Já o downhill é sinônimo de velocidade O skatista chega até a ficar de joelhos dependendo do grau da curva já que pode chegar a uma velocidade de 130 km h Em Maresias tem uma pista de skate Antes só descia pra praia se tivesse onda agora desço de qualquer jeito pois tem a pista pra se divertir Felipe Motta pentacampeão brasileiro de snowboard Sinto as influências dos primeiros movimentos do skate até hoje Luis Roberto Formiga repórter da ESPN Brasil que iniciou sua carreira no skate estendeu suas habilidades para o surf o snowboard o kite o skysurf o kitesurf e hoje se dedica ao tow in BERÇO Sandboard nas areias de Floripa onde tudo começou em 1986 Foto Alexandre Cappi CURIOSIDADES Uma prancha de tow in pesa 10 quilos e tem até chumbo para não trepidar demais com a força da onda O surfista de tow in chega a usar dois coletes salva vidas para encarar as ondas gigantes Ondas gigantes chegam a

    Original URL path: http://revistagooutside.com.br/3464-febre-das-pranchas (2015-10-13)
    Open archived version from archive

  • Go Outside.com.br - Revista Go Outside : A maior revista de esportes ao ar livre e comportamento ativo do planeta.
    belgas misturam esqui e kitesurf para bater o recorde mundial de distância percorrida na Antártica sem apoio motor Continuar lendo ANTARTIC ICE EXPEDITION ANTÁRTICA DIXIE DANSERCOER ESQUI EXPEDIÇÃO KITESURF SAM DELTOUR 10 10 11 Notícias O Havai é aqui Praias perfeitas atletas de ponta e infraestrutura transformam o Brasil em uma das mecas do kitesurf no mundo Continuar lendo BRASIL KITESURF PAÍS DO KITE 31 08 11 Notícias Kitesurf no furacão Irene Dupla ignora mensagem de alerta em razão da passagem do furacão Irene e aproveita a ventania para praticar kitesurf Continuar lendo CAROLINA DO NORTE DALE SLEAR FURACÃO IRENE HUNTER STUNZI KITESURF 15 06 11 Notícias Kite surf diversão O kitesurfista Guilly Brandão fala sobre o kitewave que une surf e kite num só esporte Continuar lendo GUILLY BRANDÃO KITESURF KITEWAVE SURF 23 05 11 Notícias Surf a cavalo O horse surfing pode ser perfeito para os dias sem ondas em praias vazias Isso se você tiver um cavalo claro Continuar lendo HAROLD QUINQUIS HORSE SURFING KITESURF SURF WAKEBOARD 31 12 69 Notícias Terra do vento Piauí revela a natureza selvagem perfeita para velejadores Continuar lendo BELEZAS NATURAIS BRASIL KITESURF PIAUÍ 31 12 69 Viagem Estou na zona Andrea Estevam não desiste do Kitesurf e descobre o lugar dos sonhos pelo vento Continuar lendo ANDRE PHILIP CAPE HATTERAS KITESURF REAL SAM BELL 15 09 14 Notícias O paraíso das pipas Elite do kitesurf desvenda os Lençóis Maranhenses no pioneiro Rally dos Ventos Continuar lendo ALEXANDRE NETO BRUNA KAJIYA KITESURF KRISTIIN OJA LENÇÓIS MARANHENSES SUSI MAI 17 09 14 Notícias Kites no paraíso Competição inédita reuniu a nata do kitesurf mundial nos Lençóis Maranhenses Continuar lendo KITESURF LENÇÓIS MARANHENSES RALLY DOS VENTOS 31 12 69 Fotos Mar de gelo Semelhante ao kitesurfe só que na neve o snowkite começa a

    Original URL path: http://revistagooutside.com.br/tag.php?tag=KITESURF (2015-10-13)
    Open archived version from archive

  • Go Outside.com.br - Revista Go Outside : A maior revista de esportes ao ar livre e comportamento ativo do planeta.
    que une a galera viciada em prancha é sentir se levado pela natureza Continuar lendo EQUIPAMENTO KITESURF PRANCHAS SANDBOARD SKATE SNOWBOARD SURF WAKEBOARD WINDSURF 20 02 15 Equipamentos A trajetória das pranchas de surf Exposição sobre a evolução das pranchas rendeu livro de fotos com modelos históricos Continuar lendo LIVROS PRANCHA DE SURF PRANCHAS SURF Publicidade Vídeos Surf na água fria Uma session geladaça em uma das regiões mais ao

    Original URL path: http://revistagooutside.com.br/tag.php?tag=PRANCHAS (2015-10-13)
    Open archived version from archive

  • Go Outside.com.br - Revista Go Outside : A maior revista de esportes ao ar livre e comportamento ativo do planeta.
    livro dos recordes Continuar lendo DUNA GÉSSICA VERAS LIVRO DOS RECORDES SANDBOARD TÂMILA DALILA 31 12 69 Notícias Febre das pranchas o que une a galera viciada em prancha é sentir se levado pela natureza Continuar lendo EQUIPAMENTO KITESURF PRANCHAS SANDBOARD SKATE SNOWBOARD SURF WAKEBOARD WINDSURF 31 12 69 Equipamentos Mulheres de areia As cearenses Géssica Veras e Tâmila Dalila são as novas estrelas do sandboard no Brasil Continuar lendo

    Original URL path: http://revistagooutside.com.br/tag.php?tag=SANDBOARD (2015-10-13)
    Open archived version from archive

  • Go Outside.com.br - Revista Go Outside : A maior revista de esportes ao ar livre e comportamento ativo do planeta.
    11 Vídeos Escalada esporte olímpico A escalada está entre as oito modalidades finalistas para integrar a Olimpíada de 2020 O wakeboard também concorre Continuar lendo COI ESCALADA ESPORTES OLÍMPICOS OLÍMPIADA DE 2020 WAKEBOARD 23 05 11 Notícias Surf a cavalo O horse surfing pode ser perfeito para os dias sem ondas em praias vazias Isso se você tiver um cavalo claro Continuar lendo HAROLD QUINQUIS HORSE SURFING KITESURF SURF WAKEBOARD 17 05 11 Notícias Mundial de wakeboard Acompanhamos a final de dentro de um barco Veja o vídeo do que rolou por lá Continuar lendo PHILLIP SOVEN VÍDEO WAKEBOARD WWA 15 05 11 Notícias Mundial de wakeboard Brasileiros caem diante dos melhores atletas do wakeboard mundial em etapa realizada em Minas Gerais Continuar lendo ANDREW ADKISON MINAS GERAIS NICK JONES WAKEBOARD WWA 31 12 69 Notícias Febre das pranchas o que une a galera viciada em prancha é sentir se levado pela natureza Continuar lendo EQUIPAMENTO KITESURF PRANCHAS SANDBOARD SKATE SNOWBOARD SURF WAKEBOARD WINDSURF 31 12 69 Equipamentos Focando o esporte Karsten Baumgartl reúne os melhores atletas de wake para filmar o documentário Higara s Continuar lendo DOCUMENTÁRIO HIGARA S KARSTEN BAUMGARTL WAKEBOARD 15 01 15 Notícias Skate e wake

    Original URL path: http://revistagooutside.com.br/tag.php?tag=WAKEBOARD (2015-10-13)
    Open archived version from archive

  • Go Outside.com.br - Revista Go Outside : A maior revista de esportes ao ar livre e comportamento ativo do planeta.
    waterman havaiano Kai Lenny 90 quilômetros pelo lago Michigan Continuar lendo KAI LENNY LAGO MICHIGAN WINDSURF 11 10 11 Notícias Windsurf em Cloudbreak O australiano Jason Polakow aproveita um mega swell para se tornar a primeira pessoa a surfar Cloudbreak de windsurf Continuar lendo CLOUDBREAK JASON POLAKOW WINDSURF 05 08 11 Notícias Água salgada no sangue Depois de viver com uma rotina nada tradicional com a família Schürmann o caçula Wilhelm se apaixonou pelo windsurf Continuar lendo FAMÍLIA SCHÜRMANN HIHO VOLTA AO MUNDO WINDSURF 28 06 11 Notícias Remar é preciso Nosso colunista Eduardo Stryjer revela que o Pelé do windsurf é também um adepto do stand up paddle surf Continuar lendo EDUARDO STRYJER SURFING THE DISTANCE WINDSURF 31 12 69 Notícias Na velocidade do vento Kauli Seadi é um dos grandes nomes do windsurf Continuar lendo DOCUMENTÁRIO KAULI SEADI WINDSURF 31 12 69 Notícias Quem é mais forte Como saber quem é o mais forte entre atletas de modalidades diferentes Continuar lendo CURIOSIDADES ESQUI FORÇA LUTA TREINAMENTO WINDSURF 31 12 69 Notícias Febre das pranchas o que une a galera viciada em prancha é sentir se levado pela natureza Continuar lendo EQUIPAMENTO KITESURF PRANCHAS SANDBOARD SKATE SNOWBOARD SURF WAKEBOARD

    Original URL path: http://revistagooutside.com.br/tag.php?tag=WINDSURF (2015-10-13)
    Open archived version from archive

  • Go Outside.com.br - Revista Go Outside : A maior revista de esportes ao ar livre e comportamento ativo do planeta.
    de cursos da Outward Bound Brasil OBB instituição que é líder mundial em treinamento outdoor e educação experiencial Rodrigo dá a sua lista atualizada de 10 coisas que você não pode ir para o mato sem 1 Mapa e bússola O GPS depende de sinal de satélite e não funciona em diversas situações como numa expedição em cânions ou numa mata muito fechada por exemplo 2 Fósforos Fonte de luz e de calor Os ideais são os modelos à prova d água que podem ser encontrados nas lojas especializadas 3 Lanterna Mesmo para um passeio diurno leve uma lanterna se você se perder e escurecer a roubada será um pouco menor Os modelos mais modernos de headlamp lanterna de cabeça funcionam por centenas de horas com um mesmo jogo de pilhas e deixam as suas mãos livres para fazer uma fogueira armar uma barraca ou analisar o mapa por exemplo 4 Comida extra Leve sempre mais do que você acha que irá precisar 5 Kit de primeiros socorros e claro conhecimentos para utilizá lo Um kit básico deve um anti séptico como Povidini ou iodo para limpar eventuais arranhões gaze esparadrapo e alguns comprimidos de analgésico antiinflamatório antidiarréico e antipirético 6 Protetor solar Pode ser cremes protetores com fator alto ou então boné e roupas que escondam sua pele do sol forte 7 Capa de chuva e roupas para o frio independentemente do clima previsto Hoje já existem capas de chuva que pesam menos de 80g e que dobradas ocupam um volume menor que uma maçã As velhas e boas capuchas aquelas transparentes e finas vendidas em porta de estádio também quebram um galho sem entulhar a mochila 8 Canivete multi função Em poucos centímetros você encontra uma mini caixa de ferramentas que pode salvar a sua aventura 9 Água

    Original URL path: http://revistagooutside.com.br/3470-top-10 (2015-10-13)
    Open archived version from archive