archive-br.com » BR » R » REVISTAGOOUTSIDE.COM.BR

Total: 854

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".
  • Go Outside.com.br - Revista Go Outside : A maior revista de esportes ao ar livre e comportamento ativo do planeta.
    um delicioso robalo ostras frescas e patas de caranguejo num restaurante rústico às margens do principal rio da região O vento aumentava e ao perguntar se era possível velejar por ali nosso guia Joca respondeu que o recorde brasileiro de velocidade de windsurf foi cravado naquela foz 73 km h Mas como é pouca a infra estrutura local ninguém mais veleja por ali Ainda bem que isso vai mudar existem previsões de melhoras no porto e a finalização ainda esse ano do aeroporto internacional de Parnaíba com privilegiada localização com Jericoacoara e Lençóis Maranhenses a um raio de 50 quilômetros No dia seguinte conhecemos a praia da Pedra do Sal a 30 quilômetros de Luís Correia que apesar de urbana é boa para surf e kitewave No final do dia passamos pela lagoa do Portinho ideal para a prática de kitesurf e windsurf já que tem pouca ondulação A força do vento estava levando as dunas a afogar a lagoa até que uma ONG resolveu plantar capim e parar a movimentação daquelas pequenas montanhas nômades Em toda região venta de agosto a janeiro mas até o momento eu ainda não havia velejado Foi só no terceiro dia que matei a gana de velejar o vento daquele pequeno litoral E foi em Barra Grande uma praia a uma hora de carro de Luís Correia Nunca tinha ouvido falar naquele paraíso pertencente ao município de Cajueiro da Praia mas algo me dizia que ali era o pico E meu instinto estava certo as ruas de areia as pessoas amigáveis a praia gorda longa e de areia branca fizeram com que eu me sentisse à vontade Melhor ainda ficando em uma das charmosas pousadas pé na areia Com uma diária de R 200 um casal pode se hospedar num bangalô de frente para o mar Pra que mais Para o jantar e uma cerveja gelada tem o Bandoleiros que serve crepes e boas massas feitas por gente que fugiu de Jericoacora por causa do turismo desenfreado e que torce para não acontecer o mesmo por ali Além do vento forte fora de época algo que me chamou a atenção foi a metamorfose diária da praia O grande desnível das marés transforma em pouco mais de seis horas um mar verde turquesa e azul numa península de corais e areia com mais de 1 quilômetro de comprimento numa das pontas da praia Durante a temporada o velejo acontece das 13h às 18h Inicialmente são 12 a 15 nós que aumentam gradativamente até chegar aos 30 nós no final da tarde Perfeito para o nativo vice campeão mundial de kitesurf Hélio Cabrinha que é um show à parte Sem pensar muito montei meu kite e caí na água Velejava em condições perfeitas A temperatura da água o vento constante aquele sol que não existe em São Paulo tudo estava lindo só não tomei cuidado com os bancos de areia que se formam na maré baixa Olhava para a praia quando criei uma nova manobra bico

    Original URL path: http://revistagooutside.com.br/3080-terra-do-vento (2015-10-13)
    Open archived version from archive


  • Go Outside.com.br - Revista Go Outside : A maior revista de esportes ao ar livre e comportamento ativo do planeta.
    série de chalés de frente para o mar quartos para casal a partir de US 155 casasandra com De maio a setembro é temporada dos tubarões baleia na Biosfera de Yum Balam uma área de preservação de 1 550 quilômetros quadrados de águas e florestas costeiras Explore a fauna local com um guia de mergulho com snorkel da Mextreme Travel a operadora doa parte de seus lucros para a preservação dos tubarões baleia US 50 por viagem mextreme travel com Dica leve dinheiro vivo Holbox não tem caixas automáticos e cartões de crédito raramente são aceitos TED ALAN STEDMAN Surf em Sayulita Sayulita não é mais segredo Por isso os editores me deixaram escrever sobre o lugar metade da equipe da Outside o visitou ano passado Uma aldeia de pescadores de frente para uma baía em forma de crescente no Pacífico 45 minutos ao norte de Puerto Vallarta Sayulita é um ótimo lugar para descansar mas o que faz esse lugar se destacar é o surf democrático há um break para longboard bem perto da praia e muitas opções mais avançadas acessíveis por barco Se você quiser alugar uma casa a SayulitaLife com oferece inúmeras opções Mas se você não precisa de tanto espaço vá atrás de um dos amplos mas econômicos quartos da Villa Amor na ponta sul da baía quartos para casal a partir de US 90 villaamor com O resort vai te apresentar aos melhores instrutores de surf do local uma aula sai por cerca de US 25 Os mais experientes podem procurar a Tranquilo Surf que organiza excursões de surf de um dia em busca de points com ondas que chegam à altura dos ombros os preços variam tranquilosurf com SP CHIAPAS Nonguém pensa em floresta tropical quando se fala em México Reme em Baja Se me perguntarem eu diria que as praias de areias brancas de Baja e as serrilhadas montanhas de Sierra de la Giganta são ainda mais bonitas vistas do mar de Cortez um paraíso dos canoístas Inscreva se para uma viagem de oito dias com a operadora Tofino Expeditions US 1 250 tofino com começando no porto de Loreto para pescaria e férias Você irá explorar as ilhas costeiras e mangues remar ao lado de leões marinhos no Parque Nacional Marinha da Baía de Loreto e passear em meio às formações de rochas vulcânicas de cor pastel na costa da Sierra de la Giganta 25 quilômetros ao sul de Loreto À noite acampe nas praias ou durma em um dos 48 quartos de frente para o mar no Desert Inn em Loreto Virando a esquina o Bar do Mike serve uma ótima michelada a cerveja local misturada com suco de mexilhões limão e sal tem gosto de chá gelado só que melhor STEFANI JACKENTHAL Pelas selvas de Chiapas Viajantes que curtem uma floresta tropical com um toque de ruínas costumam ir para Belize ou para a Costa Rica e nem mesmo pensam no sul do México Resultado Chiapas apesar de ser o

    Original URL path: http://revistagooutside.com.br/3090-pra-cima-e-avante- (2015-10-13)
    Open archived version from archive

  • Go Outside.com.br - Revista Go Outside : A maior revista de esportes ao ar livre e comportamento ativo do planeta.
    costa rican bird route com e assim que chegar ao aeroporto de San José alugue um 4x4 cerca de US 50 por dia e siga para a floresta tropical para uma semana de caminhadas diurnas Comece no Centro de Floresta Tropical Tirimbina Rainforest Center a cerca de uma hora e meia a nordeste de San José e siga para o extremo norte das trilhas perto de Boca San Carlos lar da ameaçada arara verde grande Seu ponto de partida o Maquenque Eco Lodge quartos para dois US 105 maquenqueecolodge com próxima à recém criada reserva de vida selvagem com o mesmo nome Foto Corbis Surf em El Salvador Surfistas têm um talento especial para descobrir locais para aventuras e El Salvador é um ótimo lugar para procurá las ao longo da costa La Libertad a apenas 35 minutos da capital San Salvador hoteizinhos estão surgindo para atender aos caçadores de ondas estrangeiros que estão migrando para lá Outro ponto positivo surfer chic em El Salvador quer dizer surf barato Com vista para dois dos melhores breaks da região El Sunzal e La Bocana há o Tekuani Kal uma casa de hospedagem de seis cômodos com influência da cultura dos nativos nahuas com pórticos com teto de palha quartos para dois a partir de US 84 tekuanikal com As aldeias ao longo da costa ainda têm aquele tom rústico eu fui lá ano passado e fiquei impressionada com a amigável mistura entre os locais e os surfistas de todo o mundo mas não vai demorar para que estabelecimentos mais sofisticados apareçam por lá Por enquanto é bom obter informações internas Contate a Cadejo Adventures em San Salvador que aluga barcos e oferece viagens de um dia com guia tanto para iniciantes como para veteranos a partir de US 85 por pessoa cadejoadventures com Quando já tiver surfado o suficiente você pode tentar a experiência única de mergulhar no interior de uma cratera vulcânica inativa no lago Ilopango explorando cavernas e paredões de rocha verticais que descem por 200 metros US 90 Agite na Nicarágua Os agentes de viagem gostam de pintar a Nicarágua como se fosse a próxima Costa Rica E realmente os dois países são muito parecidos com uma paisagem salpicada de vulcões cheia de florestas de altitude e lagos transparentes Infelizmente a novidade já se espalhou e empreendimentos com a cara de Las Vegas estão surgindo na costa do Pacífico do país Mas no interior ainda dá para encontrar aventuras sem entraves E um café muito gostoso Faça uma peregrinação até o Finca Esperanza Verde um eco lodge e fazenda de café orgânico perto de Matagalpa o centro da região cafeicultora do país pacote de duas noites US 186 fincaesperanzaverde org Os donos do Finca foram os pioneiros na produção responsável de café e no uso da energia solar na região Faça hiking na trilha Roxa que leva ao ponto mais alto da fazenda de 265 acres uma vista a 1 220 metros de altitude para a cordilheira Dariense

    Original URL path: http://revistagooutside.com.br/3095-aquecimento-central (2015-10-13)
    Open archived version from archive

  • Go Outside.com.br - Revista Go Outside : A maior revista de esportes ao ar livre e comportamento ativo do planeta.
    Quebrada dos Toros É por isso que os turistas que chegam a San Antonio de los Cobres uma cidade de 2 500 habitantes 167 quilômetros a noroeste de Salta encontram um povo de pele talhada pelo vento frio e seco e pulmões acostumados ao ar rarefeito dos quase 4 000 metros de altitude Salta está a 1 200 metros San Antonio é um retrato da influência indígena que compõe o altiplano seja dos diaguita calchaquis dos quéchuas dos taltils e também claro dos incas que dominaram os Andes antes dos espanhóis E como outras do deserto a comunidade ali subsiste da extração de cobre de uma das centenas de minas da região Em contrapartida a charmosa Cachi sal em quéchua a 162 quilômetros de Salta pelo vale Calchaquí é o espelho dos conquistadores hispânicos A arquitetura colonial dos casarões com arcos e paredes brancas alguns restaurados para abrigar hotéis como o quatro estrelas La Merced del Alto lamerceddelalto com comprova ser esta a província de maior influência espanhola de toda a Argentina Aliás percorrer o Calchaquí uma área de 100 quilômetros de comprimento sentido norte sul por 25 quilômetros de largura cravada entre duas cordilheiras ao longo do leito do rio de mesmo nome é circuito indispensável para observar o resultado da falta de água na natureza na estreita faixa longitudinal o índice pluviométrico pode variar de 800 milímetros anuais no vale para apenas 80 mm nos pontos mais altos Ou seja logo depois de sair da capital sentido Cachi que está a 2 210 metros de altitude cruza se uma floresta verdíssima as yungas semelhante à nossa mata atlântica Mas basta ganhar altitude para notar a falta de água como nas paisagens do Parque Nacional los Cardones espécie de cactos área semisseca que abriga centenas e gigantescas dessas plantas algumas com 3 metros de altura que chegam a viver mais de 500 anos Imagens tão surreais quanto às dos Cerros de la Siete Colores formados por sedimentos marinhos fluviais e de lagos de épocas geológicas distintas que criaram picos multicoloridos Ou das areias vermelhas do deserto Del Laberinto um território de quilômetros e quilômetros sem uma única planta sequer nenhuma Ou da brancura das Salinas Grandes similares aos sais do Atacama apenas uma pitada do que Salta proporciona de belezas naturais DIVERSIDADE Salta tem de altiplanos áridos a picos nevados como mostra a foto ANOTE AÍ Ainda não há voo direto do Brasil para Salta É necessário fazer uma conexão em Buenos Aires A Lan lan com opera o trecho doméstico em parceria com a TAM tam com br na perna internacional O valor dos dois sai por volta de US 850 na alta estação verão Em Salta há opções de hotéis para todos os bolsos Em San Antonio de los Cobres se hospede no Hostal del Cielo hostaldelcielo fibertel com ar ou no De las Nubes administracion hosteriadelasnubes com ar Em Cachi opções mais baratas são o El Cortijo elcortijohotel com e o Don Arturo hospedajedonarturo hotmail com

    Original URL path: http://revistagooutside.com.br/3104-argentina-altiplana (2015-10-13)
    Open archived version from archive

  • Go Outside.com.br - Revista Go Outside : A maior revista de esportes ao ar livre e comportamento ativo do planeta.
    a opção de fazer o percurso sem se preocupar em chegar antes é um tour para atletas bem preparados e dispostos a desafiar o corpo e a mente A hospedagem é em barraca mesmo mas pelo menos é a equipe do tour que as carrega assim como a alimentação Quando ir janeiro de 2010 Preço 8 200 euros ou trechos a partir de 850 euros Dificuldade bem desafiadora Duração 120 dias Quem leva tourdafrique com MULTIESPORTES Conheça a Mongólia terra dos nômades praticando vários esportes Caiaque camelo cavalo e as próprias pernas vale um pouco de tudo pra conhecer bem a Mongólia das montanhas verdes e estepes do norte até as dunas do deserto de Gobi O roteiro começa na capital Ulaanbaatar nos templos budistas tibetanos com influência do xamanismo típicos da mistura feita pelos nômades Dali segue se para a província de Khovsgol no norte onde fica o maior lago da Mongólia A hospedagem ali é feita em tendas nômades perto do lago Nos quatro dias seguintes explora se a região em trekkings tours de caiaque pelo lago e cavalgadas Com uma pequena parada em Muron para ver danças e cantos da região o rumo seguinte é o semi árido deserto de Gobi o quarto maior do mundo O lugar que fica no sul do país e também adentra a China é habitat de animais raros como o Dhole uma espécie de cachorro e o leopardo das neves Andar por suas areias à pé ou nas corcovas de um camelo traz uma série de surpresas como o alaranjado das Falésias Flamejantes ou o canto das dunas cantantes de Khongoryn Els Quando ir junho a setembro Preço 4 298 dólares Dificuldade moderada Duração 12 dias Quem leva rei com Faça um pouco de tudo no Japão A proposta dessa viagem é conhecer regiões importantes do Japão mas com muita adrenalina Comece pedalando e assistindo a lutas de sumô em Tóquio ou fazendo rafting ou trekking nas florestas de bambu ao redor No quarto dia o desafio é subir o mais alto vulcão do país o monte Fuji Depois rume para a península de Izu no sul onde você pode explorar a costa de caiaque ou pedalar pelas estradinhas nas montanhas Em Kamikochi uma das regiões de belezas naturais mais impactantes da ilha você primeiro se instala em uma cabana de madeira para depois passar dois dias explorando as florestas virgens e montanhas recortadas Nos últimos dias do roteiro volta se para a cidade agora Kyoto onde dá para conhecer de bike jardins templos castelos assim como os misteriosos santuários xintoístas Quando ir março a maio e setembro a novembro Preço a partir de 2 460 dólares Dificuldade moderada Duração 14 dias Quem leva intrepidtravel com Explore a Indochina a pé ou de bike você escolhe Nessa viagem você pode escolher se faz os trajetos a pé ou de bike se usa suas tardes explorando os lugares ou fica no hotel fazendo massagem Tudo é ao gosto do freguês Nos 14 dias de viagem entre Tailândia Laos Vietnã e Camboja os viajantes transitam em vans luxuosas e jatinho particular quando não estão caminhando pedalando ou relaxando em resorts de alto padrão são previstos de 20 a 30 quilômetros de pedaladas por dia ou cerca de 10 quilômetros de caminhada em média O percurso começa em Chiang Rai no norte da Tailândia para depois seguir para a região de Chiang Saen mais remota No sétimo dia voa se para Laos onde desfruta se três dias Outros três são dedicados ao Vietnã e o restante ao Camboja O roteiro busca as regiões rurais e de floresta ao invés das grandes cidades Portanto pode se esperar matas fechadas pequenos vilarejos tribais plantações de arroz e algodão monastérios e templos um workshop de tingimento de tecido por artesãos pequenos mercados e algumas preciosidades protegidas como patrimônio pela UNESCO É o caso da Cidade Proibida do Vietnã por exemplo Quando ir janeiro Preço 59 000 dólares Dificuldade moderada Duração 14 dias Quem leva butterfield com br Leve toda a família para multiatividades no Colorado As Rocky Mountains são famosas pelas atividades no inverno mas com o derretimento da neve locais como Vail e Beaver Creek tornam se excelentes playgrounds para atividades com toda a família Além da paisagem natural é muito divertido estar com todos os queridos em lodges de montanha ou em condomínios sempre com conforto e segurança Em Keystone a 2 835 metros de altura é fácil manter as crianças entretidas com a gôndola que leva todos ao jantar à beira da fogueira no estilo faroeste O rafting une ainda mais o grupo Ainda faltam a caminhada em Beaver Creek um piquenique no Parque Nacional das Montanhas Rochosas e a visita aos búfalos nativos no Genesse para enriquecer ainda mais a redação da turma na volta das férias Quando ir junho a setembro Preço 1 250 dólares Dificuldade leve Duração 7 dias Operadora landscape com br CANOAGEM Reme numa região praticamente intocada O parque Pumalin situado perto da cidade chilena de Puerto Montt é o maior parque privado do mundo com 300 mil hectares matas intocadas rios fiordes vulcões e geleiras Seu criador Douglas Tompkins fundador das marcas Patagonia e The North Face comprou as terras e a intenção é a criação de um parque nacional que seja administrado por uma entidade privada chilena A região é dotada de muitos fiordes esculpidos na era glacial com paredes gigantes de até 1 500 metros de altura que caem até o mar Abriga também riquíssima fauna com pumas raposas veados condores falcões pingüins e leões marinhos O roteiro explora de caiaque oceânico uma das formas de menor impacto ambiental esse fiordes com acampamentos com visuais únicos visita a termas e povoados ribeirinhos que dão a possibilidade de conhecer também um pouco de sua cultura Durante os nove dias também há caminhadas a lagos e cachoeiras por trilhas pouco freqüentadas em meio a florestas de alerces milenares Além dos caiaques e utensílios para camping a empresa fornece trajes de neoprene e demais equipamentos para uma remada confortável Quando ir novembro a abril Preço 1 900 dólares Dificuldade moderada não requer conhecimento prévio de canoagem Duração 5 dias Operadora aroeiraoutdoor com br Caiaque de hotel a hotel Cerca de 450 ilhotas expostas ao sol inclemente pontilham a barreira de recife de 290 quilômetros de Belize E o melhor jeito de explorá la é nesta nova expedição de caiaque de hotel a hotel com a Island Expeditions da cidade de Belize Esta viagem de seis dias divide se entre seguir as correntes passando sobre estruturas de coral repletas de vida marinha e relaxar em três hotéis rústicos imagine chalés à beira do mar com jantares à base de frutos do mar Espere cruzar cerca de 10 quilômetros diários de mar com águas turquesa com os exclusivos caiaques oceânicos equipados com mastro e velas Nada se compara a velejar em caiaques a 6 nós por hora meio metro acima dos platôs de recife conta o proprietário da IE Tim Boys Quando ir entre novembro e abril Preço 1 590 dólares faça reserva em cima da hora A IE oferece descontos de US 100 para vagas não preenchidas de viagens que partirão em menos de um mês Dificuldade fácil a moderada Quem leva islandexpeditions com Construa uma balsa de madeira e desça com ela um rio sueco A operadora já avisa essa viagem não conta com guias É uma aventura para se fazer por conta própria assim como se fazia antigamente no rio Klarälven famoso como importante rota de transporte de madeira até o século passado Você quem escolhe onde parar para acampar ou se quer dormir na própria balsa Aliás é você mesmo que constrói a balsa com os troncos de 3 metros e cordas que lhes são dados Eles só oferecem orientações e alguns equipamentos básicos antes de começar o desafio e lhe esperam rio abaixo cinco ou oito dias depois Mas além de alguns bancos de areia o rio que cruza a província de Värmland e é o maior da Suécia é calmo e não oferece grandes obstáculos eles garantem O tour se dá em uma região rural de florestas bem preservadas Suas margens formam verdadeiras praias de água doce que já foram um caminho de peregrinos rumo à Noruega Por isso igrejas e pequenos povoados formados em torno delas aparecem praticamente a cada um dia de viagem Quando ir junho a agosto Preço 208 libras Dificuldade moderada Duração 5 dias Quem leva naturetravels com FAÇA VOCÊ MESMO Durante a viagem pelo rio Klarälven na Suécia você constrói a sua própria balsa e escolhe se quer passar a noite nela Foto James Kaiser e Hipfel Starck Desça pelo Tuolumne e Ande pelo Yosemite Este novo roteiro anfíbio de cinco dias dos especialistas em raft da OARS começa rápido e termina devagar Primeiro uma descida de 29 quilômetros pelas corredeiras classe IV do rio mais turbulento do centro da Califórnia o belo e selvagem Tuolumne Depois saindo da ponte Wards Ferry são 50 minutos de carro até o Evergreen Lodge um hotel equipado com um bar na fronteira oeste do Parque Nacional de Yosemite Os próximos quatro dias são passados em um camping de luxo com colchões de ar nas dependências do hotel com trekkings clássicos do Yosemite como o Half Dome de 2 695 metros e os bosques de Tuolumne Meadows cobertos de flores selvagens Quando ir entre maio e agosto pergunte se há vagas ou descontos de última hora na viagem de maio quando as corredeiras do Tuolumne estão mais fortes Preço 1 900 dólares Dificuldade difícil Quem leva oars com TREKKING Caminhe até o Kanchenjunga A operadora de aventura Mountain Travel Sobek está comemorando seu 40 aniversário com uma série de viagens até os confins do mundo com seus melhores guias Nossa favorita é o trekking da região norte do estado indiano do Siquim que termina no acampamento base do Kanchenjunga de 8 485 metros de altura Depois de duas noites em Gangtok capital do Siquim uma equipe de carregadores 12 hóspedes e um guia ilustre Jamling Norgay filho de um sujeito aí chamado Tenzing QUEM parte para um trekking de dez dias pelos remotos vales alpinos próximos à fronteira com o Tibete Vai ser como fazer caminhadas no Nepal na década de 1960 explica Narendra Gurung o diretor de operação para a Ásia da Sobek Quando ir de 31 de outubro a 15 de novembro Preço a partir de 4 300 dólares Duração 16 dias Dificuldade difícil Quem leva mtsobek com Faça uma travessia do deserto de Atacama no Chile a Cachi na Argentina Dois países diferentes com uma cordilheira no meio mas que naquela latitude assemelham se nos vales extensos e nas formações montanhosas Esta travessia começa no deserto do Atacama onde os viajantes ficam alguns dias para se aclimatar à altitude de 2 500 metros e preparar se com explorações a pé a cavalo ou de bike antes de ir ainda mais alto Ao cruzar a cordilheira dos Andes atinge se 4 900 metros de altitude no ponto mais alto para depois chegar a Cachi onde a aventura mistura se a esse lugar cheio de história dos índios Calchaquíes aos resquícios coloniais espanhóis Caminha se em média 15 quilômetros por dia e os percursos mais longos são realizados de carro 4 x 4 Quando ir abril a novembro Preço 6 155 dólares Dificuldade moderada Duração 9 dias Quem leva auroraeco com br Caminhe e sinta se em casa na Toscana Na Toscana não ser um total desconhecido faz toda a diferença acredita a operadora que guia esta viagem Portanto a proposta aqui é caminhar de leve no máximo 14 quilômetros com subidas pelas estradinhas cheias de curvas acompanhado de guias locais e interessantes por si só Um especialista em trufas vai te mostrar como ele acha essas iguarias Um restaurador com veia de contador de histórias explica arquitetura e fatos importantes do passado Os primeiros dias da viagem acontecem em Cortona e arredores estradinhas da Úmbria o lago Trasimeno uma estradinha antiga cheia de videiras e oliveiras No quarto dia segue se para Montepulciano outra cidade murada famosa da região Na caminhada do último dia chega se a Pienza mas não antes de conhecer e desfrutar vilarejos minúsculos e charmosíssimos que há pelo caminho Tudo isso com tempo de sobra para comer na casa de locais e experimentar vinhos e gelatos inesquecíveis Quando ir de junho a outubro Preço 5 295 dólares Dificuldade fácil a moderada Duração 6 dias Quem leva butterfield com br Faça trekking no Grande Vazio A Guiana tem uma população de 770 mil pessoas e só uma estrada que atravessa o seu interior coberto de florestas tropicais Ou seja é um lugar bem selvagem Neste ano a operadora de luxo Geographic Expeditions está liderando uma viagem exploratória de trekking de 10 dias pelo país Depois de chegar à capital Georgetown os hóspedes são levados para a selva Primeira parada a cachoeira de Kaieteur com 225 metros de altura o que faz dela uma das mais altas quedas água diretas do mundo Não há placas corrimões ou pessoas explica Michael McCrystal o diretor associado de operações da GeoEx que desbravou a trilha ano passado Os hóspedes vão de hotel rústico em hotel rústico de teco teco e canoas um desses hotéis o Karanambu Ranch serve de lar para um pequeno clã de ariranhas resgatadas para fazer companhia aos hóspedes Os guias locais mostram o caminho em trekkings de 4 oras pela selva e missões em busca de ninhos de harpias Mas segundo McCrystal se você estiver a fim de pegar o facão e abrir sua própria trilha na mata podemos dar um jeito Quando ir o ano inteiro Preço 4 600 dólares Dificuldade difícil Quem leva geoex com Ande pelos vulcões da Nova Zelândia Crateras com lagos turquesas vales nevados glaciares em movimento e intensa atividade vulcânica Tongariro é um dos destinos de trekking mais nobres da Nova Zelândia e abriga paisagens de tirar o fôlego No centro da ilha Norte o parque nacional protege três vulcões ativos Tongariro Ngauruhoe e Ruahepu o mais alto e imponente com 2 797 metros Sobre o colo das montanhas uma trilha bem marcada de 19 quilômetros acessa diversos mirantes e caminhos secundários que levam até as crateras No verão a caminhada pode ser feita na raça apenas com um mapa e bom preparo físico No inverno o parque oferece uma experiência completamente diferente o caminho fica coberto de neve registra temperaturas negativas e requer o uso de crampons e piquetas Para quem quer fechar a aventura com chave de ouro hidroaviões na cidade de Taupo oferecem tours panorâmicos de uma hora espetacular sobre os vulcões Quando ir Entre outubro e abril da pra fazer caminhada sem guia Nos outros meses inverno recomenda se juntar a um grupo liderado pelo guias locais Preço 875 dólares inverno e 139 dólares verão 206 dólares 60 minutos de vôo cênico mínimo de 2 pessoas Nível de dificuldade Moderado Site da operadora kangaroo com br Foto Caio Vilela CAVALGADA Cavalgue e caminhe por montanhas savanas e deserto da Namíbia O bom de se fazer um safári na África a cavalo é não incomodar a fauna local e assim poder apreciá la mais de perto Esse roteiro começa duas horas ao norte de Windhoek uma reserva natural semi desértica Saindo do rancho de cavalos árabes adentra se na savana para logo se aventurar nas montanhas tendo por perto rinocerontes girafas zebras gnus e com sorte será guepardos e leopardos A cavalgada dura quatro dias mas a viagem se estica até o deserto para um dia de caminhada pelas enormes dunas que chegam a mais de 320 metros de altura já que não dá pra perder essa outra parte marcante do país Para chegar lá toma se o Trem do Deserto rumo a Walvis Bay uma cidade onde o árido encontra o mar Quando ir março a maio ou setembro a novembro Preço 2 865 euros Dificuldade desafiadora Duração 7 dias Quem leva cavalgadasbrasil com br Foto Divulgação SURF E KITESURF Surfe uma direita inesquecível em Marrocos Fica em Tarhazoute um vilarejo a 50 quilômetros de Agadir a onda mais famosa de Marrocos chamada Anka Point É um point break de direita que nunca fica muito cheio e começa a quebrar a partir de um metro Mas Anka é apenas um dos picos perfeitos que há nesta região que não à toa atrai surfistas do mundo todo Além das direitas há cavados beach breaks pouco crowd nada de tubarões e boa infra estrutura O roteiro que inclui transporte para todos os picos em 4 x 4 e hotel em frente à praia sugere ainda que você pegue ondas no Killer Point uma onda consistente que chega a 400 metros de extensão na Banana Beach um beach break ao sul da vila de Tamrhakht que quebra entre 1 e 2 metros e no Mysteries uma onda bem cavada entre outros picos Quando ir outubro a abril Preço 2 564 dólares Dificuldade Moderada Duração 7 dias Quem leva surftravel com br Veleje um dia após o outro Água quente vento praticamente o ano todo excelente culinária e hospitalidade incomparável Esses fatores fizeram o Nordeste brasileiro ser eleito um dos melhores locais para a prática de kitesurf do mundo Melhor ainda é poder percorrer parte da região somente pela água fazendo um downwind Para garantir segurança há um buggy de apoio na praia e instrutores qualificados no grupo Partindo de Fortaleza esse kite safári passa por Cumbuco lagoa do Cauípe lagoa da Taíba Paracuru e outros picos na costa do Ceará Ao longo do percurso é possível velejar por até 14 quilômetros ininterruptos mas o ritmo é ditado pelo cliente Os guias já estão acostumados a lidar com fatores determinantes da região como a maré e o tipo de vento Para o velejador sobra apenas se preocupar com o velejo do dia Quando não está na água o amante do kitesurf segue em

    Original URL path: http://revistagooutside.com.br/3118-nao-va-se-perder-por-ai (2015-10-13)
    Open archived version from archive

  • Go Outside.com.br - Revista Go Outside : A maior revista de esportes ao ar livre e comportamento ativo do planeta.
    12 69 Notícias Caleidoscópio peruano Aventura natureza e esportes vêm acompanhados de cultura e história Continuar lendo DESTINOS PERU VIAGEM 31 12 69 Viagem Chá de sumiço Lugares tranquilos para esquecer o estresse relaxar e refletir para o próximo ano Continuar lendo AMÉRICA DO SUL BRASIL CHILE DESTINOS VIAGEM 31 12 69 Viagem Parque dos sonhos O Parque Estadual da Serra do Papagaio tem tudo para agitar seu final de semana Continuar lendo BRASIL DESTINOS PARQUE ESTADUAL SERRA DO PAPAGAIO VIAGEM 31 12 69 Viagem Fast foot Nosso roteiro expresso de aventura dessa vez é a Serra da Mantiqueira Continuar lendo AVENTURA DESTINOS ROTEIRO SERRA DA MANTIQUEIRA VIAGEM 31 12 69 Viagem Viagens dos sonhos Os trinta destinos mais incríveis de viagens que podem mudar a sua vida Continuar lendo DESTINOS ROTEIROS VIAGEM 31 12 69 Viagem Vai pra onde Um roteiro mais detalhado de uma viagem de aventura e dicas de passeios Se jogue Continuar lendo BRASIL DESTINOS MINAS GERAIS ROTEIROS VIAGEM 31 12 69 Viagem Meca da aventura Dez odisséias australianas absolutamente incríveis e as boas dicas dos nativos Continuar lendo AUSTRÁLIA AVENTURA DESTINOS ODISSÉIAS VIAGEM 31 12 69 Viagem Capitães de areia Um encontro de etnias mercadorias e de aventuras nos confins do Saara Continuar lendo ÁFRICA DESTINOS SAARA VIAGEM 31 12 69 Viagem Ô trem bão Descubra os trens mais luxuosos do mundo e seis odisséias com paisagens inesquecíveis Continuar lendo BELEZAS NATURAIS DESTINOS TRENS VIAGEM 31 12 69 Viagem A surpresa dos Bálcãs Bem vindos à Croácia um ótimo local para se encontrar paz no século XXI Continuar lendo BÁLCÃS CROÁCIA DESTINOS EUROPA VIAGEM 31 12 69 Viagem Caminho das pedras Encontre 9 destinos incríveis e picos de tirar o fôlego para as próximas férias Continuar lendo AVENTURA BELEZAS NATURAIS BRASIL DESTINOS FÉRIAS VIAGEM 31

    Original URL path: http://revistagooutside.com.br/tag.php?tag=DESTINOS (2015-10-13)
    Open archived version from archive

  • Go Outside.com.br - Revista Go Outside : A maior revista de esportes ao ar livre e comportamento ativo do planeta.
    se perder por aí Viagens inesquecíveis e todas as informações necessárias você encontra no guia da Go Outside Continuar lendo DESTINOS GUIA DE VIAGEM ROTEIRO VIAGEM 31 12 69 Viagem Fast foot Nosso roteiro expresso de aventura dessa vez é a Serra da Mantiqueira Continuar lendo AVENTURA DESTINOS ROTEIRO SERRA DA MANTIQUEIRA VIAGEM Publicidade Vídeos Surf na água fria Uma session geladaça em uma das regiões mais ao norte do

    Original URL path: http://revistagooutside.com.br/tag.php?tag=ROTEIRO (2015-10-13)
    Open archived version from archive

  • Go Outside.com.br - Revista Go Outside : A maior revista de esportes ao ar livre e comportamento ativo do planeta.
    de Mita Villas e o novo St Regis a partir de US 555 puntamita com mx Para jantar adentre a vila El Anclote para uma refeição com o pé na areia no Blue Water Grill não tem telefone pergunte por ali ou tente o mais elegante Café des Artistes del Mar hoteldesartistesdelmar com Na manhã seguinte vá até a lojinha de surf Acción Tropical de El Anclote acciontropical com mx e chame os instrutores locais Fox ou Eduardo Eles pegarão as pranchas e levarão rapidamente você e a sua cara metade num barquinho até uma maravilhosa prainha com ondas para todos os níveis Depois do surf corra para o Punta Mita Residents Beach Club peça duas espreguiçadeiras naquela praia maravilhosa e alguns tacos de camarão e reserve duas massagens lado a lado ao ar livre Fique até o sol se por No dia seguinte repita tudo MARY TURNER POLINÉSIO Vista de Kona Village resort em Maui O melhor para relaxar e treinar Era um feriado de quatro dias e eu ia viajar com o namorado depois de três semanas de saudade Queria muitas coisas para aqueles dias mostrar a ele estrangeiro o litoral selvagem brasileiro estar num lugar tranqüilo mas não entediante ter conforto e boa comida mas sem frescuras e que além da preguiça possibilitasse também um bom treino Encontrei tudo isso em Picinguaba na Pousada Santha Martha santhamartha com br quartos duplos a partir de R XX do simpático Antonio XXXXX Incrustrados no alto do morro no meio da mata atlântica os oito quartos com decoração rústica e romântica têm uma varandona onde deitados na rede você e seu amor poderão olhar o mar lá embaixo enquanto estão rodeados pela mata A praia de Picinguaba é pequena e mais movimentada mas a vizinha Fazenda tem 3 quilômetros de perfeita solidão e areia batida ótima para uma corrida No fim dela uma trilha de 20 minutos leva até a praia Brava da Almada a minha favorita em todo litoral norte paulista Isolada com uma única família moradora ela tem onda em um dos cantos e muitos Chapéus de Sol pra você passar o dia inteiro na praia sem torrar A pousada disponibiliza caiaques dá pra ir até a Fazenda e a Brava da Almada remando para mudar a perspectiva Incrível imaginar que foi exatamente isso que os portugueses viram quando se aproximaram da nossa costa O rio da fazenda também vale a remada Quando voltarem famintos Antonio serve uma comidinha deliciosa Mas o bom mesmo é o café da manhã na Santha Martha um dos melhores que já comi em pousada ANDREA ESTEVAM O melhor para agradá la Esqueça jóias ou suítes de hotel caras cheias de buquês de rosas A fórmula vencedora para uma viagem romântica só tem um ingrediente deixe a tomar as decisões Sua parte vai ser apenas a de organizar e sugerir as coisas de forma que você concorde e sorria de verdade com as decisões dela Comece com o que você acha do vale

    Original URL path: http://revistagooutside.com.br/3127-o-amor-e-uma-longa-estrada (2015-10-13)
    Open archived version from archive